quinta-feira, setembro 29, 2016

Um Jardim ou Inferno feito de palavras

Homens, somos especialistas em dizer a coisa errada na hora errada para a pessoa certa. Certa pessoa que é aquela mulher que só deveria escutar da gente coisas certas nas horas certas. O que há com os caras? O que há com a gente ? Venho estudando e me aprofundando nesse estudo da língua solta que é capaz de construir jardins de palavras bonitas e infernos dantescos de palavras feias jogadas ao vento; e quanto mais estudo, mais sei o quê não deveria dizer e mesmo assim, quando vejo, não noto, já estou dizendo algo que vai ferir corações, vai tocar fogo na floresta das relações e para isso, o melhor remédio é ainda dizer: desculpa? Perdão!!

Peço perdão a todas as mulheres por esse palmo de Adão. 

Peço desculpas a todas as mulheres pela violência das palavras que pode ferir mais que tapas.

Peço misericórdia a esses meninos nunca crescidos que deveriam sentir a dor do ser parido, toda vez que eles a desrespeitam com palavras e gestos que as desprezam.

Peço compreensão a todas irmãs, mães, filhas, vós, tias, primas e amigas; todas as conhecidas e desconhecidas pelos palavrões, gracejos ofensivos, comparações e falta de respeito desses garotos que ainda precisam aprender como falar direito.

E por fim, peço a Nossa Senhora, a Grande Mãe que não abandone esses alunos do Sagrado Masculino, pois apesar de ainda nos comportamos de maneira tão infantil e nociva, há em nós, Ave Dos Céus, uma genuína vontade de aprender a dizer : te respeito, mulher, por não ser tudo aquilo que eu quero que você seja, estou aprendendo a te amar apenas por você ser você! 

Estou aprendendo seus ritmos, seus ciclos e seus " nãos". 

Estou compreendendo que você não gira sempre na órbita do meu planeta; pois és Sol de brilho próprio, livre cometa para viver. 

Estou entendendo que se tenho o privilégio do seu ouvido, se eu o ocupar com sons descabidos, preciso ser homem o suficiente para te pedir desculpa, perdão, me cura!

terça-feira, setembro 27, 2016

Plano da Alegria


Existe um lugar chamado Plano da Alegria; aonde todas as crianças vão ao dormir.

Lá reina a alegria, a brincadeira e o gargalhar. É proibido andar, por isso quem pisar no chão e mulher do padre.

Nenhum adulto é permitido nesse lugar. Não é discriminação não. De acordo com o organizador da Alegria, os adultos tendem a estragar as festas e brincadeiras que rolam com suas preocupações.

Ao ser entrevistado, ele afirmou:

“ - Onde já se viu se ocupar com algo que ainda nem ocorreu. ”
E se alguém quiser bisbilhotar por lá, precisa deixar pra trás não só a casca física, mas também esse” Bobão Chorão” que você chama de EU. Esse EU deveria estar cantando pelas ruas e agradecendo ao Papai do Céu por sua vida, ao invés de viver reclamando de barriga cheia.

Tem alguns grandões espertos que tentar entrar de penetra por lá, mas nossos porteiros não se deixam enganar pelos falsos sorrisos, eles olham logo seus corações. É gente, vocês não tem ideia, quanto marmanjo e barrado, sem sacar que basta deixar as melecas emocionais de lado e cair na festa.

No Plano Alegria sempre tem gente importante e famosa. Na semana passada, o Menino Azul Krishna apareceu por lá, tocando flauta e distribuindo tanto mel que nos lambuzamos todos (se nossas Mamães pudessem nos ver não ficariam muito contentes não). Essa semana é e a vez do Chiquinho de Assis, dizem que quando ele vem, trás sempre tanto animalzinho que parece que esta carregando a Arca de Noé. É bicho pra todo lado.

Quando temos que voltar pra terra, tentamos ao acordar, passar um pouquinho do que sentimos ao Papai e a Mamãe, mas às vezes, eles nem prestam atenção. Eles devem estar prÉ - Ocupados, né?
Antes de voltarmos, todos rezamos juntos ao Papai do Céu. Eu vou tentar ensinar pra vocês, mas se vocês não lerem com coração, serão apenas palavras de moleque. Ai vai:
“Pai Nosso
Que esta acolá e está aqui
Que está no outro e está em mim
Permita que cresçamos com alegria de viver
Dando risada de nossas quedas e com os olhos de bebê
Para que nunca esqueçamos que só existe um mandamento
que Deus nos mandou seguir:
Amar a todos como a nós mesmo e sempre lembrar de sorrir.

Amem, Axé, Shalon, Alah Akibar, Namastê
Muita paz, luz e alegria para mim e pra você"

Assinado: Criancinha Sem Nome
18 de julho 2002

Psicobrincado por Frank, numa manhã ensolarada, as margens do Rio Thames, Londres.

quarta-feira, setembro 14, 2016

Dicas de como quebrar qualquer Maldição

6 Dicas de Como Quebrar Qualquer Maldição?

O Professor Frank Oliveira explica no vídeo abaixo como se livrar dessas " maldições " que nos impedem de crescer.

Afinal de contas: o que é maldição???
E como nos livrar delas?


terça-feira, setembro 13, 2016

Palavras e mais Palavras

Falando muito mais que o pensamento
Dizendo muito mais que deveria
A língua tem poder de erguer tudo
A mesma língua também fala em demasia

Demazia é a fala desperdiçada
Sopinha de dizer só mais do mesmo
Se queres ter palavra respeitada
Articula sua palavra com Ti dentro

Fique presente na palavra articulada
Pense também em quem está te escutando
A conversa é uma troca de palavras
Quem fala só
Nada só está dizendo

Se tem algo a dizer, fala - Se é só vaidade, cala
Não desperdice seu talento - Sua vida
Que sua poesia seja mais palavra encantada
E menos recado aos outros com moral distorcida

segunda-feira, setembro 12, 2016

Doe para receber

Espalhei para ti
Um cadinho de sabedoria
Doei para ti
Um pouquinho de tempo
Dei para ti
Uma oportunidade de trilhar o Caminho do Conhecimento

Faria de novo
Faço de novo

Mesmo você sendo um encosto
Mesmo você sendo esse engodo
Essa pessoa mal agradecida
Que entra na casa dos outros
Toda sorridente
E sai rangendo os dentes
Falando mal
Andando torto
Jogando merda no ventilador
Dizendo a todos o horror que foi
Ter recebido o que você havia pedido

Gratidão 
Seja agradecido
Se você estava procurando por um pote de ouro
E recebeu um pinico
Faça sua obra nele
Mas ao sair da casa alheia
Não feche a porta
Não arrebente a janela

Você que não sabe o dia de ontem
Sabe menos ainda o dia de amanhã
E a coisa mais linda que aprendemos
Ao buscar a nossa verdade
É ter humildade
Para entrar mudo nas Casas de Saber
E sair calado
Copo vazio ao entrar
Copo mais vazio ainda ao sair

Soberba e orgulho
São pratos cheios 
Para quem vive de sobras
E da energia do outro
Você se intitula pessoa de opinião
Eu te chamo de parasita

Faria de novo
Farei
Um dia você virá novamente 
Buscar a minha casa
Vou abrir a porta 
Vou te doar minha palavra, meu tempo, meu conhecimento
Quem sabe você não aprenda
Dessa vez
Um tantinho de respeito
E uma pitada de gratidão

sábado, julho 16, 2016

Aprender com Arte é Possível

A Frank Experience: Aprender com Arte é possível




Gravando reportagem no Céu Heliopolis sobre o Projeto Ciranda do Inglês para a TV Record.

Projeto Ciranda do Inglês troca cartas com Casa de Repouso dos Estados Unidos. Parceria com minha aluna e amiga Daniele Garcia do projeto Avós da Gente: http://avosdagente.com.br/Home

segunda-feira, julho 11, 2016

Ah, tadinho... Ah, Coitado

Perdi minha fé!
Ah, tadinho 
Deus te desapontou 
Não conseguiu o que queria 
Não achou sua felicidade 
Sua alegria 
O universo não girou de acordo com as suas certezas
Quem diria...

Não acredito mais em nada!
Ah, coitado 
Diante dos furos 
Da sua lógica primata 
Descobriu que o mundo não é quadrado e agora 
Estupefato 
Grita a sua descrença 
Na esperança suprema 
De Deus te pegar no colinho 
E deixar tudo de novo 
Bonitinho 
Pra você brincar de controlar

Tudo não passa de idéias da mente! 
Clap! Clap! Clap!
Vejam que menino inteligente 
Obviamente 
Está trocando de time 
No final do campeonato 
Ah, tadinho 
Ah, coitado 
Está perdendo um tempo precioso 
De ficar calado
E começar a ter mais fé 
Que se o destino das mãos é incerto 
Ainda dá pra ter certeza
Do chão que pisamos com o pé

Entendo o que você está dizendo!
Se você entende ou não 
O problema é seu
Mas se viu alguma lógica 
No que se escreveu 
É porque, talvez, doravante 
Você seja um caminhante 
E se há Deus dos Seus 
Ele se faz no teu caminhar 
Que só ocorre em sua mente 
Pois se não houvesse mente 
Tampouco haveria sua noção de caminhar

sábado, julho 02, 2016

Irmão Véio para Irmã Nova

Irmão véio para irmã nova de longa estrada
Super-gemêa ativar
Sempre quis te por na minha mochila
Que alegria é contigo viajar

Irmã nova, seu irmão véio
Tem muito orgulho da tua caminhada
Alegria mesmo é saber
Que somos da mesma tribo estelar
Te amo, irmã nova
Irmão Velho quer com você
Muito mais viajar!!!






sexta-feira, julho 01, 2016

Quem eu sou?

Num salto de onça
Escapei de mais uma armadilha
Quase virei presa
De minha própria trilha

Como a serpente
Troquei de pele
Renasci
Agora entendo 
Que as armadilhas que caí
Foram postas mesmo 
Por mim

Como a águia
Não tenho medo de tirar 
de mim
pena por pena
Arranco com o bico
Tudo aquilo que me faz pequena
Sou grande
Tenho asas gigantes
Sou do tamanho que quero ser
Sou Helena

Com os olhos abertos
O copo vazio
Avanço à frente
Não temo o perigo
Sigo o caminho do coração
Meu objetivo
Ajudar a melhorar essa nação
Pelos caminhos da educação

Vão me criticar
Vão dizer que enlouqueci
Vão dizer e dizer
Mas eles nunca vão saber
Que o que faz a gente crescer
É abraçar
Aquilo que nos faz querer
Acordar
FAZER!

Dá licença, vou Ser!

((())))
Dedicado a querida professora Helena Spinelli

Imagem: Juan Carlos Taminchi.

quinta-feira, junho 30, 2016

Mergulha nas águas

"A Rainha do Mar me falou:
As baleias cantam cantos de amor
Quem escuta seu canto percebe
Nada é o que parece
Para o iniciado do coração
Nada perece
Tudo continua
Na jornada do primor!

Canto Yemanjá
E ela responde
Vem mergulhar
Eu digo: não sei nadar
E ela responde
Você já esta mergulhado
No meu canto de Te amar"

Ps: Poesia inspirada no trabalho incrível do querido artista Juan Carlos Taminchi.

domingo, junho 26, 2016

Nesse Deserto, Meu Deus

Nesse deserto, Meu Deus
Nesse mar do silêncio
Passagem para vida nova
Dai-me tua alegria

Nesse deserto, Meu Deus
Nesse mar do vazio
Eu estou enxergando
Uma florzinha

Uma flor do deserto
Que surgiu do vazio
É a flor do meu nascer
Flor do renascer

No meio dos espinhos
A se proteger
A flor da entrega
Flor da esperança

Nesse deserto, Meu Deus
Passarão ventanias
Hoje na calmaria
Vou para a sua alegria

Nesse deserto, Meu Deus
Nesse mar do vazio
Desabrocha uma flor
Flor da verdade

Uma flor do deserto
Que surgiu do vazio
É a flor do meu ser
Flor do meu renascer

A flor da minha sede
A flor da minha fé
É a flor da entrega
Flor da verdade

Nesse deserto, Meu Deus
Eu como um viajante
Do rio ao oceano
Vou para a sua alegria

Nesse deserto, Meu Deus
Como um grão de areia
E também diamante
Me dedico a refletir
Sobre o sol que sou

Como um grão de areia
Também sou diamante
Sou a flor do deserto
A flor do renascer

A flor da minha sede
A flor da minha fé
Sou a flor da entrega
Flor da presença

Nesse deserto, Meu Deus
Nesse mar do silêncio
Oceano de paz
Ouço a sua alegria

Nesse deserto, Meu Deus
Nesse mar do infinito
Eu estou acordando
Para a vida nova

Ouço um canto de amor
Canção da liberdade
Sobre a flor do meu ser
A flor do renascer

Essa flor vou regar
Com as águas do riso
Águas do sorriso
Pois ela é a flor da alegria
A flor do seu amor

((()))

From Madrinha Sophie

sexta-feira, junho 17, 2016

O COPO VAZIO

Havia um Santuário
Cheio de Relíquias sagradas
Altar repleto de estátuas
Que EU adorava adorar

Lugar sagrado
Escondido à sete-Chaves
Ninguém entrava
Nada saia
Havia um Santuário
Lugar sagrado
Fechado
Até que um dia
A luz entrou e me revelou

O Santuário era minha zona de conforto
Ferro velho de peças gastadas
De velharias
Guardadas
Para ser usados um dia
Talvez
Nunca

O Santuário cheio de inutilidades
Preciosas
Muito precioso
Para meu ego doentio
Que transformou um sótão cheio de lixo guardado em ouro brilhante para tolos

O que a luz clareou
Levei tempo para limpar
Lutei para remover
As camadas que obstruíam
O que realmente era de valor

E quando o Santuário do Ego
Foi removido
Surgiu no lugar
O espaço
Sagrado
Do
Copo
Vazio!

quarta-feira, junho 15, 2016

Private

Escrevendo Para Mim ( Por Favor, não Leia!)
Ai
Doeu!
O que você escreveu!
Foi para mim? 
Só pode ter sido!
Vou parar de fazer isso...

Tá doendo 
( continuo fazendo )
Vou parar
( continuo prometendo) 
Vou te atacar 
( não quero que você me lembre do que estou esquecendo )
Vou me concentrar no ego ferido 
( continuo repetindo isso) 
Vou esquecer tudo isso
( Por Favor, Não Leia!)

Ai
Tá doendo 
O que Você continua escrevendo 
É pra mim? 
Foi de propósito !!!
Vai se cuidar VOcÊ! 
Quem você pensa que é
Para apontar o dedo para mim? 
Vai se escrever !!! 
Vai se ler!!! 
Vai achar que é para você !!!

Pois não é para mim
Você não está escrevendo pra mim
Escrevendo para mim!

terça-feira, junho 14, 2016

Minha Culpa

Culpar o outro 
É uma forma de exteriorizar a nossa própria culpa 
Culpar algo ou alguém 
Ainda é se culpar 
E ao culparmos algo ou alguém 
Novamente deixamos de lado 
A nossa obrigação de nos 
Auto-trabalhar

Nos auto-trabalhar 
É reconhecer que 
Quando apontamos 
O dedo pro inimigo 
E o identificamos 
Como responsável 
Pelos nossos erros 
Estamos apenas 
Expressando 
O nosso puro medo 
De olharmos para o nosso próprio 
Rastro de preguiça mental 
De melhoramos 
Esse Ser que nos tornamos

segunda-feira, junho 13, 2016

Me perdoe Padre, Pois eu Pequei

Padre
Me perdoe
Eu pequei
Pequei contra mim mesmo
Em minha infinita ignorância
Comi a fruta da árvore da ilusão
Novamente
E agora me torno penitente
Pedinte do seu perdão

Me perdoe
Padre
Por eu ter pecado
Pequei pois desrespeitei meus próprios dogmas
Pequei pois não usei o discernimento
Para controlar aquele momento
Pequeno
Que homens viram ratos
E são expulsos do Éden
Dos jardins que levaram anos
Para serem construídos
Mas podem ser destruídos
Em segundos de desvario
E agora, padre,
Virei repetente
Te implorando
Mais uma chance

Me perdoe
Padre
Pois eu ainda estou pecando
Pequei nesse momento
Ao te prometer
Que vou parar de pecar
E Agora compreendo
Que não deixarei de optar
Pela Árvore da Ilusão
Só porque estou TI prometendo
Ó meu padre !

Sei
Que
As palavras que estou usando
Para te prometer que vou mudar
Não são suficientes
Para sedimentar em mim
A força necessária para evitar
Cair em tentação

Sei
Que
Só vou mesmo aprender
Essa lição
Quando eu for expulso do Paraíso
E como na lenda do Anjo Caído
Trocar meu Céu
Pelo Inferno

Me perdoe
Padre
Eu pequei
E acho que mesmo embora
Eu não consiga ainda
Me redimir dos meus pecados
Assumi-los é um começo
Tentar mudar
É o meio
E pedir o seu perdão
É o milagre que espero obter
Para subir às alturas
E me tornar um homem novo
E quem sabe
Voltar ao Jardim do Éden
Com os pés limpos
E mãos honrosas
Para provar da fruta
Da Árvore do Conhecimento
E viver de Verdade
Para sempre
Amém !

domingo, junho 12, 2016

Feliz Dia do Amigo Especial!!!

Compartilho com todos, a mensagem especial que eu recebi, essa manha, de uma querida amiga:

" O amigo passarinho, gosta de voar sozinho, mas com o amigo também voa, mesmo que o vôo seja mais baixo e cheio de espinho,

O amigo passarinho escuta, e agradece por ter o amigo mesmo longe, pertinho!!

O amigo passarinho gosta do vento no rosto e a aventura de migrar em busca do melhor, por isso tem tanta sabedoria pra compartilhar,

O amigo passarinho fica quietinho, esperando o seu tempo, respeitando as suas escolhas, mesmo que erradas e desnorteada,

Ah esse amigo passarinho, o danadinho te espera, de prontidão para viver as alegrias dessa doce ilusão!!!!!

Obrigado amigos passarinhos, vocês me inspiram a ser passarinhos de outros passarinhos que por aí voam o grande vôo chamado vida!!!"

sábado, junho 11, 2016

Do Futuro Para o Passado E Retorno ao Presente

- Oi , Vó! Eu estou vindo do futuro.

- Oxi, e desde quando tem futuro no passado, Neguinho?

- Bem, eu não sei. Eu vi esse buraco de minhoca e entrei nele para vim te ver nesse seu agora, porque no meu, já não temos mais você.

- Oxente, Neguinho! Eu estou lá tanto quanto você está aqui, menino. Eu sou tão real lá quanto você é aqui. Se você chegou até a mim aqui é porque eu sempre vou estar lá.

- Vó, a senhora está me confundindo.

- Vala miDeus! Você é sabido, mas chegou aqui muito confuso. Se você é do futuro, o que veio fazer aqui no passado?

- Te pedir desculpas!

- Oxi, Neguinho! Pára de pedir desculpas pelas coisas que você fez aqui atrás, menino! Errou, segue adiante, o importante é não inventar desculpas para ser melhor lá na frente.

- Obrigado, Vó, pelas nossas relações.

- Vai pro futuro, Neguinho, sem culpas e arrependimentos, que eu sigo daqui te inspirando.

Salve as Abuelas!

quinta-feira, junho 09, 2016

Segredo no mundo dos sonhos

O mundo dos Sonhos
O Mundo dos Sonhos
Possui o segredo que estou procurando

Areia nos olhos
Eu estou com sono
Mergulho profundo
No Reino dos Sonhos

No reino dos Sonhos
Vou interpretando
Imagens sensações
Que o Reino vai mostrando

Vou interpretando
Vou simbolizando
Não é o que vejo
E vou desconfiando
Vou desconfiando
Que alguém está falando
Usando os sonhos
Me comunicando

Me comunicando
E me ensinando
A ver de outro jeito
A ver de outro modo

Ao ler de outro modo
Ao ver de outro jeito
Aprendo e respeito
É Deus me ensinando

quarta-feira, junho 08, 2016

Roda de Sansara

Passei mil vezes por aqui
E torno a passar 
O mesmo erro cometi 
E torno a cometer 
Que sofrimento é saber 
Que me repito 
Que agonia é perceber 
A Roda Girando 
E tantos levantando 
E eu me repetindo

Se ao menos 
Eu não tivesse optado 
Pela Flor da Lembrança
( Talvez sofresse menos)

Seria muito mais fácil 
Me repetir 
Cheirando sempre a Flor do Esquecimento 
( Ignorância é benção)

Mas uma vez aqui 
Mesmo sem conseguir 
Parar de repetir 
O mesmo erro 
Que me impede de seguir 
E sair daqui
Vou fazendo poesia 
Canções 
E baladas 
Sobre minha repetição 
Nessa Roda de Sansara

terça-feira, junho 07, 2016

Desprezo! Existir sem Zelo!

Fui visitar um quarto da minha casa 
Que estava escuro e desarrumado 
Havia móveis quebrados 
Janelas rachadas 
Não havia fechadura na porta 
Que rangia como uma gralha 
Que repetia 
Desprêzo! Desprêzo! 
Percebi que esse quarto 
Era o viver sem zelo
Existir sem zelo!

Nesse quarto havia uma empregada
Uma velhinha desdentada 
Que vestia trapos e dava risadas
Que constantemente me lembrava 
Da bagunça que eu tinha dentro de mim
Por fora - bela viola 
Por dentro...
Quanto desprezo!
Desprezo! Desprezo! 
Existir sem zelo!

Existir sem zelo
É sair de casa com a calça rasgada 
É celular com vidro quebrado 
É a louça suja com restos de comida
Que chama baratas e ratos 
É maltrato com as pessoas amadas
É ser mendigo de si mesmo
É gritar com a velha empregada 
E ouvir da velhinha: 
Desprêzo! Desprêzo!
Existir sem zelo!

Existir sem zelo 
É abraçarmos as nossas sombras 
Além da conta 
É ficarmos com medo 
Do próprio medo
É a casa mal-assombrada 
De tão desarrumada 
É tudo aquilo que despejamos na privada
Que deveríamos manter coeso
É colocarmos a culpa na empregada
Que foi contratada para lidar com o nosso: 
Desprêzo! Desprêzo!
Existir sem zelo!

Ao terminar essa jornada
Percebi que esse quarto da minha casa 
Precisava ser arrumado 
Por mim mesmo
Com a tinta fresca do cuidado 
Com a vassoura do discernimento 
Com a sabão da disciplina 
E o zelar de entendimento 
Dai, fui limpando devagarinho 
É percebi que a empregada 
Que dava risada 
Do meu " evoluindo" 
Era uma velhinha que muito me conhecia 
Desde o tempo antes do nascimento 
E eu só fui entender o porquê
Quando voltei dessa viagem 
E eu fui perceber 
Que a velhinha era Nanã Buroquê
Que agora dizia:
Zêlo! Zêlo! 
Cuida do que eu te dei
Direito!


segunda-feira, junho 06, 2016

Morrendo

Estou morrendo de cansaço

Estou tão cansado que estou morrendo

Morrer é se cansar da vida
A vida se cansou de você
E te mandou descansar

Você apagou
Morreu!
Kabum!
Shibiu!
Sumiu, desapareceu ... Cadê você ?

Descansando da vida...
Recuperando forças
Força o suficiente
Para voltar a existir
Voltar a viver ...

Não se canse da vida.
Podemos descansar trabalhando
Consciente e ativo
Basta fazer o que gostamos
E Direito!

sexta-feira, junho 03, 2016

Hoje é Dia de Kepher

A meditação em Kepher faz cócegas na nossa alma; tentem lembrar daquela piada que te fez rir sem parar ou daquele momento na sua vida ( talvez numa viagem ou quando fomos beijados pela primeira vez) que não conseguimos pensar, mas apenas sentir; sentir uma alegria imensurável de viver, de aproveitar a vida e de sorrir ao contemplar as coisas mais simples. Bem-vindos a primeira sephirat da Árvore da Vida Judaica ou a última - bem-vindos ao Olhar Divino e ao Reino das Crianças.

Kepher é a fonte de onde tudo emana; Kepher é o não atingível pela palavra e pelo intelecto e ainda assim, de fácil acesso para as crianças. É Matnis - sentir para saber.

Kepher é o menino Jesus do conto de Fernando Pessoa; é Krishna o moleque azul se lambuzando com a manteiga e sendo reprimido por sua mãe que ao olhar toda aquela bagunça e pedir para ele abrir a boca para retirar o excesso de manteiga, percebe que dentro da boca do seu filho, há um céu de estrelas - simbologia para o Samadhi ( integração com o todo); o nirvana dos budistas e o céu das religiões monoteistas.

Kepher são os erês das religiões afros que invadem os terreiros trazendo alegria; os Kerubins soltando flechas de amor para despertar a consciência.

Kepher é o guri que é o guru da nossa alma. É a promessa de Jesus que só chega até Ele, as criancinhas.

Kepher é a boa inocência e a brincadeira de aprender.

Kepher é brincadeira divina - LiLa - Brahman peralta transformando Maya em prayground.

Kepher é termos a coragem de achar graça na adversidade e nessa graça, acharmos força pra levantar e voltar a brincar.

Kepher é o palhacinho trapalhão; é tudo isso e mais um tanto. Kepher é ...xiiii, esqueci!

quinta-feira, junho 02, 2016

Desenvolvimento e força

Fortalece seu pensamento
Fortifica sua consciência
Seja flexível como o vento
Mas mantenha intacta sua essência

Estude sobre a fonte da vida
Conheça e evolua - sacie sua sede
Pois ignorância só dá energia
Para quem quer virar parede

quarta-feira, junho 01, 2016

No Uivo do Lobo Cinza

Ilumina a casa escura
Com a luz da sua cura

Cura Cura as desventuras
Ergue seus pensamentos as alturas

Te reconhece como Filha do Sol
Vem cantar com o rouxinol

Recheia teus pensamentos na firmeza do Primeiro Amor
Receba na flor do seu peito
A cura do beija-flor

A doença é um encantamento a ser quebrado
Procure ajuda dos seus amigos encantados

Você não está sozinha
Há aliados com você, menina

Reverbere o seu desejo de curar
Em tudo que você emanar

Jogue fora pensamentos vagabundos
Esvazie seu guarda-roupa
De tantas roupas sujas

Faça um pacto com a luz
E que de sua mãos
Somente coisa bonita
Seja o que se produz

Pare o fluxo das palavras malditas
Que suas letras sejam pura poesia

Sua cura só depende da sua atitude
Mas se precisar de apoio
Conte sempre com a poesia desse povo

Que você em breve
Se gradue na Universidade do Amor
Afinal, esse é o grande motivo
De ser ConheSedor

E lembre-se
Esvazie o saco das desculpas
Quem quer crescer
Trabalha - vai pra Rua!

Medo de se ConheSer
É muleta tua
Se cura e vem ver
O seu apego a Casa Escura

E quando te faltar coragem
Desejo que você sinta
A força da Mulher Selvagem
No uivo do Lobo Cinza


Aaauuuuuuuuuu!!!!!

segunda-feira, maio 30, 2016

Eterno Baião de Dois

Sonhei que subia num Pé de Feijão para encontrar grãos de arroz gigante. Quando acordei me dei conta que queria sonhar com caviar, mas sempre acordo mesmo é com gosto de baião de dois.

O Universo Feminino

Em momento tão revoltante 
Onde o coletivo mostra seu poder 
Como homem - posso permanecer distante 
Como professor - palavras preciso tecer

Mulheres 
Diante dessa selvageria masculina 
Peço desculpas
A todos as senhoras e meninas! 
Embora não seja suficiente 
Posso sempre arriscar uma rima 
Por mais que ela possa ser pobre 
E repetida

Comecei a aprender a ser homem 
Quando lavava os pratos 
Da janta que minha mãe fazia 
Quando ajudava ela a limpar a casa 
Não porque ela pedia 
Mas porque era uma óbvia escolha minha

Segui aprendendo a ser homem 
Ao optar pela camisinha 
Ao invés de pedir a minha namorada 
Ou esposa que mutilasse seu corpo 
Com remédios maléficos 
Afim de fazermos amor! 
Não era justo que a mulher distorcesse seus ciclos 
Para termos sexo

Continuei aprendendo a ser homem 
Na delicadeza de limpar minha filha 
Compreendendo a sutileza 
Que o feminino 
Exigia

Estou aprendendo a ser homem ao estudar
Sobre a menstruação e seus ciclos 
E compreender o quanto fascinante 
E complexo é o mundo feminino

Estou aprendendo a ser homem
Não aprendi ainda! 
Vou aprender e me tornar professor em ser homem 
Quando eu puder ensinar meus irmãos do sexo masculino 
A verem mais que carne, servidão e sexo no corpo feminino

Ainda não aprendi como ensinar o meu irmão 
Então peço desculpas as minhas amigas
E mulheres da minha família 
Pelo coletivo

Sim, somos todos responsáveis 
Homens da sociedade !!!
Por mantermos essa sociedade patriarcal e machista 
Mas se serve de consolo 
Há homens aprendendo...

Apreendendo que cuidar, amar, respeitar e compartilhar tarefas é o mínimo que os homens deveriam fazer. Mas infelizmente ainda continuamos batendo em vocês com o espinho de nossas " rosas"...

Quem sabe 
Em um breve futuro 
A Escola do Respeito ao Feminino
Seja a principal universidade 
Permitindo 
Transformar homens moleques 
Em homens adultos de verdade;
E até lá ... Vou dando o exemplo 
Para o meu filho!

quarta-feira, maio 25, 2016

Trim! Trim! Trim!

Acordei..
Voltei a dormir! 
Acordei..
Voltei a dormir! 
Acordei..
Voltei a dormir! 
Como ter forças? 
Trim! Trim! Trim! 
Acordei..
Voltei a dormir! 
Quero continuar acordado 
Como posso?
Trim! Trim! Trim! 
Acordei..
Voltei a dormir! 
Tô tentando 
Criar forças...
Valei-me, Despertador
Trim! Trim! Trim! 
Acordei..
Voltei a dormir!

Consegui! 
Acordei
Acordado estou!
Até que enfim!!!

Trim! Trim! Trim!

Shit! Dream within the dream again!

sexta-feira, maio 13, 2016

Varinha de Condão

Não é a varinha de condão
É a sua mão
Mas até então
Use a varinha de condão
Se te ajuda
Não é impura
Não é do mal
Busca tua proteção
Aprendiz de feiticeiro
No templo
Ou no terreiro
Encontre teu Divino
Em Jeová
Ou Jah
Ou no Sagrado Feminino
Mas se conecta com a Terra
Com a tua esfera
Com o seu poder Nela
Poder que sobe pelos teus pés
Desce pela sua cabeça
E sai pelas suas mãos
Para a Varinha de Condão
Mas o poder
Não é a Varinha de Condão
Meu irmão,
É a sua mão
Está nas suas mãos
Mas até lá então
Use qualquer coisa
Para escutar seu próprio coração

quinta-feira, maio 12, 2016

Veja, Seja, O Respeito

Seu face vai explodir em acusações, xingamentos e seus amigos vão mostrar o monstro por trás das máscaras. A melhor forma de lidar com isso é manter O respeito !

O mundo é uma contradição. Nunca podemos ter certeza sobre aquilo que defendemos ou dizemos. A linguagem sendo uma gaiola que prende a língua passarinho, não permite que possamos realmente expressar aquilo que sentimos no corpo e ecoa na alma, mas há porém uma forma de expressão que é certeira e diz muito sobre o tipo de ser que somos: o respeito!

Podemos diferir sobre as idéias e sobre a linguagem empregada, mas faltar com o respeito jamais. Nesse país dividido com opiniões tão coléricas, ir em público para agredir alguém que pensa diferente da gente é atestar a nossa própria incapacidade de ficar calado perante o que sentimos.

quarta-feira, maio 11, 2016

O PRETO VELHO E O JULGAMENTO DO MÉDIUM

Dentro do Centro Espírita,
Os mestres de branco aconselhavam e oravam.
Fora do Centro e de vista,
O preto velho a todos protegia e guardava.
O Médium sentou e se preparou,
Para psicografar a mensagem.
Quando o preto velho se aproximou,
O moço ficou julgando a entidade.

"Onde já se viu espírito,
Com esse jeito de ex-escravo negro?
Se ele fosse mesmo evoluído,
Não falaria assim desse jeito."

O preto velho sorriu,
Mesmo perdendo a viagem.
Não entendia o preconceito do médium,
Mas, ainda assim, deu-lhe um passe.

Ele sabia que no dia certo,
Aquele médium perceberia o fato:
Que se aprende tanto com o médico,
Quanto com o operário.

Despediu-se dos mestres do Centro,
Que lhe olharam pedindo paciência.
Embora o trabalho ainda fosse lento,
Aumentava o discernimento e consciência.

A cada dia que passa,
Os novos médiuns estão descobrindo.
Que não importa como se fala,
E sim o que está sendo dito.

Por isso é que na rua ou no Terreiro de Umbanda,
O Preto Velho continua o seu trabalho e nunca pára.
Até que os tambores de Aruanda
O convidem para uma outra jornada.

- Frank -
Londres, 08 de abril de 2003.

quinta-feira, maio 05, 2016

Mal-Me-Quer; Bem-Me-Quer!

Era uma vez uma rosa cheia de belas pétalas e uma menina imatura brincando de mal-me-quer e bem-me-quer! 

mal-me-quer; bem-me-quer! 
mal-me-quer; bem-me-quer! 
mal-me-quer; bem-me-quer! 

Pétala arrancada
Rosa retirada 
Desperdício da beleza 
Que está lá para ser usada 

mal-me-quer; bem-me-quer! 
mal-me-quer; bem-me-quer! 
mal-me-quer; bem-me-quer! 

Menina imatura
Não sabe dar valor 
A beleza apresentada 
Pela Rosa do Amor 

mal-me-quer; bem-me-quer! 
mal-me-quer; bem-me-quer! 
mal-me-quer; bem-me-quer! 

Não vai ter mais rosa
Não vai ter mais pétala 
Menina reclamando
Que o amor não se revela 

mal-me-quer; bem-me-quer! 
mal-me-quer; bem-me-quer! 
mal-me-quer; bem-me-quer! 

O bem é preservar 
O mal é desperdiçar 
Nem tudo o que queremos 
É o que precisamos ter 

mal-me-quer; bem-me-quer! 
mal-me-quer; bem-me-quer! 
mal-me-quer; bem-me-quer!

Tempo de amar 
É aprender a celebrar 
Tempo de sozinha ficar 
É aprender a preservar 
Todos os recursos do amor

quarta-feira, maio 04, 2016

Seja o seu tempo

Durante o tempo todo
Eu perdi todo o tempo
Não tinha nenhum tempo
E Temporariamente
Perdi a noção de tempo

Passado o temporal
A temperança me mostrou
Que o tempo que eu tinha
Nunca fora o meu tempo
Mas o tempo do outro
Temperado de meu tempo

Quando perdi o tempo
O temporal também se foi
E no lugar do tempo todo que perdi
Ficou um outro tempo
Que eu conto diferente
É o tempo que eu conto
Como o meu tempo presente
Um tempo que é eterno
Nunca passa
Passa nunca
E se não for um contra-tempo
Recomendo
Mate o tempo
Tendo tempo
De viver seu próprio tempo!

terça-feira, maio 03, 2016

OM Mani Padme Hum

OM
Ignoramos tudo
Tudo é sofrimento 
O sofrimento é a ignorância 
Ignorância de desejar aquilo 
Que já é nosso por herança 

Mani
A jóia mais preciosa se esconde na lama 
Na lama do esquecimento 
Além da lama - na lembrança 
A jóia surge inalterada 
Não é difícil encontrá-la
Se tivermos coragem de limpá-la

Padme
Os iluminados nos ensinam com carinho 
O caminho da lembrança da volta para o ninho onde há uma fonte 
Fonte suprema de onde jorra a água 
Que mata a sede de perguntas da mente 
E sacia a sede de respostas da alma 

Hum
Esse poeminha é só para lembrar do homem 
Que dizem ter virado Buda
Mas eu não acredito que ele tenha virado alguém ou alguma coisa 
Eles apenas se tornou o que ignorava já ser 
E isso se aplica também tanto para mim
Quanto para você 

" Om Mani Padme Hum "

segunda-feira, maio 02, 2016

Onde Deus Está?

- Ju? Onde Deus mora? No Céu?
- Ora, Papai. Se Deus mora no céu, isso quer dizer que Ele não está aqui com a gente. Eu pensei que Ele era tudo que existe. Se ele só existir lá no Céu, Ele não é tudo que existe. Eu acho que ele mora tanto lá quanto aqui com a gente.

sexta-feira, abril 29, 2016

Dragão

Lança seu fogo
Seu fogo, Dragão
Queima as mágoas
Do meu coração
Transforma em cinzas
Minha ilusão

Lança seu fogo
Seu fogo, Dragão
Prepara meu corpo
Pra transformação
Transforma em cinzas
A enganação

Dragão em teu corpo
Eu quero voar
Nas tuas chamas
Vou-me transformar
Num ConheSedor
Da Serpente do Amor

quinta-feira, abril 28, 2016

Não se atrofie, Seja!

Passado o encanto
Consumado a paixão
O que fica então
Senão um desengano
Uma preguiça
De continuar lutando
Despertando em vida

Volta a dar sono
Volta as desculpas
De não ter tempo
Para o estudo
De sempre ter menos
Entusiasmo

Dai voltamos ao marasmo
De viver apenas por viver
Sem sacar
Que estamos aqui para crescer
E sermos mais do que pensamos

Tem gente que depois de estar desperto por alguns segundos
Volta a dormir durante anos
O segredo para continuar acordado
É o mesmo de afastar a zika do engano

Mantenha seu copo vazio de preguiça
E não deixa a poça do mais do mesmo
Criar mosquitos que transmitem o vírus do " não tenho nada a ver com isso".
Transformando sua coragem em medo

Quer crescer - estuda !
Quer aprender - pratica!
Quer lembrar - revisa !
Quer conhecer - seja!

Quem tem medo de crescer
Se atrofia

quarta-feira, abril 27, 2016

Respira!

Respira, meu irmão
Cessa tua aflição !

Respira
Respira
Observa o pensar
Meditar não é exótico
Meditar é acordar

Respira
Respira
Se entrega ao se entregar
E o que você vai ver
Vai te surpreender
No sentir do não-pensar

Medita
Medita
Meditação não é religião
Não é coisa de pagão
É algo muito são
Prática de gente sã
E se a mente está sã
Sadio ficará seu corpo, minha irmã

Respira, meu irmão !

terça-feira, abril 26, 2016

Eu Serpente

Sou passarinho quando encanto
E serpente quando perigo estou vendo
Se encante com meu canto
Mas cuidado com o meu veneno

segunda-feira, abril 25, 2016

Visão Imcompleta

Vem ver a vida sob outro ponto de vista
Vem descobrir que a visão humana das coisas
Só faz sentido dentro da lógica humana de pensar
Essa visão é incompleta
Deixa o sapo em você coaxar
Deixa a Águia em você voar
Deixa o Caboclo dentro de você dançar...
E você vai perceber a riqueza da percepção ampliada
E diversificada
Como você faz isso?
Através da técnica do copo vazio...

terça-feira, abril 19, 2016

Barulhinho Bom

Todos nós somos artistas
Há música fluindo de dentro de cada um de nós
Basta deixar seu barulhinho bom
Nascer
Pela experiência de criar
Sem a obrigação de ser uma obra prima
Qualquer som
Qualquer cor
Que sair de dentro de você
E fizer um outro sorrir
E ouvir
É arte
Que vale a pena existir

sexta-feira, abril 15, 2016

A ArtesÃ, Minhã Ã, Irmà Cristina

Vamos meditar no trabalho das Artesãs?
Que tipo de Artesã é você?
Que tipo de trabalho nasce de suas mãos?
Você transforma barro em arte?
Eu conheço uma artesã que é pura arte; eu conheço uma artesã que é pura cura.

Filha de Oxum, neta de Nanã, Pacha Mama te saúda nesse dia, minha irmã, Cristina Oliveira

Que o Sol te cubra de inspiração
Que a Lua te deixe cheia de criatividade
Que as estrelas façam que você nunca se esqueça de quem você é: irmã, artesã, filha, mãe, esposa, amiga, mas acima de tudo... Mulher!

quinta-feira, abril 14, 2016

Fugindo do Amor

Depois de tanto se esconder, o Amor apareceu...dai quem se escondeu foi eu.

Então, fui prum cantinho
E fiquei bem quietinho
Mas o Amor me encontrou

E agora? O que eu faço?
Onde quer que eu for
Só tem Amor, só tem Amor!

Alguém aqui tem experiência em se esconder do Amor?

terça-feira, abril 12, 2016

Faça Silêncio

Irmão, pára de gritar por Jesus...
Como Ele vai responder
Se não existe silêncio em seu Ser?

segunda-feira, abril 11, 2016

A Arte de Dar e Receber

Eu adoro receber presentes
Eu gosto muito de receber carinho
Gosto quando fazem algo por mim
Amo quando algo me é oferecido
Aprecio quando as mãos se abrem
E algo é dado para mim
Sempre achei que o melhor a fazer
Era apenas receber
Manter minha cuia cheia;
Por isso obedecia
Quando eu dizia " obrigado "
E eles respondiam " de nada!"

Levou um certo tempo
Para entender o que esse " de nada " significava
Mas fui aprendendo que não bastava ser ajudado
Eu também sentia que tinha que doar
Doar o que foi recebido
O que transbordava da minha cuia
Mas sem a hiprocrisia do pagar algo de volta
De ficar quite com o mundo

No começo, confesso: era puro egoísmo
Depois, aprendi a ser um pouquinho mais com o outro
É um pouquinho menos comigo

Percebi que as coisas vêm e vão
Ação tem reação
Causa tem efeito
Defeito é quando nos esquecemos dos outros
E Falta consideração e respeito
Por quem tanto nos doou

Percebi que é preciso ter um compromisso
Compromisso de gratidão
Com a retribuição
E eu nem precisava sair por aí
Tentando salvar o mundo
Dando tudo o que eu tinha
Bastava ter gratidão e respeito no coração
E saber que todos nós somos convidados a doar
Muitas vezes para outro irmão

Muitos se esquecem do que receberam
Outros tanto nunca mais se lembram das mãos que um dia os serviu
Por isso todo dia, eu faço um esforço
E uma oração
Peço a Deus que eu nunca me esqueça
De quem me deu a mão
E rogo ao meu coração
Que eu possa um dia
Retribuir um pouquinho
Se não para a pessoa que tanto me ajudou
Para qualquer ocasião
Que o "servir" se apresente

E que eu possa manter esse esforço
De ser útil na estrada do outro
Assim como vocês

Cada um de vocês que estão lendo esses escritos
Foram útil na minha estrada

Retribuir não é obrigação
Retribuir não é um peso nos ombros
Retribuir para quem já abriu as pétalas do coração
É tão natural quanto a nossa respiração

Se você não sente em coração
Vontade de retribuir
Não se culpe, não se force a fazer algo
Que ainda não lhe é natural
Entendo a sua ignorância, meu irmão

E respeito a sua cuia cheia
Diante da cuia vazia do seu irmão
Mas deixa eu compartilhar esse ensinamento contigo
A cuia vazia é temporária
A cuia cheia pode ser dividida com seu irmão
E nunca mais fica vazia
Ela é cheia e esvaziada com tanta velocidade
Que aparenta está vazia
Assim como a roda de um carro parece não se mover
Quando roda em alaga velocidade

Essa cuia que nunca fica vazia
É repleta de algo que nunca se acaba : amor!

E o amor é o vazio que preenche tudo
O amor é o nada que toca a todos

Receber de tudo
Retribuir do nada

Por nada
Sem precisar pagar algo feito
Essa é a arte do retribuir
A arte do doar
A arte de se dar
Quem se dá, nada recebe em troca
E nada é puro amor
Uma cuia vazia que sempre está preenchida para dar.

Entendi enfim
O que " de nada " significa!

Obrigado a todos!

quinta-feira, abril 07, 2016

Perca o controle para ter o controle

Diante do que não posso controlar
Entrego meu controle
E de repente, sinto
Que me foi dado o controle
De perder o controle
Para controlar o meu
Me entregar
Ao que não tem controle

quarta-feira, abril 06, 2016

Carta Aberta a Quem Não Está Fechado

Nunca foi tão difícil morar no Brasil. Nunca houve tanto motivo para embalar a família, o caderno e o lápis numa mochila e vagamundar novamente pelos quatro cantos. Nunca foi tão fácil arranjar motivo para desistir de tudo que eu plantei aqui. Nunca tive tanta desculpa para explicar a vontade de auto-exílio.

Então, por que ainda estou aqui?

Well...vou resumir: estou aqui porque é justamente quando todos abandonam o barco, que a oportunidade de fazer diferença aparece!
Me desculpem os humildes, mas quero fazer diferença sim.
Quero plantar uma árvore aqui, quero escrever o meu livro ali, quero deixar a mensagem aos meus filhos que seu pai ficou nessa nação e ajudou esse país a se tornar um lugar melhor.

Quero fazer a diferença com o meu trabalho, com as minhas letras; quero ser esse cara que alguém lembra como referência por ter sido um lutador. Não sou otimista, mas o realista em mim se apresenta no trabalho, na ação de construção.

Então, quem tiver que ir, parta com o meu respeito e minha saudação; mas quem não pular do barco, saiba que você não está sozinho. Não somos muitos, mas podemos voar!

Vamos seguir juntos, com fé em Deus, na Deusa, nos Orixás, Santos, deuses indianos, todos os anjos, qualquer outra deidade muçulmana, judaica ou budista que puder ajudar a combater mosquitos, vírus, carrapatos corruptos e pessimistas.

Vamos seguir juntos, petistas, coxinhas, esfirras, siriguelas, toda criatura que defenda uma bandeira, mas que vista a camisa da paz, da fraternidade, liberdade e igualdade.

Vamos juntos na esperança de dias melhores para os nossos filhos e netos.

Vamos lutar como o " melhor que temos" por esse país que herdamos de nossos pais e avós; e que foi dado a nós para podermos juntos construir uma vida em comum e preservar essa terra tão bonita. Salve! Salve!

Vamos na paz, evitando o ódio contagioso que flui da mídia e das redes sociais; vamos seguir filtrando com bom senso as opiniões daninhas; vamos seguindo na nossa luz mesmo em meio a escuridão vociferada por quem está ao nosso redor. "Vamos na fé, que a fé não costuma faiar"!

Eu tenho fé que iremos sobreviver mais esta batalha e mais aquela crise, afinal são os conflitos que nos deixam mais fortes, criativos e servem de ignição para o que de melhor, em gente como nós, apareça.

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply