quinta-feira, maio 30, 2019

Surto ao Vaso

Já posso falar
Já posso dizer
Andei morrendo
Andei surtando
Andei estudando
Me melhorando
Busquei ajuda
Duvidei das certezas
Sempre desconfiei das minhas negações
Ouvi meus irmãos
Escutei minhas irmãs
Depois de muito falar
E descobrir que nem eu me entendia
Decidi me calar
Para curar
Toda essa agonia
Ansiedade
De seguir descobrindo tudo que desconhecia
Sem dar conta
Dos poucos tesouros
Que me foram entregues
E cada tesouro não era o ouro de tolo da espiritualidade mambembe
Mas apenas como me tratar bem
Me respeitar
E apreender a ser respeitado

Fiz da minha mente um lago calmo
Fiz da minha garganta um céu límpido
Do meu umbigo, fiz jardim
Do meu sexo, fiz estudo
Do animal em mim, fiz uivo

E no meio dessa porra toda
Disse a todos que me criticavam
Que se fodam
Pois fiz do meu peito
Um vaso
Aonde
Daquele momento em diante
Renasceria

E surtei...
E morri ♤♡◇♧

No zigue-zague desse meu mergulhar, a vida que não flui de forma linear, foi refinando minha consciência. Espirilando, mudando, circulando, iniciei e reiniciei meus ciclos, era só Eu, com Mim, co Migo e fui sendo preparado. Sangrei todos meus preconceitos, minha mente foi sendo lapidada. Tal qual diamante, resisti as pressões do interior da minha terra, passei pela brasa da paixão de sabotar tudo e tocar o " vai tomar no cu " em tudo que tinha, saudei Yansã, eparrei, quando senti o pânico e o medo, e finalmente, circulei nas águas de Yemanjá.

Circulei
Circulatio
Circulação
Quebrei o ciclo

Dancei
Incorporei
Meu feminino
Fiz as pazes com meu masculino

Meu peito vaso alquímico se transformou e agora estava vazio útero para receber o amor.

E lá veio Kanarô!

Kanarô chegou...

Dai, o Buda em mim sorriu.

Finalmente, eu não mais teorizava
Eu não mais entendia
Eu sentia
Eu sentia
Kanarô - O amor Próprio chegou

sábado, maio 18, 2019

Wesak: Buda que Ri

Nos momentos de tristeza e aflição, respire fundo e feche os olhos. Se você não conseguir relaxar e afastar a nuvem de pensamentos que não te deixam em paz, tente visualizar a imagem de um sorriso bem no meio da sua testa. Conta a lenda que se você fizer isso com calma e confiança, a imagem desse sorriso despertará o Buda da Risada que já existe dentro de você.

Esse Buda sorridente,volta e meia, dá as caras e toma conta das coisas, transformando aquela situação mal resolvida numa risada elaborada. Ele também se faz presente quando não conseguimos parar de achar graça daquela piada mal contada ou daquele filme que todo mundo diz que é bobo, mas a gente se diverte a beça.

E você sabe que nada melhor que uma risada para a gente parar de levar tão a sério esse problema que nossa ¨cuca¨ ocupada não consegue resolver.

As pessoas que riem mais da vida são aquelas constantemente conectadas com o Buda da Risada; quanto as outras com vergonha de parecer ridícula com uma boa gargalhada; é só uma questão de tempo para elas serem infectadas pelo vírus da alegria e do bom humor; pois elas são como aquelas pessoas que demoram um certo tempo para entender a piada, mas quando finalmente ¨cai a ficha¨ percebem o motivo pelo qual todo mundo estava rindo e ridículo passa a ser não dá risada também.

E você que está lendo essa mensagem, o que está esperando ? O Buda da Risada está aí dentro de você esperando pelo seu sorriso na testa ou no coração.

Não é preciso ficar chateado ou triste para fazer esse exercício, você pode agora mesmo despertar o seu Buda da Alegria e contagiar todos a sua volta.

Você ficará surpreso em como consegue facilmente transformar o seu tempo de preocupação em tempo de dar risada.


domingo, maio 12, 2019

Dia da Mãe Divina

Obrigado, Mãe Divina pela minha vida

Diante de tantas estrelas, meus olhos brilham com as Tuas belezas, Ó Mãe Natureza!

Lágrimas escorrem pelas pedras do meu rosto e desembocam no lago do meu sorriso.

Estou vivo e contemplo as maravilhas da manifestação da Tua Criação, Minha Mãe Divina. As Tuas bênçãos se abrem como um arco-íris no céu de nossas vidas, mesmo quando vivemos em tempestade com as nuvens de nossos vizinhos; por isso, e por tudo mais que eu recebo, sem nem ao menos pedir, ajoelho-me às margens do Teu rio, para fazer-te só mais um pedido: “Mãe, preciso de instrução!”

Ensina-me, Mãe-Professora, a colocar em prática o que aprendi no canto do beija-flor. Preciso de força para atingir a maturidade da minha espiritualidade, para aguentar receber em meu peito o Teu Amor. Estou farto de ser apenas uma criança, Minha Mãe, sempre em busca de brilho, caçando fenômenos e buscando provas da Tua existência nesse plano de ilusão.

Mãe, é lindo contar as estrelas cadentes, ficar só olhando os cometas contentes; mas sinto que preciso, nesse momento, de uma colher de energia com gosto de pé-no-chão, para que eu faça da espiritualidade o meu dia-a-dia.

Passei muito tempo vislumbrando, e pouco tempo de vida praticando, por isso, peço firmeza, Ó Mãe Suprema, para não deixar para depois, a atitude de ser alguém melhor hoje.
Estou muito acostumado com o show do Teu Amor, bato palmas ao perceber as luzes da minha alma, porém, falta algo; não sei como pôr em ação todas essas lições que aprendi e sei que de nada vale continuar colhendo fenômenos, se eu não souber como usar esse conhecimento na minha vida, praticando-o aqui mesmo.

Por isso, peço-te instrução, Mãe das mães, pois, pior do que alguém que não tem acesso às Tuas santas lições, é alguém que recebeu o dom de conhecer um pouco, mas fez disso diploma nas paredes do ego - livro fechado nas gavetas teóricas da mente -, e faz desse divino presente água corrente que escorre pelas mãos.

Que eu sempre tenha toda a liberdade do mundo,
Para poder escolher,
Entre todas as possibilidades,
Aquela que mais me agrade!

Ah, como transformamos, facilmente,
O nosso livre-arbítrio em livre-bobagem.

Livre-arbítrio não significa fazer tudo o que eu quiser;
Livre-arbítrio é poder escolher o que melhor me convier,
Dentro daquilo que eu realmente precisar.

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply