terça-feira, abril 30, 2013

Pare o Mundo!


- Por Frank -
No meio da aula, notei o pôr do sol pelo canto do olho. Vaidoso, o astro rei queria roubar a minha atenção, mas, gentilmente recusei o convite; sou profissional, e o meu estudante naquele momento era mais importante que o sol.

Um tempo depois, quando a aula acabou, ainda havia vestígios do sol no céu, que virara uma tela das mais belas, de cores variadas, que lembravam uma pintura moderna com traços e cores se juntando e querendo dizer algo que eu não sabia bem o que era.

E era lindo demais; então eu parei o mundo, esqueci a correria, joguei água na fogueira do estresse e deixei-me levar pelo céu e pela canção em cores que o céu cantava.

Sim, havia uma canção em cores... O azul era som de harpa, e o cinza-tambor marcava a melodia, em que o vermelho-violão convidava para uma dança... A dança do crepúsculo.

E eu ali, feito menino, vendo sentido em tudo.

Observando aquele espetáculo, me dei conta de que perdemos esses momentos de conexão com algo Maior o tempo todo. Estamos tão arrematados com as coisas da matéria que não nos permitimos sentir o que a natureza quer nos dizer.

Tudo ao nosso redor convida à reflexão, e isso não é religião, pregação ou qualquer obrigação que você tenha que fazer; isso é apenas um lembrete, uma meditação natural, que não passa de um convite para que você pare o mundo um pouquinho e tenha um momento delicioso só para si mesmo.

segunda-feira, abril 29, 2013

O sorriso de Cristo



- Por Frank -
Esses dias sonhei com Cristo e acordei sorrindo.

Calma, essa não é uma mensagem cristã.

Não sou católico, nem evangélico, mas sou fã de carteirinha de Jesus, assim como adoro Krishna, mas, nem por isso você vai me ver vendendo incenso na Avenida Paulista.

O fato é que sonhei com Ele e acordei com cara de bobo, em  estado de graça, como se o encontro tivesse realmente acontecido.

Eu estava numa fila, e havia esse bando de gente querendo milagre. O boato geral era que Jesus ia passar por ali a qualquer momento. A euforia era grande, todos cantavam e pulavam de alegria, e parecia que eu era o único ali mal humorado.

Minha vida estava uma bagunça, e tudo o que eu menos precisava era estar naquela fila junto com um bando de religiosos que esperavam que Cristo passasse por ali. Contudo, não demorou muito para que eu avistasse um homem se aproximando. Não conseguia ver Seu rosto, mas todos diziam que era Ele.

Dei risada, pois, afinal, Jesus deveria ter mais o que fazer do que vir até ali curar um bando de doentes; mas, estranhamente, à medida que esse homem foi se aproximando, eu comecei a sentir que estava mesmo diante d’Ele.

Comecei a sentir certo nervosismo... E se fosse realmente Jesus?

O homem que todos acreditavam ser o Salvador usava um robe azul e Seus pés estavam descalços. Devagarzinho, Ele passava pela multidão e as pessoas iam sendo curadas... O aleijadinho começou a pular; o cego voltou a ver o sol; o surdo começou a cantar; e, quando Ele chegou perto de mim, fiquei me perguntando se não estava no lugar errado, afinal eu estava inteirinho e não precisava ser curado.

Porém, à medida que Ele se aproximava, fui sentindo que, de todos ali, era eu que estava mais doente.

Estava cego pelas mágoas que ainda carregava no coração; estava surdo para o bom senso que me pedia para perdoar os antigos desafetos; e não podia andar, pois minhas pernas estavam inertes com o peso de minhas reclamações.

Não precisei dizer nada, pois Jesus já sabia que eu precisava também de um milagre, e fiquei quietinho, enquanto notava que agora conseguia ver o Seu rosto e Ele estava sorrindo.

Quando acordei, percebi que também sorria. Sorria pela primeira vez depois de décadas de cara fechada.

O dia foi um caos, peguei ônibus lotado, cheguei ao serviço atrasado; mas o sorriso permanecia no rosto. O chefe encheu o saco, cheguei em casa bem tarde, terrivelmente cansado, mas com um sorriso que, eu posso jurar, foi um milagre de Jesus.

No entanto, prefiro acreditar que foi apenas um sonho, afinal, onde já se viu alguém tão complicado quanto eu ter a honra de se encontrar com Jesus?

Porém, sonho ou não, o efeito do sorriso deixou-me mais leve para finalmente dar um passo à frente e deixar para trás a cegueira das baixas emoções e a surdez da insensatez. E isso, para mim, foi um verdadeiro milagre.

sábado, abril 27, 2013

PAIS E FILHOS, ESTRELAS E ESTRELINHAS III

PAIS E FILHOS, ESTRELAS E ESTRELINHAS III

Até parece gente, mas é estelar.
Brinca e ri, mas o fogo estelar brilha em seus olhinhos.
O seu corpo e seu jeitinho são infantis, mas ela é do Céu.
Possui a idade sideral, e a sua natureza é o infinito.
Às vezes, seja por manifestações cármicas que os homens não entendem,
Ou mesmo porque a estrelinha sentiu falta da casa estelar,
Ela parte... e voa de volta para a grandeza sideral.
Para os seus amores que ficaram chumbados à vida terrena,
Fica a saudade e a dor da perda.
Porém, repetimos: jamais alguma estrela do Pai beijou um túmulo.
Não se crema ou enterra o esplendor do Eterno!
E antes da estrelinha descer a Terra, ela já era amada.
Já cantavam para ela no Céu as harmonias das esferas.
Por isso, quando a estrelinha voou para fora do corpo,
Quem cantava para ela antes, veio buscá-la.
Embalou-a num canto celestial e voou com ela ao Mentor de todos.
Devolveu-a ao Pai original, Estrela-Guia Maior, Pai-Mãe de todos.
Antes de mergulhar no infinito, ela lembrou-se de seus pais terrenos.
Sabia de sua dor e do quanto a amavam.
Tocado pelo sentimento, O Pai-Mãe sorriu e disse-lhe:
‘Enviarei algumas de minhas vozes a Terra para um recado.
A sua lembrança amorosa chegará até eles.
E lhes dirá que jamais alguma de minhas estrelinhas beijou o túmulo.
E que eles, antes de serem pais, também são meus filhos queridos.
Também são estrelas minhas vestidas de corpos perecíveis.
Cresceram um pouco mais na aparência da carne adulta,
Mas também são minhas criancinhas estelares.
Na hora certa, de acordo com o mérito de cada um,
Vocês se encontrarão no infinito, muitas e muitas vezes...
Então, será hora de secar as lágrimas e sorrir por entre às estrelas.
No momento, apenas voe e desfrute de sua liberdade.
Minhas vozes levarão o recado a quem de direito,
E essas palavras chegarão até os seus pais.
Voe, querida...
Jamais estrela alguma beijou o pó da Terra.
Eles saberão!’
E a estrelinha voou feliz, pois os seus amores terrenos seriam notificados
De que ela estava voltando para o infinito, além dos olhos da carne,
Na morada do espírito, fonte eterna de vida e esplendor.
Ela voou contente, pois o Pai-Mãe enviaria as vozes espirituais
Com um recado de amor e imortalidade.
Os seus pais e sua irmãzinha saberiam que ela estava em boa companhia,
Nas mãos de Deus, em meio às estrelas, em eterna florescência.
Assim, cumprindo o que o Pai-Mãe prometeu, trouxemos o recado estelar.
Escreve ao amigo do seu amigo o que o seu coração escutou.
Diga-lhe das muitas canções que ele ainda irá fazer e tocar.
E que a outra estrelinha ainda está com ele, e irá crescer e cantar.
E que ele também é filho e estrelinha de Deus.
Que ele se encante com as virtudes das canções que ainda não aconteceram.
Que ela faça com que elas aconteçam!
Jamais alguma estrelinha de Deus foi cremada ou enterrada.
O Eterno é o Eterno, e o seu esplendor não é criança ou adulto,
É apenas o brilho de Deus se expressando na carne.
É florescência imperecível."

PS.: No centro da madrugada, as vozes espirituais vieram, acordaram-me e deram o seu recado. E agora eu vou ligar e acordar o meu amigo, para que ele repasse ao seu amigo o recado que o Pai-Mãe enviou direto ao seu coração.
Tenho duas filhas e sei do amor que se abre no coração quando o Eterno empresta algumas de suas estrelinhas, para que na condição de tutores temporários as eduquemos aqui na Terra da melhor forma possível.
Quando elas chegam, o coração derrete de amor.
Quando elas partem, o coração também derrete de amor.
E, aí, surgem algumas vozes espirituais que ensinam, que na chegada ou na partida das estrelinhas, o que importa é o amor.
Dentro ou fora do corpo, elas sempre estarão vivas, não na saudade ou em seus pertences pessoais que ficaram, mas no amor vivo do coração. Esse mesmo amor que aquece o espírito na hora da dor da separação, e que ordena viver, amar, sorrir e seguir... Forever!
Esse mesmo amor que me fez ter a ousadia de escrever para uma pessoa que não conheço pessoalmente, ainda mais em momento tão difícil para ela. E tudo isso sem saber como ela irá reagir.
Esse mesmo amor que me faz agradecer de coração às vozes espirituais pela honra de ser intermediário de um recado celeste desses.

Paz e Luz.
- Wagner Borges – ser humano com qualidades e defeitos, espiritualista que não segue nenhuma doutrina criada pelos homens da Terra, mas que se sente um sortudo pelos lances espirituais que rolam em sua vida.
São Paulo, 29 de outubro de 2003, às 03h49min

sexta-feira, abril 26, 2013

Viajando Espiritualmente no colo de Krishna... - II


VIAJANDO ESPIRITUALMENTE NO COLO DE KRISHNA... - II



Oh, Krishna, Senhor dos Olhos de Lótus!

Quando escuto o Teu Canto, tudo muda dentro de mim.

Quando o som de Tua Flauta percorre os meus nádis (1), minha coluna se enche de Luz dourada.

Quando vejo o Teu Olhar por entre os planos, os meus chacras (2) se tornam sóis de bem-aventurança.

Quando o Teu Coração toca o meu coração, me derreto de Amor...

Quando viajo espiritualmente nas ondas do Samadhi (3), deslizo pelos Teus Cabelos cheios de estrelas.

Quando Tu chegas de mansinho em meu lar, o meu mundo interno estremece diante de Tua Luz Serena e Amiga.

Quando vejo o sofrimento dos homens, penso em Ti.

Quando vejo o sofrimento dos espíritos perdidos na noite dos tempos, também penso em Ti.

Quando o mal se aproxima, penso no Teu Sorriso.

Quando amo, lembro-me do Teu Afeto pelas Gopis (4).

Quando o cansaço físico chega, durmo pensando em Ti.

Quando saio do meu corpo denso (5), é em Teu Nome que viajo espiritualmente pelos diversos planos e pratico a assistência extrafísica.

Quando os Seres de Luz me orientam a jornada, eles também falam de Ti, com admiração, em Espírito e Verdade.

Quando respiro, faço o que tu me ensinaste: honro o Amor Divino no Prana (6) – e abraço a Vida em mim.

Quando brinco com o Rama (7), penso em Ti brincando junto.

Quando abraço meus amigos, lembro-me do Teu Abraço Sutil.

Quando projeto energias salutares a favor de alguém, penso nas Tuas Mãos interpenetrando minhas mãos, nas luzes da cura.

Quando alguém me diz que meus olhos estão brilhando muito, eu dou uma sonora risada, pois sei que, na verdade, é o brilho do Teu Olhar que está transbordando pelo meu olhar.

Quando vejo o cadáver de uma criança ou de um ancião, faço o que Tu me orientaste: penso em Ti abraçando os espíritos que partiram de volta para a Casa das Estrelas...

E quando escrevo algo nas ondas da inspiração espiritual, sinto que Tu enches de bênçãos os escritos... Então, sei que um Grande Amor viaja junto até outros corações, em Espírito e Verdade.

Ah, Krishna, que saudades, Meu Grande Amigo!
Om Namo Bhagavate Vasudevaya (8).

P.S.:

Quando “eu era meu”, a escuridão me abraçou.
Então, tu vieste nas ondas do Amor...
E raiou a aurora do Samadhi no céu do meu coração.
Então, tudo mudou.
E, agora, eu não sou mais meu.
Sou Teu, Govinda (9).
Todo Teu, em Espírito e Verdade.
E é só o Amor que nos leva...
(Dedicado aos meus amigos Thanya Lima, Antonio Decesaro e Viviane Mozzato,do Espaço Semeando Luz, de Caxias do Sul, na linda serra gaúcha).
- Wagner Borges – sujeito com qualidades e defeitos, espiritualista consciente e contente, que não segue nenhuma doutrina criada pelos homens da Terra, “51 anos de encadernação”, nem oriental ou ocidental, pois sabe que é um cidadão do universo temporariamente hospedado no plano físico, para aprender, viver, amar, rir, e seguir...
Caxias do Sul, 22 de março de 2013.
- Notas:

1. Nádis – do sânscrito – condutos sutis que distribuem a força vital pelos chacras, a aura e todo sistema energético do ser humano.

2. Chacras - do sânscrito - são os centros de força situados no corpo energético e têm como função principal a absorção de energia - prana, chi -, do meio ambiente para o interior do campo energético e do corpo físico. Além disso, servem de ponte energética entre o corpo espiritual e o corpo físico.

  Os principais chacras são sete – que estão conectados com as sete glândulas que compõem o sistema endócrino: coronário, frontal, laríngeo, cardíaco, umbilical, sexual e básico.

3. Samadhi – do sânscrito – estado de consciência cósmica; expansão da consciência.

4. Gopis – do sânscrito – No Hindusmo, uma gopi é uma das várias vaqueiras que tem devoção pura (bhakti) por Krishna.

5. Projeção da consciência – é a capacidade parapsíquica inerente a todas as criaturas, que consiste na projeção da consciência para fora de seu corpo físico.

Sinonímias: Viagem astral – Ocultismo.
Projeção astral – Teosofia.
Projeção do corpo psíquico - Ordem Rosacruz.
Experiência fora do corpo – Parapsicologia.
Viagem da alma – Eckancar.
Viagem espiritual – Espiritualismo.
Viagem fora do corpo – Diversos projetores extrafísicos e autores.
Emancipação da alma (ou desprendimento espiritual) – Espiritismo.
Arrebatamento espiritual - autores cristãos.

6. Prana – do sânscrito – sopro vital; energia; força vital; fluido vital.

7. Rama – é o meu parceirinho de jornada (um cãozinho da raça YorkshireTerrier, de quatro anos de idade).

Obs.: O seu nome é uma homenagem a Rama, o príncipe-herói do épico “O Ramayana” - e sétimo avatar de Vishnu na Cosmogonia hinduísta.

8. Om Namo Bhagavate Vasudevaya – do sânscrito - é um dos mantras de evocação de Krishna. Om é a vibração interdimensional que interpenetra a tudo e a todos.

Namo: saudação ou reverência ao poder divino.
Bhagavate: respeito ao Senhor.
Vasudevaya: Vasudeva é o nome da família carnal que criou Krishna.
O Ya acrescentado no final significa a característica ativa (masculina) do mantra.
Quando alguém faz esse mantra completo, evoca Krishna como homem que também viveu aqui na Terra e sabe das dificuldades enfrentadas por todos.

Obs.: Sobre esse mantra, favor ver o texto “Surfando nas Ondas da Consciência Feliz – Om Namo Bhagavate Vasudevaya”, postado no site do IPPB – www.ippb.org.br -, no seguinte endereço específico:

9. Govinda (ou Gopala) - são epítetos de Krishna, considerado como o "Pastorzinho divino", que tangencia os seres na direção da bem-aventurança e da consciência cósmica (muitas vezes associada ao despontar da aurora dissolvendo as trevas - o ego - e fazendo a atmosfera dançar na luz).

Govinda e Gopala também são considerados mantras de dissolução de climas psicofísicos densos. Trazem alegria e espantam as confusões e equívocos.

Obs.: A primeira parte desse texto está postada no site do IPPB, no seguinte endereço específico:

quinta-feira, abril 25, 2013

Ninguém é Estrangeiro


NINGUÉM É ESTRANGEIRO


- Por Wagner Borges -


Nesse Universo, que é feito de luz, todos os seres brilham infinitamente.

Os orbes e os sóis se movimentam sob o aceno do Ancião dos dias, Origem de todas as coisas e seres.

Na luz da vida, ninguém é estrangeiro!

Independentemente da cor da pele do corpo e da cultura onde está inserida, cada consciência pertence à raça da luz.

Cada ser carrega o fogo estelar em si mesmo.

Cada ser é um viajante eterno pelos campos infinitos de Deus.

O passaporte é o seu próprio coração; e a evolução é que carimba o seu visto.

E, por onde vai, em cada país, em cada mundo, pegando carona na cauda dos cometas, ou mesmo nos planos espirituais, cada consciência sabe que viaja pelo corpo vivo do Todo, o Universo.

E sabe que ninguém é estrangeiro, e que todos os seres vêm da mesma luz!

Aquela Luz que está em tudo.

Aquele Amor, que é Pai-Mãe de todos.

Aquela Consciência Maior, Causa de tudo. 

O Grande Viajante Cósmico, que também viaja por dentro de todos os corações.

Todo espírito é viajante eterno, e Deus é o Guia secreto de todas as viagens, na Terra e Além...

Então, guiadas por Ele, que todas as viagens sejam felizes!

(Dedicado ao meu amigo Frank).


Paz e Luz.

São Paulo, 12 de novembro de 2006.

Nota: esse texto foi escrito durante o lançamento do livro “Um Paraíba Vagamundo – Crônicas e Poesias de um Viajante Vagamundo”, de autoria do meu amigo Frank Oliveira (colunista da revista on line do site do IPPB).

quarta-feira, abril 24, 2013

Ao Escritor


"Não tens o que dar

que ele já não tenha

Porque o que ele não tem

ele tem que ir buscar

A palavra oculta
estará talvez dentro da blusa

Na pele lisa da moça
que ele nunca vai tocar

Mas onde apenas a mão
de sua imaginação
terá direitos para navegar

Seu não-ter-pra-ter-que-desejar
será então seu único e precioso ouro

Se o tesouro é pouco, sirva de consolo
saber que ele aumentará
quanto mais e mais o escritor dele gastar"


By Thelma Guedes 


terça-feira, abril 23, 2013

Ganeshinha



Ganeshinha,
trabalho duro pela frente,
mas vamos seguir devagarinho .
Eu sigo trabalhando
e você abrindo os caminhos.

segunda-feira, abril 22, 2013

Entre o Planeta e o Sem-Fim



" No mistério do sem-fim

Equilibra-se um planeta.

E, no planeta, um jardim,

E, no jardim, um canteiro;

No canteiro uma violeta.
E, sobre ela, o dia inteiro,

Entre o planeta e o sem-fim,
A asa de uma borboleta,
E a risada do meu filho"

Cecília Meireles e interferência de Frank Oliveira

sexta-feira, abril 19, 2013

Tecendo palavras...


Diz a sabedoria indígena que quando não cumprimos o que prometemos, o fio de nossa ação que deveria estar concluída e amarrada em algum lugar fica solto ao nosso lado.


Com o passar do tempo, os fios soltos enrolam-se em nossos pés e impedem que caminhemos livremente... ficamos amarrados às nossas próprias palavras.


Por isso os nativos tem o costume de "por-as-palavras-a-andar" que significa agir de acordo com o que se fala;
isso conduz à integridade entre o pensar, o sentir e o agir no mundo e nos conduz ao Caminho da Beleza onde há harmonia e prosperidade naturais.


Por: 
Susana Duarte - Facebook

quinta-feira, abril 18, 2013

Deuses brasileiros



Sabemos tanto dos outros deuses (gregos, egípcios e romanos) que tenho até vergonha de dizer que muitos de nós ainda desconhecem alguns desses deuses da nossa cultura.

Tupã é o autor do trovão e dos relâmpagos, sendo o
 criador do raio, tal onipresença celeste confere a este um poder significativo na mitologia Tupinambá.

JACI, a formosa deusa Jaci, a Lua, a Rainha da Noite que traz suavidade e encanto para a vida dos homens.

No início de todas as coisas, Tupã criou o infinito cheio de beleza e perfeição. Povoou de seres luminosos o vasto céu e as alturas celestes, onde está seu reino. Criou então, a formosa deusa Jaci, a Lua, para ser a Rainha da Noite e trazer suavidade e encanto para a vida dos homens. Mais tarde, ele mesmo sucumbe ao seu feitiço e a toma como esposa. Jaci era irmã de Iara, a deusa dos lagos serenos.

Guaraci ou Quaraci na mitologia tupi-guarani é a representação ou deidade do Sol, às vezes compreendido como aquele que dá a vida e criador de todos os seres vivos, tal qual o sol é importante nos processos biológicos. Também conhecido como Coaraci. É identificado com o deus hindu Brahma e com o egípcio Osíris.

Yorixiriamori - Esse deus deixava as mulheres encantadas com seu canto,o que despertou a inveja nos homens,que tentaram matá-lo. O deus fugiu sob a forma de um pássaro. É um personagem do mito “A Árvore Cantante”, dos Ianomâmis. Essa árvore desapareceu depois da fuga da divindade.

Anhangá - Deus do inferno e inimigo de Tupã.Pode se transformar em vários animais, e quando aparece para alguém, é sinal de má-sorte.

Ceuci - Deusa protetora das lavouras e das moradias, seu filho Jurupari, mesmo nome de um peixe brasileiro, nasceu do fruto da Cucura-purumã, árvore que simboliza o bem e o mal na mitologia Tupi-guarani.

Akuanduba - Divindade dos índios araras, tocava a sua flauta para por ordem no mundo.

Wanadi - Deus dos iecuanas,ele criou três seres para gerarem o mundo. Os dois primeiros cometeram um erro, e criaram uma criatura defeituosa,que representa os males do mundo. O terceiro concluiu o ato da criação.

Yebá Bëló - Conhecida também como “A mulher que apareceu do nada”, é uma divindade do mito de criação dos índios dessanas.Segundo eles,os seres humanos surgiram das folhas de coca(ipadu), que ela mascava.

Via @Pedro Paulo Fonseca

quarta-feira, abril 17, 2013

O Verdadeiro Nome do Vento




"Estou vivo mas não tenho corpo 
Por isso é que não tenho forma 
Peso eu também não tenho 
Não tenho cor
Quando sou fraco 
Me chamo brisa
E se assobio 
Isso é comum
Quando sou forte 
Me chamo vento
Quando sou cheiro 
Me chamo pum!!!"


Vinicius de Moraes - O Ar

terça-feira, abril 16, 2013

A Energia dos Felinos


Um gato consegue ver aquilo que a gente só desconfia!!!

A ENERGIA DOS FELINOS

Os gatos possuem uma conexão com o mundo mágico, invisível. Assim como os cães são nossos guardiões no mundo físico, os gatos são nossos protetores no mundo energético. Durante o tempo em que passa acordado, o gato vai “limpando” a sua casa das energias intrusas. Enquanto dorme, ele filtra e transmuta esta energia. O gato pode, muitas vezes, ficar em lugares com baixa circulação de energia ou Chi vital para poder ativar esta área.
Quem já não presenciou seu gato olhando para o nada, totalmente imerso... Ele certamente vê coisas que não vemos, desde insetinhos microscópicos até seres de outras dimensões. Muitas vezes seu gato vai para um lugar isolado da casa e começa a miar... Não é só atenção que ele quer: é uma espécie de alerta que ele está dando: a qualidade da energia daquele espaço precisa ser melhorada. Nossos problemas, nosso stress diário é absorvido pelo gato. Quando a barra pesa demais e o espaço está muito carregado, não raro o gato adoece.

Claro que o gato não é o único responsável pelo o equilíbrio energético do seu lar, mas ele se esforça bastante. Quando mais harmônico for seu ambiente, menos energia negativa ele precisará filtrar e conseqüentemente será mais feliz e saudável.

Quando dormimos, nossos corpos astrais separam-se do corpo físico e vão para a quinta dimensão, a dimensão sem tempo e espaço: a dimensão em que estamos durante nossos sonhos. Por falta de treinamento e preparo, na grande maioria das vezes não enxergamos essa dimensão tal como ela é, em vez disso a “mascaramos” e codificamos com nosso conteúdo psíquico e inconsciente. Os gatos muitas vezes nos acompanham nessas viagens astrais ou protegem nosso corpo astral, além de guardar o nosso quarto de espíritos indesejados enquanto dormimos. Essas são as razões pelas quais eles gostam de dormir conosco na cama.

Os gatos também monitoram nossa evolução. Durante sua convivência conosco, eles transmitem informações a dimensões superiores, servindo como radares e transmissores. Além disso, como transmutadores de energia, eles auxiliam na cura, desempenhando um papel semelhante ao dos cristais.

Os gatinhos são professores, eles ensinam a amar. Um amor livre, não submisso, respeitador do arbítrio alheio e das diferenças. Por isso tantas pessoas têm dificuldade de conviver com gatos e os acham “interesseiros”. Primeiro, você tem que conquistar a confiança de um gato. Depois, você tem que aprender a respeitá-lo. Ele vai demonstrar afeto quando realmente estiver disposto, não a hora que você mandar. Gatos emanam amor. Do ponto de vista energético, pessoas que têm alergia a gatos são pessoas que têm dificuldade de deixar o amor entrar em suas vidas.

De acordo com Caroline Connor, se há muitas pessoas na família e um único gato, ele pode ficar sobrecarregado absorvendo a negatividade de todos. É bom ter mais de um gato para dividir a carga entre eles, ainda mais nesses casos.

Se você não tem um gato, e um gatinho de rua aparece em sua vida, é porque você precisa de um gato em uma época particular. O gatinho está se propondo a ajudar você. Se você não pode acolher o gatinho, é importante que você encontre um lar para ele. O gatinho chegou até você por alguma razão que você pode não compreender a nível físico, mas você pode descobrir através dos sonhos se assim desejar. Muitas vezes o gatinho aparece, cumpre sua função e se vai.

Fique atento à forma como os gatos reagem a visitas na sua casa. Muitas vezes eles estão tentando protegê-lo de um campo áurico negativo ou pesado.

Por: Gatomia - A revista do gato brasileiro - Facebook

segunda-feira, abril 15, 2013

Arte Fica



 
Tudo se artifica,
nada se ensina
e tudo se aprende;
só quem critica,
nada edifica ou rende,
por isso sigo em frente,
dando pulos de alegria
toda vez que vejo um aluno
dando um passo para frente!!!!

sexta-feira, abril 12, 2013

Vida Depois?



Não há vida depois da morte,
há outra coisa que ninguém sabe.
Os que insistem em explicar
o que não pode ser explicado
só se limitam em bobagens;
os que observam
são como as folhas
deixando o vento do inevitável
as carregarem.

quinta-feira, abril 11, 2013

Ancestrais



 
Nossos corações
são guiados pela voz dos nossos ancestrais.
 
Nossos passos são pegadas
que eles deixaram pra trás.

quarta-feira, abril 10, 2013

Sopro da Vida



Sopra, sopra, sopra a melodia esquecida
e nos ajude a lembrar da alegria presente na vida
que não pode ficar no passado em passos fechados de melancolia.
 
Sopra, sopra, sopra o sopro que nos anima
com a flauta encantada da sua melodia
em nos ajudar a curar velhas feridas
que se cicatrizam quando levantamos
os corpos lerdos da preguiça
e dançamos simplesmente
como faziam os mais velhos...

terça-feira, abril 09, 2013

OS SETE PRINCÍPIOS KAHUNA - por Serge King




Em minhas caminhadas pela vida, conheci uma verdadeira Xamã Kahuna que me iniciou nos mistérios desta psico-filosofia, como é denominada por muitos a sabedoria dos Xamãs do Hawaii. Num sítio maravilhoso, próximo de São Roque pude participar de vivências muito intensas, onde aprendemos sobre Unihipili, suas memórias e potenciais, Aumakua com sua divina luz e o papel intermediário de Uhane.

Abaixo, encontramos os sete princípios kahuna, fonte de eterna sabedoria:

IKE : o mundo é o que você pensa que ele é. Como você se sente depende de como você pensa. O mundo é o que você pensar que ele é. (Visão)

KALA : não há limites, tudo é possível.Tudo ouve o que você diz e, sente o que você sente. Sua realidade é criada pelo que você sente, ouve, diz e pensa! (Esclarecimento)

MAKIA : onde você coloca sua atenção, para lá segue sua energia. O que você quer é mais importante do que o que você não quer. Reafirme sempre o que quer, dando força e reafirmando todo o tempo a vibração do que quer para você. Quando pensamos no que não queremos damos força e reafirmamos o que não queremos para nós mantendo a vibração próxima, não nos afastando e sim nos aproximando do que não queremos!  (Focalização)

MANAWA : seu momento de poder é agora. As coisas não acontecem ontem e elas não acontecem amanhã; elas só podem acontecer agora. Não pense no que já aconteceu, pois não há como refazer, não pense em como seria bom se tivesse, pois se usar seu presente só pensando no que seria, não construirá agora o que quer para você! (Presença)

ALOHA : amar é estar feliz com; amar significa compartilhar. Quanto mais feliz você é, mais sorte você tem. A felicidade vibra numa freqüência que aproxima mais felicidade e mais sorte para quem a sente! (Benção)

MANA : eu produzo toda energia, toda energia vem de mim. Sempre há alguma coisa que você pode fazer. Não há problema insolúvel, não há estrada sem saída! Tudo sempre tem uma saída, tudo sempre tem uma solução! (Permissão) (Criação)

PONO : a eficácia é a medida da verdade. Sempre faça o que funciona. Se você fizer algo que não funcione, faça diferente! É necessário aprender a diferença entre persistência e teimosia! (Eficiência).

segunda-feira, abril 08, 2013

Os tipos de semente e o processo de demolhagem




Sementes são reservatórios da vida. Da mesma forma como repousa no sémen um ser humano, em uma semente adormece uma árvore, um arbusto, uma gramínea. Cada variedade conserva em si a matriz vital completa de uma determinada planta: seu código genético, sua essência e sua vitalidade. Em cada semente está toda a aposta de continuidade de uma determinada espécie, e nela a planta deposita o que de melhor ela puder.

Há muito o homem aprendeu a plantar e colher as sementes e a desfrutar de suas propriedades nutritivas e medicinais – são inúmeras as sementes comestíveis que a Natureza deste planeta oferece. Entretanto, quando estudamos minuciosamente os mecanismos necessários para se preservar e extrair o melhor de cada semente, percebemos que a falta de conhecimento generalizado faz com que haja um grande desperdício do potencial alimentício das sementes, principalmente em função da escolha de métodos equivocados de preparo destas.

Para melhor compreender como usufruir adequadamente do melhor que cada semente tem a oferecer, vamos primeiro dividir as mesmas em categorias:
Sementes Oleaginosas (que oferecem predominancia de elementos oleosos em sua composição).
Ex: semente de girassol, gergelim, linhaça, amêndoas, nozes, cacau, etc. 

Sementes Amiláceas (que oferecem predominância de amido em sua composição).
Ex: Arroz, quinua, aveia, cevada, trigo, etc. 

Sementes Protéicas (que oferecem predominância de aminoácidos em sua composição).
Ex: Feijões de todos os tipos, ervilhas, lentilhas, soja, etc.
Cada tipo de semente torna-se mais biodisponível quando processada (ou não) de uma determinada maneira. As sementes oleaginosas, por exemplo, são sensíveis ao calor e tem seus benéficos óleos essenciais destruídos quando cozidas ou tostadas. Oleaginosas tostadas, embora muitas vezes sejam saborosas, são fontes de radicais livres, substâncias que desordenam a estrutura molecular do corpo e propiciam o envelhecimento precoce do mesmo. Isto significa que obtemos o melhor das sementes oleaginosas quando as ingerimos “in natura”, ou seja, processadas à frio ou em baixa temperatura.

Já as sementes amiláceas, por sua vez, são muito pouco aproveitadas pelo corpo quando não cozidas.
Ocorre que o amido é uma substância que requer a gelatinização de sua estrutura para ser assimilado pelo aparelho digestivo e transformado em energia. O amido não-cozido, embora seja útil para alguns processos digestivos que ocorrem no cólon, não consegue se transformar em energia no intestino delgado, sendo assim minimamente utilizado e dispensado pelas fezes praticamente intacto.

Embora seja importante de maneira geral observar a moderação no consumo de amido e açúcares de qualquer tipo, a energia disponibilizada pelos amidos requer o cozimento do mesmo. Ainda assim, o cozimento dos amidos deve ser sempre realizado dentro de métodos adequados. Ocorre que quando torramos, fritamos ou tostamos o amido, forma-se uma concentração de uma determinada substância denominada acrilamida, uma poderosa neurotoxina que serve como precursora de células cancerígenas(Tareke et al.,2002), além de oferecer outros efeitos colaterais. Por este motivo, recomenda-se que amidos fritos ou assados (pão, biscoitos, etc.) sejam reservados para ocasiões e seu consumo diário seja minimizado. O processo de fervura, porém, cria concentrações irrisórias de acrilamida, sendo portanto este o método ideal para preparar os amiláceos.

O mesmo pode ser dito em relação aos feijões de todos os tipos – quando consumidos crus, o corpo dificilmente tem acesso aos seus nutrientes, e ainda tem que lidar com indesejáveis toxinas, tais como a fito hemaglutinina presente no feijão roxinho dentre outros, que pode causar náuse, vômitos e diarréias. Quando crus, estes feijões apresentam concentrações de entre 20.000 a 70.000 unidades desta toxina, enquanto que cozidar por no mínimo 10 minutos  em temperatura superior à 80 graus centígrados reduz esta concentração para entre 200 e 400 unidades. Desta forma, cozinhe seus feijões, ainda que germinados.


>>>>> continue lendo o restante deste artigo neste site:

sexta-feira, abril 05, 2013

Resolvendo conflitos por meio da atenção




A capacidade de concentração é fundamental para exercermos as mais variadas atividades na nossa vida. Seja estudar, trabalhar, ouvir, conversar com outras pessoas, nos divertir e até mesmo dormir com qualidade, todos dependem em grande parte da nossa capacidade de termos atenção no que estamos fazendo. Nossa realidade diária é a oscilação entre dois grandes extremos, ou somos completamente agitados emocionalmente e mentalmente ou estamos entorpecidos, cansados e desatentos. O bombardeio de informações que recebemos, as milhares de expectativas que temos, ou medos, insegurança, em suma, a insatisfação constante em que vivemos em grande parte surge da nossa incapacidade de estarmos atentos e concentrados.

A cultura atual superdiagnostica os transtornos de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), os médicos superprescrevem a Ritalina, as pessoas superusam esse tipo de medicação, na tentativa de encontrar uma solução simples e que não exige esforço de mudança. Quem ganha são os laboratórios! Se as pessoas aprendessem técnicas de meditação certamente economizaríamos muito com dinheiro, efeitos colaterais de drogas e, por fim, seríamos pessoas mais felizes.

A atenção

A realidade em que vivemos, o universo que habitamos, as pessoas que encontramos na nossa vida, os acontecimentos gerados ao longo do tempo são enormemente dependentes do grau de Atenção/ Concentração que temos. Somente aquilo que prestamos atenção nos parece real, e de outro lado, aquilo que ignoramos perde a importância. A realidade que se apresenta para nós não é tanto aquilo que existe, mas sim os aspectos do mundo que mais centramos nossa atenção. Um materialista presta atenção apenas no aspecto físico de objetos e eventos, um poeta está centrado nos sentimentos, na sonoridade e na métrica, uma mãe em grande parte no filho e um workaholic em conquistar poder, influência e notoriedade. Vivemos um circo, um teatro, por assim dizer, muito impermanente, está sempre mudando e sofremos quando as coisas mudam!

Em relação ao corpo, uma mente emocionalmente perturbada, escrava de emoções e conceitos rígidos gera uma enormidade de sintomas e sinais no corpo físico. A raiva pode gerar enxaqueca, dores abdominais, digestão falha, olhos vermelhos. A tristeza pode esvaziar o Qi torácico e deixar a pessoa suscetível a gripes e resfriados, a falta de ar. A preocupação aperta do peito, insônia, fraqueza geral, e por aí poderíamos escrever um livro. De qualquer maneira, qualquer processo emocional descontrolado, sendo muito intenso e duradouro, gera um calor no sangue, sabendo que o sangue circula em todo o corpo esse calor gerará muitos sintomas variados. Literalmente a pessoa fica com o coração e cabeça quentes! Como fazer para dominar esse calor? Como fazer para não sofrermos com nossas emoções descontroladas?

Os impactos

O grau de atenção também tem impacto sobre o caráter e comportamento ético. Uma mente divagante e desfocada é facilmente levada ao julgamento, crítica, fica ao léu de seus hábitos negativos, como raiva, orgulho e apegos. Já uma mente focada e concentrada é capaz de ser solo fértil para o surgimento dos mais profundos insights e associações originais. Pensemos nos grandes músicos, filósofos, matemáticos e cientistas. Certamente estavam concentrados nos seus momentos de lucidez e criação de ideias.

Por meio do treinamento da Concentração/ Atenção focada, podemos transformar uma série de maus hábitos, comportamentos adquiridos, emoções perturbadoras, visões distorcidas. Podemos usá-la para a construção de pontes sinceras e honestas com relação aos outros seres humanos e, assim, inclusive obter insights profundos sobre a natureza da mente e da realidade, alterando radicalmente nossa relação com todo Universo.
A Técnica de fortalecer a Atenção/ Concentração

Na tradição budista a disciplina de focar e concentrar se chama Shamata e culmina com a capacidade de sustentar a atenção por muitas horas sem interrupção. Ela não requer filiação religiosa, concepção religiosa ou ideológica, basta querer praticar. Ela é a chave para o equilíbrio mental, cujos benefícios estão constantemente acessíveis para qualquer pessoa que persevera na prática.

Sentamos em postura ereta, com pernas dobradas (aqueles que não podem se sentar no chão podem fazer a prática sentados em cadeiras), ombros e braços relaxados, com mãos repousando sobre os joelhos, queixo levemente encaixado, língua tocando atrás dos dentes superiores, olhos abertos e repousando num ponto abaixo da linha do horizonte, de preferência não movimentamos ou piscamos e mantemos a respiração suave e um pouco mais profunda que a respiração do dia-a-dia. Esse é o treinamento do corpo. Em relação à fala, ficamos em silêncio ao longo da sessão de prática. Com relação à mente, mantemos o foco mental específico, podendo ser sobre um objeto a sua frente ou na sua própria respiração.

É sempre importante antes de iniciar a sessão que geremos uma motivação altruísta com a prática, de estarmos gerando benefícios para nós e para todos os demais seres, conhecidos nossos ou não, isso deixará a prática muito mais potente. No final da sessão dedique toda a raiz de virtude que criou com seu esforço para benefício seu e de todos os seres. Isto também terá impacto importante na sua prática.
Além disso, os resultados são mais rápidos quando fazemos pequenas sessões várias vezes ao dia do que apenas uma sessão por dia muito longa. Sessões curtas ao longo do dia cortam várias vezes nossas distrações e evoluímos mais rápido. Uma sessão muito longa para principiantes facilita que a pessoa perca a clareza e caia num torpor mental e inclusive durma durante a prática.

Olhos Abertos!

É importante que enfatizemos a papel dos olhos abertos! Ninguém quer criar uma realidade paralela meditando. Isto seria uma espécie de escapismo. É fundamental, se queremos aprender a dominar nossa mente e emoções, que meditemos de olhos abertos, olhando a realidade, sem apego ou aversão. Abrir os olhos na meditação é uma conduta destemida, mostra que estamos fortemente inclinados a enxergar a essência da nossa mente e dos fenômenos que nos envolvem, além disso nos ajuda a manter o frescor e a combater o sono durante a prática.
No início é normal que encontremos grandes dificuldades, pois a mente comum está habituada a divagar. Então, se exigirá uma disciplina para perseverarmos. Poderemos sentir dores no corpo e ainda ficarmos angustiados por pararmos de falar. Na realidade, quando sentamos dessa maneira vemos o tanto de sofrimento que carregamos, agitação e preocupações. Ao longo do tempo nossa mente ficará mais calma e muito mais concentrada. É como um copo de água barrenta que ao parar de ser agitada decanta as impurezas no fundo e a água volta ser cristalina, permitindo que enxerguemos com mais clareza.

fonte:

quinta-feira, abril 04, 2013

As mulheres são fantásticas - Carlos Drummond de Andrade




"É próprio da mulher o sorriso que nada promete e permite tudo imaginar." (Carlos Drummond de Andrade)

A mãe e o pai estavam assistindo televisão quando a mãe disse:

- Estou cansada e já é tarde,vou me deitar !!!

Foi à cozinha fazer os sanduíches para o lanche do dia seguinte na escola, passou água nas vasilhas das pipocas, tirou a carne do freezer para o jantar do dia seguinte, confirmou se as caixas de cereais estavam vazias, encheu o açucareiro, pôs tigelas e talheres na mesa e preparou a cafeteira do café para estar pronta para ligar no dia seguinte.

Pôs ainda umas roupas na máquina de lavar, passou uma camisa a ferro, pregou um botão que estava caindo. Guardou umas peças de jogos que ficaram em cima da mesa, e pôs o telefone no lugar. Regou as plantas, despejou o lixo, e pendurou uma toalha para secar. Bocejou, espreguiçou-se e foi para o quarto. Parou ainda no escritório e escreveu uma nota para a professora do filho, pôs num envelope junto com o dinheiro para pagamento de uma visita de estudo e apanhou um caderno que estava caído debaixo da cadeira. Assinou um cartão de aniversário para uma amiga, selou o envelope, e fez uma pequena lista para o supermercado, colocou ambos perto da carteira.

Nessa altura, o pai disse lá da sala:

- Pensei que você tinha ido se deitar.

- Estou a caminho - respondeu ela. Pôs água na tigela do cão e chamou o gato para dentro de casa. Certificou-se de que as portas estavam fechadas. Passou pelo quarto de cada filho, apagou a luz do corredor, pendurou uma camisa, atirou umas meias para o cesto de roupa suja e conversou um bocadinho com o mais velho que ainda estava estudando no quarto. Já no quarto, acertou o despertador, preparou a roupa para o dia seguinte e arrumou os sapatos. Depois lavou o rosto, passou creme, escovou os dentes e acertou uma unha quebrada. A essa altura o pai desligou a televisão e disse:

-Vou me deitar.

E foi. Sem mais nada.

E foi. Sem mais nada.
(Carlos Drummond de Andrade)


fonte do texto:
Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply