segunda-feira, agosto 24, 2009

CHEGADA

Cheguei ao fim da caminhada.

Cruzei o Monte do Gozo com entusiasmo, ao meu lado, meu eu pequenininho. A mochila estava vazia, mas a alma repleta de experiências e algumas certezas, que na certa, seriam mudadas.

Quando cheguei no topo do Monte. Respirei fundo; queria descansar da longa jornada, mas o meu eu-criança, gritava: "vamos!"

E eu recuperando folêgo pedi paciência ao moleque afoito, mas ele queria chegar logo em Santiago; por isso, firmei o meu cajado no chão e dei minhas últimas passadas no Caminho do Campo das Estrelas.

Cantei alguma canção religiosas, enquanto cruzava a linha de chegada, mas meu moleque queria uma do Elvis; fiquei com uma do Raul que dizia assim:

"coragem, coragem.
Se o que você quer é aquilo que pensa e faz.
Coragem, coragem.
Eu sei que você é capaz."


Eu sou capaz, fui de chegar até ali; e foi cantando essa canção que atravessei o Portal do Peregrino e pedi minha benção ao apóstolo, que olhou-me com orgulho, no alto da sua estátua, e pediu que eu entrasse e rezasse meu agradecimento.

Agradeci e vi o meu eu-menino desaparecendo. Cada um tem o Mestre que merece; eu tive o melhor professor: eu mesmo!

Saí da Catedral com alegria e na saída, percebi um papelzinho voando, como se fosse um aviãozinho feito por uma criança, desconfiei de quem era, pois ele aterrizou bem nos meus pés e ao pegá-lo, notei que havia algo escrito:

" Peregrino,

A caminhada real começa agora"

Um comentário:

Anônimo disse...

ameiiiiiiiiiiiiiii,lindo e tocante como tudo o que vc escreve,me vejo em tuas palavras,vejo a transparencia da verdade de minha alma qd te leio,obrigada meu amigo

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply