quinta-feira, abril 30, 2009

FLORES MORTAS

Um dia eu cheguei em casa carregando flores mortas para presentear o meu amor; e mesmo vendo as pétalas murchas, meu amor sorriu e falou:

- Que presente lindo, deixa eu colocá-las na água, em um belo jarro. Elas estão com sede de bom trato.

E meu amor cuidou de cada flor, tratou cada pétala com carinho e amor. Curou cada uma delas e quando percebi, em cima da mesa, ao invés das flores mortas que dei, vi pétalas douradas. Percebendo o que fiz, abracei a minha amada e pedi desculpas pelo presente que lhe entreguei. Ela beijou-me com ternura e sussurrrou ao meu ouvido:

- Nem sempre presenteamos e recebemos flores belas de quem está por muito tempo ao nosso lado. Com o passar dos anos, nos acomodamos com quem está conosco, e nem percebemos que as flores que presenteamos estão murchas e suas pétalas estão secas de carinho, mas se cuidarmos e repararmos o que parece quebrado, artificaremos, transformaremos e renovaremos o olhar velho em um amor renascido, ainda mais belo.

PROFESSAR

A chama veio me mostrar que eu não posso mais ignorar: vim pra professar!

A força veio reforçar o que já sabia, mas precisava aceitar: vim pra professar!

Professar:

" Querida Chama! Divina Força! Amo professar, mas não gosto das migalhas que recebo para lecionar."

A Chama nada falou, mas a Força gritou:

- Você e suas desculpas!!!

quarta-feira, abril 29, 2009

BOADICÉIA


O mundo parou para ouvi-la tocar.

Uma nota, duas notas, tome nota: Boadicéia!

A guerreira celta que reencarnou em forma de harpa e que foi encontrada nas ruas de Londres por Auricélia, minha companheira e musa, a artista, que trouxe a sua arte e a sua música nas costas, nas asas, lá de além do Atlântico para compartilhar com todos o seu grande sonho: o sonho de tocar harpa.

As bocas silenciam, as vozes se calam para ouvir as suas notas e algo ocorre com os olhos, com os corações, quando se ouve uma harpa. É como se cada som, cada tom, despertasse em cada um de nós, uma melodia sagrada que nos lembra nossa verdadeira morada, que nos recorda como a música é sagrada, pois desperta poetas, escritores, une amores, acorda em cada um, a vontade de fazer a coisa certa.

Dedilhando as cordas de sua harpa, Auricélia evoca anjos, encanta demônios e acorda os Deuses de seus sonhos que se manifestam no sol brilhando, na lua sorrindo, no bem-te-vi cantando e em toda a minha gente ouvindo, e todos sabem, é muito difícil calar para escutar, mas ao som de Boadicéia, até o beija-flor largou as flores, as abelhas deixaram a colméia e o mel, os pássaros pousaram em bandos nos galhos só para presenciar o astral abrir o véu e o que se viu: a Grande Festa da Terra e do Céu, onde todos as árvores, vegetais, animais, seres humanos e divinos cantaram junto com a Harpa, o mais belo dos hinos: o hino da vida que se manifesta em arte, amor, música e poesia.



Nota do autor: Boadicéia (escrito também Boudica, Boudicca, Boadicea, Buduica, Bonduca) foi uma rainha celta que liderou os Iceni e a outras tribos celtas, incluindo os Trinovantes vizinhos, em um levante contra as forças romanas que ocupavam a Grã-Bretanha em 60 ou 61 d.C. durante o reinado do imperador Nero. Estes eventos foram relatados por dois historiadores,Tácito (em seus Anais e Agricola) e Dio Cássio (em seu História Romana).

terça-feira, abril 28, 2009

OS SENTIDOS E A MENTE ALERTA


Os sentidos
São inimigos
Da mente ativa

Fracos
Eles se deixam seduzir
Por qualquer beleza

Qualquer beleza encanta
Qualquer beleza fascina
Qualquer beleza domina
Qualquer beleza adormece

Adormecidos,
Somos presas fáceis
Quando os nossos sentidos
Que seduzidos por
Qualquer beleza
Vagabundeiam
Entorpecidos
Por qualquer estrada
Entrando em qualquer porteira
Onde somos presas fáceis
para qualquer força
Dominadora
Que odeia o que liberta
Pois vive do que domina

E somos dominados
Por nossos sentidos
Que fracos e bobos
Tolos
Acham que a mente ativa
Mente
Não acreditam que a mente ativa
Planta sementes no
Subconsciente
Que frutifica insights
Que falam com a gente
Quando estamos na vigília
Conscientes

E que também até nos fala
Quando estamos
Por certas horas do dia
Dormindo acordados
Com os nossos sentidos
Vagabundeando
Sem destino

E esses insights
Despertam
A alma no corpo
Que revela
A beleza maior
Que não é qualquer beleza

É o amor que não tem nome
E que não pede nada em troca
Nem mesmo que o chamem

A VINGANÇA DO PORCO


Era vegetariano, mas foi diagnosticado com a Gripe Suína. Xingou o universo, achou que Deus estava de sacanagem! Onde já se viu um homem que cuidava tão bem da sua alimentação, ficar hospitalizado por causa de uma doença originada em animais.

Pior que os sintomas da doença, era a vergonha. Sim, ele estava envergonhado. Tanto que escondeu o fato da família e dos amigos, se morresse, seria até melhor que ouvir as gracinhas e piadas prontas daquele maldta gripe de nome mais...

Suspirou.

Lembrou da causa da gripe: Tudo por causa da mexicana.

Seu nome era Verônica. Sim foi a mexicana que o deixou de cama, duas vezes.

Conheceu Verônica, a mexicana, no final de semana, entre tapas e tequila, enquanto assistia o final do campeonato paulista, onde o Coringão venceu o Peixe. Foi só alegria, não só por causa da taça, mas principalmente porque a moça quis mostrar algo a mais que a sua graça e no dia seguinte, ficou com ele as lembranças do título paulista, as curvas e requebros da mexicana e a herança da noitada: febre, tosse, dor de cabeça intensa, dores musculares, irritação dos olhos,fluxo nasal e vergonha. Muita vergonha. Afinal, não existe nada pior para um corintiano do que ser identificado com qualquer coisa que lembre um porco.

Nota do autor:
Brincadeiras a parte, vale sempre a informação precisa dos acontecimentos e em tempo de epidemia, a informação correta é sempre mais que necessária. Abaixo o link das últimas notícias sobre a Gripe Suína:
http://noticias.uol.com.br/ultnot/internacional/2009/04/27/ult1859u914.jhtm

segunda-feira, abril 27, 2009

GUERREIRO DOS SONHOS

Não é fácil realizar um sonho

Sonhar requer audácia
Realizar o sonho requer coragem

Colocar esse sonho em prática
É sempre um convite para os sabotadores
Essas pessoas
Que as vezes se vestem de amigos
Que usam máscaras de familiares
E que no fundo não suportam
Ver a realização do outro
Por estarem acostumados a ser covardes

Somos covardes
Toda vez que boicotamos
A gente
E o outro
Que não damos asas aos nossos sonhos
Que não ousamos ser diferentes
Que não corremos o risco
De ir além da nossa zona de conforto

Para relizar um sonho
É preciso partir
Ir além daquilo que nos disseram que conseguiríamos na vida
Ir além daquilo que juramos que iríamos

Para realizar um sonho
É preciso cortar os laços com a preguiça
É preciso quebrar os alicerces de areia da segurança
É preciso voltar a ser criança
E acreditar na mágica do sonhar

O caminho dos sonhos
É para poucos
É para guerreiros
É para gente que não tem medo de parecer bobo
Por acreditar em algo
Que ninguém mais acredita
E chamar isso de realidade

Bem aventurados os sonhadores
Gente estranha
Que é feita de sonho
Mas sangra prática

domingo, abril 26, 2009

DE DENTRO E DE FORA

Olha o mundo a sua volta (..

Como é que o mundo está?

Com que cara o mundo está?

Olha o mundo dentro de você ..)

Como é que o mundo está?

Com que cara o mundo está?

Será que é o mundo de fora que está refletindo no mundo de dentro ou é o mundo de dentro que está alterando o mundo de fora?

sábado, abril 25, 2009

Chuva Branca

Lua cheia encantada refletindo na sombra da fogueira o meu despertar da alma. Que delícia é estar vivo e poder descobrir sensação a sensação, todo esse mundo espiritual se descortinando a minha frente, usando os elementos desse planeta para que eu veja os bastidores do verdadeiro mundo que penetra nesse plano sutilmente pelas ondas eternas do amor.

Olho para o céu e procuro a lua e o que vejo é uma chuva branca de ondas de compaixão criando com os seus raios um mosaico dos sentimentos mais sutis que mantém coeso esse mundo. Mosaico que por meio de laços de sintonia vai pouco a pouco, elevando a vibração daqueles que nesse momento estão em algum lugar da Terra, trabalhando pela luz.

A Chuva Branca é a cachoeira colorida de Oxum, são os cabelos de Yemanjá; é o Amor que não tem Nome, são as ondas sutis dos confins do universo que noite e dia, dia e noite, banham esse plano com os mais diversos tesouros, mas estamos ocupados demais para notar.

A Chuva Branca é a Mãe Divina nos banhando, é o Pai Celestial nos abençoando, mesmo com o nosso errar tanto, mesmo com o nosso ignorar demais; mas o Amor Real não julga, apenas cai do céu e banha a todos que desejarem se conectar.

A Chuva Branca é o prana dos hindús, é o Chi dos chineses; é o Rá dos egipcios, é o Maná do Daime; são as vibrações de Aruanda; o orar dos Nossos Lares.

A Chuva Branca é Deus, Todo Poderoso, lembrando a quem tem tempo de parar e o céu olhar, que as ondas sutis da vibração divina estão atuantes o tempo todo, basta sintonizar.

Fogarinas

No creptar do fogo, com meus olhos fechados, sinto a fogueira brilhar no escuro aparente do meu eu dentro; no queimar da brasa ardente, sinto o calor da fogueira esquentar o claro aparente do meu eu fora.

Estou consciente, plenamente consciente, trabalhando porta por porta, limpando as janelas da minha casa, pois terei visita importante: sinto que a Mãe Divina está prestes a chegar.

O fogo mantém a meditação atuante, enquanto abro a porta básica e deixo o vermelho entrar; o fogo fica cada vez mais crepitante, enquanto trabalho a porta da criatividade e deixo o laranja trabalhar; o fogo já me envolve, quando acordo a porta solar com bijas e canções de despertar; porém antes que eu chegue na porta do peito, as janelas da alma se abrem e vejo as dançarinas do fogo se apresentarem.

São as Salamandras, minhas queridas Fogarinas, as labaredas da transformação chegando, guerreiras brilhantes com espadas na mão que dançam a canção das chamas. Observo-as dançando como criança que vai ao circo pela primeira vez. Tudo é mágico, tudo é tão bonito, que sinto vontade de abrir os olhos e ver se realmente estou vendo aquilo...

Abro os olhos... e a meditação se encerra.

- Estraguei tudo - digo ao fogo, mas as Salamandras ainda estão lá, não é alucinação, estou vendo agora com os olhos abertos as elementais do fogo dançando, seres que sempre achei serem parte do folclore "esotérico". Não, elas são reais e se apresentam no palco das minhas sete portas.

Fecho novamente os olhos, e subo para as portas superiores, a porta da comunicação quer cantar, a porta da visão revela que as Fogarinas sempre estiveram por lá.

Não sei quanto tempo demorou a dança das guerreiras do fogo, mas meu peito tá novo, minhas asas estão mais fortes e meu vôo cada vez mais alto, mesmo estando com os pés firmes aqui em baixo.

sexta-feira, abril 24, 2009

HELLO, GOODBYE

Os Beatles diziam Hello!

Meus estudantes repetiam Goodbye!

Os Beatles tocavam Yes,

Meus estudantes cantavam: No! No! No!

Olha onde a vida foi me levar:

Sou Professor!

quinta-feira, abril 23, 2009

SEPARAÇÃO EM DOIS ATOS


SEPARA CORPOS

Só conhecemos bem quem está do nosso lado quando nos separamos.

Quando perdemos para a vida aquele por quem lutaríamos até contra a morte.

É no separar dos corpos que se mostra a alma.

É no separar dos caminhos, que conhecemos bem com quem estavámos pisando a nossa estrada.


***********************************************

SEPARA ALMAS


Como deixei esse amor por ti transformar-se em querer partir?

Não sei!

Vai ver tudo tem mesmo prazo de validade e o nosso amor já venceu, não resistiu ao tempo, a nossa idade.

Não sei!

Você diz: eu errei.

Não foi melhor assim?

Quem sabe lá o que há por vir?

Que o amor vem, que o amor vai, todo mundo nessa cai, mas vamos ao menos brincar de gente grande e contrariar a tendência de nos separarmos no ritmo da adolescência dessa minha gente que se separa e briga e briga e agride aquele por quem juramos respeito e carinho.

Precisamos mesmo de um advogado para dividirmos o que foi nosso íntimo? Precisamos mesmo mostrar ao mundo detalhes da nossa intimidade para provar quem está errado e quem ficou com a verdade?

Não sei!

Mas deixa disso, mulher!

Sai dessa, marido!

Não é preciso!

Sejamos o casal do contra, sejamos aquele casal que mesmo com toda a torcida dos conhecidos, nadou contra a maré e permaneceu amigos.

quarta-feira, abril 22, 2009

Bailarina das Flores

Auri explode em cores
Falo com ela
Ela não me ouve

Está ocupada
Escutando a música das esferas
Que toca em sua cabeça
Que vibra pelo ar

E ela não consegue resistir
Ela só quer dançar

Mil piriuetas, lá vai minha Auri
A rodar
Rodopiar, rodopiar

Voa, anda, dança com primor
Dança, dança Auri Beija-flor
No seu olhar: só amor, só amor

Ela agora quer cantar
Quer compartilhar
A música que toca sem parar
E ela precisa canalizar

Vocalizar

E canta,

Espera audiência
A audiência não há

Não tem problema

Ela canta para as plantas
Para os seres que estão no ar
Para a cachoeira que limpa
Para o amado, que a observa a distância

O amado que a olha
E sente orgulho
Pois não há outra pessoa nesse mundo
Que ele deseje mais amar

terça-feira, abril 21, 2009

OS DEUSES ESTÃO SE AMANDO

Pssiuuu!!!

Os Deuses estão dormindo...

Mas veja o que foi criado,

Veja onde você está?


Olha onde a vida foi te levar?
Cá estamos nesse lugar
Sendo filho do Criador,
Fecundado na Mãe Terra


Não existe apenas Deus Homem ou Deusa Mulher
Que não o macho na fêmea, a fêmea no macho
Acredite se você quiser


E mesmo não acreditando
O Deus Criador segue criando
E a Deusa nos recebendo nessa linda Terra


Somos o sonho de amor do Criador
Que se encontrou com o seu Grande Amor
Ela, Ela, Ela


A Rainha é o espelho
Do sonho do Rei
Onde somos a ponte desse amor
Se manifestando


Psiuuuu!!!

Os Deuses estão se amando...

segunda-feira, abril 20, 2009

ACORDEI

Acordei um dia e estava vivo.

Foi um tanto esquisito, confesso, pois apesar de já estar aqui, não estava consciente que estava presente.
Era criança, mas era o mesmo eu que agora recorda essa lembrança.

Demorou alguns anos; vai ver, meu corpo precisava estabelecer uma relação certa entre os meus neurônios para que eu pudesse me perceber, aqui de volta.

Acordei dentro de mim num dia de sol, quando meu eu-criança olhava para as nuvens.

Não tinha lembrança do que tinha vindo antes, e nem interessava o que viria depois, só o que importava eram as nuvens e se eu conseguiria mudar o formato delas com o poder da minha vontade. Conseguia!

Eu já conhecia as palavras, já sabia dizer o que queria e o que não gostava. Já exigia o que eu desejava com a manipulação das palavras e não mais com os gritos e com as lágrimas.

Embora eu não soubesse ao certo, o que pensar do futuro e como lidar com o passado; havia memórias que pareciam não ser minhas, mas que eram ao mesmo tempo, bem familiares. Havia vestígios de recordações de ter pertencido a outra família, ter tido uma outra vida que não aquela em que eu existia. É claro, lidei com esses pensamentos da mesma forma como lidei com as nuvens que eu não conseguia mudar: deixei passar!

Eu estava vivo e isso era tudo o que importava.

Por que estou te contando tudo isso?

Porque ontem eu acordei novamente, feito o meu eu-menino, e descobri que vivi um longo tempo dormindo.

domingo, abril 19, 2009

GENTE GIGANTE

ESPELHO

Se eu soubesse que os Deuses tinham cara de espelho,

Já teria quebrado a tempos as minhas estátuas,

Já teria reciclado os sagrados livros,

Ou não teria feito nem isso nem aquilo.

Afinal, a gente nunca cumpre o que foi por nós mesmos escrito.

****:)

JUSTO

O que é justo é justo,

O que penso ser justo não é o que é justo.

Quando luto por justiça,

Essa luta é apenas a luta minha,

O justo segundo as minhas leis, não é que é justo de verdade.

Justo é o que é justo e percebemos isso quando saímos do nosso mundo e vemos as coisas de cima.

Tudo fica pequeno de cima, até mesmo a nossa injustiça sofrida e nosso ego formiga que pensa que é gente grande.

****:)

BIG

Só o que é Grande é o Todo.

Só quem é GIGANTE, é o Criador.

Somos sonhos dessa Gente GIGANTE, que apesar do poder tão imenso e cintilante,

Criou-nos em sonho,

Para que sejamos também, quem sabe, Criadores GIGANTES,

Mas não agora,

Não hoje,

Quem sabe um dia...

Depende da prática do que já se sabe...

sábado, abril 18, 2009

MIL FACES


Clap! Clap! Clap!

Bato palmas, Ela fez de novo

Quando achei que tinha visto seu rosto

Ela mudou de face

Deusa das mil idades, das mil faces, que se esconde no simples, no complexo e em cada detalhe, como devo chama-la agora?

A Mãe Divina sussurra:
“Chamo-me Eterna Idade!”

Como devo pintar o seu rosto?

A Mãe Divina revela:
“Desenhe um espelho!”

Com que notas devo compor a sua canção:

A Mãe Divina canta:
“ Cante a música da vida!”

O MESMO


Estou mudando,

Não sou mais o mesmo;

O mesmo é o cara do elevador

Que todo mundo tem medo.

sexta-feira, abril 17, 2009

Cria a Tua Vidade

Vida, vida, vidade.

Vida, vida, atividade.

Cria a tua vidade, criatividade.

Criatividade que flui de baixo e atua em cima.

Cria, cria, cria arte.

Reproduz, multiplica e anima.

Flui energia sexual, energia sacana e bacana, energia macho e fêmea, fêmea e macho, fluindo da mais divina energia fundamental para que você cresça e atravessa a fronteira do instinto animal e se torne tantra do amor celestial, mensageiro do amor soprado pelo vento da criação.

Faz, faz amor com sacanagem.

Faz, faz amor com ternura e verdade.

Faz, faz amor com arte.

Flua a criação, flua a atividade: goze da criatividade.

O que te faz levantar?

“ Ninguém nasce ou morre, Arjuna, apenas entra e sai de corpos perecíveis”
Baghvada Gita

O que te faz levantar?

O que te faz ficar em pé?

É um Disco girando que te firma nesse plano, são as pétalas básicas do teu corpo estar.

Os chacras, gente, são portais girando, sufis, dervixes dançando e abrindo as portas do sol, da lua, das estrelas, que nos leva até o sonho dos Deuses, que mesmo dormindo, estão criando através de nós criaturas.

quinta-feira, abril 16, 2009

LAMENTO

Estou tão sozinho...

Vem cá...

Aaaaiiiii, que dor!

Aaaahhh, vou chorar...

Ahhh, os Deuses estão dormindo e não vão me escutar e se tudo for um sonho, nem quero acordar...

Ahhhh, e se tudo for um pensamento? Nem quero sentir.

Aaaaiiiiiiiiii , dói demais essa solidão:

Quero saber de onde vim

Aaaiiii, quero chorar essa minha ignorância – não consigo lembrar!

Aiiiiii que vontade de lamentar – quero colo Minha Mãe Divina – me leva para passear.

Papai do Céu - Aiii que vontade de ignorar...

Tarde demais, já vi que esse mundo é feito de cimento de sonho e de tijolo liquido de pensamento...daí minha vontade de chorar....

Aiii....

Do que eu estava lamentando mesmo?

Ah! Lembrei!

Aiiii... tô com saudade de casa.

Ahhh, que vontade de coitadinho estar, só para o Papazinho do céu me pegar pela mão e me pôr pra nanar...

E antes que eu durma, ele me contar a história das estórias,

O conto de fadas onde eu nunca vou desaparecer,

Mesmo quando ele acordar,

E eu descobrir: foi tudo um sonho bonito divino!

Pois sou luz,

Sou energia,

E luz e energia, que uma vez foi criada,

Nunca é destruída.

quarta-feira, abril 15, 2009

15 DE ABRIL

Ela acordou com o beija-flor e sonhou e sonhou que a vida poderia ser como a música que ela escutava e ela cantou: era o seu aniversário.

Mais uma primavera, eles diziam, ela disse que nada; pois eram mais outras tantas estações em sua vida, ninguém vive somente com a Prima Vera, vive também com o Tio Verão, a Avó Outono e o Primo Inverno. Todas as estações são parte da família e nesse ano que passa e no outro que ela completa, muitos são os planos, muitas são as guerras, pois para colocar sonho em prática é preciso combater, mas o bom combate.

Mais um aniversário e tanta coisa mudou desde o ano passado.

A vida se vestiu com outra roupa, ela já não consegue escutar conversa a toa, nem o "reclama, reclama" das pessoas.

"O mundo mudou ou eu mudei?" Ela se pergunta e a resposta é os dois.

Muita gente vive uma década sem mudança, outros mudam dez anos em uma semana.

Foi assim com ela.

15 de abril não é apenas mais um aniversário para ela...algo mudou e ela sabe que daqui em diante, nada mais será como era antes e isso a deixa contente.

" Eu acordei com o beija-flor..." ela canta e dança feliz da vida.

Dedicado a M.C.C.O

AVAMAR

Se os Deuses estão dormindo e eu sou apenas uma criatura com vidas e vidas que passam em um segundo, a minha existência até que demora demais.

Vai ver os segundos dos deuses são mesmo uma eternidade...

E se esse mundo é um sonho fluindo, ainda assim, os Deuses estão conscientes, mesmo dormindo, que é preciso manter tudo o que foi criado, por isso, eles inventaram essa manifestação chamada Avamar.

Não, não é Avatar, gente, é Avamar. O Avatar é quando vem, o Avamar é quando mantém, e o Aviajar é quando parte, só para a gente ficar pedindo para ele voltar.

Uma rápida explicação sobre o que é um Avatar que avama e depois aviaja: Deus não joga dados – ponto para o Dr. Albert de novo.

terça-feira, abril 14, 2009

Dados

Clap! Clap! Clap!

Por favor, não batam palmas.

Os Deuses estão dormindo e a nossa realidade não passa de um sonho divino.

Dá um medo...e se tudo o que for, tudo o que há, for apenas um pensamento fluindo do sonho desses seres celestiais.

Dá um medo dos Deuses acordarem e eu descobrir: puxa, não existo.

Dá um medo de tudo o que vejo e sinto, não seja nada disso.

Ai que medo do desconhecido.

Mas, deixa eu contar um segredo, o que me salva desse medo ( e da grana que eu gastaria com um terapeuta) é que toda vez que eu penso nisso, minha mente esperta me conta em cochicho que Einstein, o homem mais inteligente do mundo dizia: “Deus não joga dados!”

TEMPLO OLHAR DIVINO

Olha onde A vida foi me levar
Olha onde A vida foi me levar

Olha onde a vida foi me levar
Levou-me para esse lugar
Onde eu já sabia que ia estar

Olha onde a vida foi me levar
Eu já estive aqui nesse lugar
Não dá para se enganar

O que os franceses chamam de “deja vu”
Eu digo: acontece comigo e com tu
Só é preciso sentir para crer

Eu já andei do Oiapoque ao sul
Já entendi: somos todos um
Mas nunca paro de me surpreender

Por isso estou aqui nesse lugar
Reencontrando amigos, bailando a cantar
Na comunhão com o sorriso

Por isso estou aqui nesse lugar
É um prazer aqui estar
Obrigado, amigos do Olhar Divino

segunda-feira, abril 13, 2009

Registro


Diante da coisa mais linda

Frente a coisa mais bela

Preciso escrever, cadê a pena?

Preciso fotografar, cadê a câmera?

Preciso lembrar, cadê a memória?

Só resta escrever com o pensamento, fotografar com o olhar, e convidar a mente para aceitar o resgate desse presente Divino que é despertar para a alma e registrar esses caminhos por onde a vida foi me levar.

domingo, abril 12, 2009

COMO UM ANIMAL

Certa vez acordei num sonho e percebi que estava sendo abduzido por alienígenas.

Um time de ETs enxaminavam meu corpo, como se eu estivesse sendo operado. Alguns deles riam, outros estavam bem sérios.

Reclamei:

- Ei, eu sou terrestre, filho desse mundinho quase-devastado localizado numa estrela de quinta grandeza, mas mereço respeito.

Eles disseram:

- Para nós, vocês não passam de seres irracionais que não podem ser deixados à própria sorte, se não destruirão seu habitat - disse um deles no meu ouvido, enquanto os outros pareciam não ter ouvidos para as minhas exigências.

- Vocês não podem me tratar assim. Exijo falar com o seu superior. Vocês não sabem quem estão abduzindo: eu sou corintiano! - disse tentando intimidar - Minha torcida é fiel!

- Eu avisei que acordado ele só iria atrapalhar! - disse um outro deles - Dá mais um sedativo nesse humano.

- Ei...eu quero vezzzzzzzzz - tentei dizer antes de apagar.

E o ET mais gentil, ainda teve tempo de sussurrar em meu ouvido:

- Tratamos vocês da mesma forma que vocês tratam seus "animais". Pesquisamos, testamos, usamos e se preciso for, matamos, em nome de um bem maior.

Acordei gritando: São Ronaaaallddddooooo me acuda!!!!

Minha mulher despertou e perguntou:

- Frank, o que houve?

- Auri, sonhei que estava sendo tratado como um animal de laboratórios por uns ETs.

- Foi só um sonho - disse ela me acalmando.

- Sim, eu sei! Afinal, eu nem acredito em aliens, mas já pensou se fosse verdade?

Deixem a Terra em Paz /Salvem a Humanidade

Não precisamos salvar a Terra,

Num sacolejo, ela se recupera.

Precisamos salvar os homens,

Coitados!

Ó humanidade tão vaidosa e arrogante,

Homens formigas que pensam que são gigantes;

Homens porcos que não medem esforços para manchar o próprio chão.

Ecologistas: salvem o nosso povo,

Tão bobo,

Que cava a sua própria sepultura e

Chama isso de cultura.

Medo da Terra Cair

Pára! Não balança muito
Vai que a Terra cai...

Você sabe? Eu não sei...

O que está segurando a Terra nas alturas?
O que a mantém no lugar nesse oceano da imensidão?

Na dúvida, é melhor ficar quietinho.

Ei, você ai!!!

Pára!!!

Não balança não!

sábado, abril 11, 2009

Minha Casa

Onde está a minha casa?
Onde construo o meu castelo?
Onde é mais bonito?
Onde é mais protegido?
Onde vai valer mais?

Onde está a minha casa?
E se eu passar a vida inteira procurando
E se eu passar a vida inteira construindo
E se os Deuses acordarem, levarei a casa comigo?

Onde está a minha casa?
Se eu me for, eu vou – o que não for eu, fica no sonho

Onde está a minha casa?
Vou construir para deixar para os meus filhos
Casa? Filhos? O que eles têm a ver com isso?
Se tive forças para vir e ver, eles também não deveriam passar por isso?

Onde está a minha casa?
Carrego comigo!

sexta-feira, abril 10, 2009

TEM QUE O QUÊ?

A minha vida inteira eu ouvi “TEM QUE”
Papai TEM QUE
Mamãe TEM QUE
Amigos “TEM QUE”
Namorada “TEM QUE”
Esposa “TEM QUE”
Sogra “TEM QUE”
Chefe “TEM QUE”

Chega!!!!

TEM QUE O QUÊ?

Tô Fora!!!

Esse “TEM QUE” não gosto
Esse “TEM QUE” repulsa
Esse “TEM QUE” eu fujo
Esse “TEM QUE” TÔ FORA!!!!

Esse “TEM QUE” aprisiona
Esse “TEM QUE” é distância
Esse “TEM QUE” ameaça
Esse “TEM QUE” impede
O fluir de SER agora

Esse “TEM QUE” apequena
Esse “TEM QUE” sufoca
Esse “TEM QUE” reprime
Esse “TEM QUE” TÔ FORA!!!!

Esse “TEM QUE” não quero
Esse “TEM QUE” encarcera
Esse “TEM QUE” ignoro
Esse “TEM QUE” não firma
Minha consciência nessa hora

Esse “TEM QUE” é furada
Esse “TEM QUE” demora
Esse “TEM QUE” oprime
Esse “TEM QUE” TÔ FORA!!!

Esse “TEM QUE” afunda
Esse “TEM QUE” afasta
Esse “TEM QUE” é canalha
Esse “TEM QUE” derrama
Lágrimas ao invés de risada

Esse “TEM QUE” é o oposto
Esse “TEM QUE” é foda
Esse “TEM QUE” é buraco
Esse “TEM QUE” TÔ FORA!!!!

TEMPLO DE UMBANDA OLHAR DIVINO


Esse texto foi escrito pela minha musa Aurizinha, e é dedicado aos meus queridos amigos do TEMPLO OLHAR DIVINO



O que é Aruandar?

Fiquei pensando no que disse a cabocla
Procurei e não achei o que era Aruandar
Não existe em verbo, não existe em dicionário
Mas sei que ela vai mesmo me perguntar

Meditei por dias tentando descobrir
Foi quando tive um sobressalto
É só pensar em quem de lá vem
Pra responder ao seu questionário

De Aruanda vem gente bonita
Vem gente rica de amor e bondade
Se isso é verdade eu bem vos digo
Que aruandar é praticar caridade

De Aruanda vem muito amor
Trocada por seres que são energia
Se isso é verdade eu bem vos digo
Que aruandar é compartilhar alegria

De Aruanda vem muita gente
Portando bandeira de luz e de paz
Se isso é verdade eu bem vos digo
Que aruandar é todo bem que se faz

Já tenho a resposta pra minha cabocla
De brinco de pena eu irei lhe dizer
O signifido de aruandar
É o bem praticar enquanto eu “Viver”

Autora: Auricelia Oliveira

quinta-feira, abril 09, 2009

PÁSCOA

Do hebraico "Pessach", a Páscoa significa passagem, viagem, transformação.

Na tradição cristã representa a ressurreição de Jesus Cristo.

Nas lojas do Brasil e do mundo representa chocolate.

Sendo o chocolate originalmente um alimento associado ao sagrado (pesquizem no Google: chocolate+maias), não compreendo as reclamações dos carolas religiosos dizendo que o ovo se tornou mais importante que Cristo.

Impossível!

O ovo é redondo, logo lembra o Sol, que lembra o dia 25 de Dezembro, que antes do cristianismo era o dia do Rei do Sol; e significando Cristo, em grego (Χριστός/Christós ) o ungido, o iluminado, voltamos ao sol que permite a vida na terra que nasce dentro de um ovo...quero dizer...óvulo.

Ainda está lendo? Ok!

E o coelho o que tem a ver com isso?

Resurreição é vida, multiplicação da maior criação do Criador; e qual o primeiro bicho que vem a sua cabeça quando você pensa em multiplicação da vida...

Anyway, caros leitores, tudo está mesmo relacionado e não pensem muito a esse respeito: comam seus ovos de chocolate, devorem seus peixes, rezem e assistam a Paixão de Cristo ( esqueçam a versão do Mel Gibson , na Rede Record ainda passa aquela versão mais light do Jesus de olhos azuis do Franco Zefirelli), mas por favor, deixem o coitado do Judas em paz!!!

Feliz Passagem!!!

NOTÍCIAS VOADORAS

Olha o míssel da Coréia do Norte!!!

Ó Ó Ó Ó

Veja o Japão e a Coréia do Sul tocando seus tambores de guerra.

Tum! Tum! Tum!

Olha os alidados treinando a sua artilharia

Rá tá tá tá tá

Olha esse assunto amanhã:

?????????


////\\\\

Barack Obama não me engana: os norte-americanos ainda são culpados por esse mundo ser quadrado.

////\\\\

O mundo vai mesmo acabar: a Itália enterra as suas vitímas em mais um terremoto e todo a minha gente só fala em Ronaldo.

- Deixa o povo nosso rir e celebrar com o futebol, escritor! - você diz.

Tá bom, mas parem de falar desse fenômeno, assim acabo corintiano.

CADA OLHAR

Só por brincadeira, imagine se você pudesse enxergar para dentro e ao invés dos seus orgãos internos, você enxergasse um outro mundo tão real quanto este.

E se você soubesse, não porque alguém te contou, mas porque você sempre soube (aparentemente nesse mundo de dentro, lembramos de coisas que esquecemos no mundo de fora) que quando olhamos para o externo, somos meio Mister Magoo, aquele velhinho dos cartoons que se orienta até bem, mas não enxerga o que vê na frente, o que olhou de lado; o que deixou pra trás.

- Que mundo é esse? - você pergunta um tanto assustado, mas com coragem e um tanto de curiosidade, continua a sua jornada para dentro e percebe que a diferença entre o mundo em que você vive e esse que se descortina é apenas uma questão de mudança de olhar, pois por mais incrível que pareça, por mais que o mundo que você veja possa parecer surreal comparado com o mundo "normal", ele é, ao mesmo tempo, perfeitamente familiar para você, pois tem gosto de "já sabia que era assim" e porque você finalmente compreende que aquela saudade estranha que você sentiu a vida inteira de um certo lugar, lá dentro tem um nome: lar!

Nesse mundo de dentro, Deus não é um conceito, uma idéia ou um "tem que" acreditar; lá ele é tão real que a palavra "duvidar" cria certeza e "negar" positiva.

Nesse lugar, sentimos que há realmente uma ligação pulsante e viva entre nós com todas as pessoas amadas que passaram em nossas vidas e até com aqueles a quem a nossa luz faltou.

Contudo, mesmo percebendo quem você é por fora e por dentro ( e nem sempre só encontramos flores) não há castigo ou pecado, pois descobrimos que toda experiência é sagrada; até aquelas que parecem nos levar para as sombras; daí a importância de sabermos sintonizar, pois a cada olhar mudamos o mundo que queremos descobrir e experimentar.

Seja qual for o mundo que você veja com o olhar, não há escapatória, uma hora ou outra, a luz vem te pegar. E você sabe disso aqui nesse mundo de dentro, pois fica mais fácil enxergar que a cegueira do mundo não passa também de apenas uma forma de olhar.

A ironia é que lá de dentro aqui fora parece mentira e aqui de fora, lá dentro é que parece absurdo.

- Absurdo é essa sua brincadeira, escritor! - você diz com toda a sua razão, porém, eu avisei, tudo o que você está lendo é apenas uma brincadeira, uma escrita de faz de conta, afinal não existe nada parecido com esse tal mundo de dentro e a realidade não passa daquilo que percebemos aqui fora?

Onde já se viu? - você diz - A realidade não muda quando mudamos o olhar... - você conclui.

Eu pergunto: Será?

quarta-feira, abril 08, 2009

FALAÇÃO

O que é Mestre?

O que é falação?

Será que foi o Mestre?

Será que não?

Quando é Mestre, não há falação.

É Mestre e pronto, não há enrolação.

Tudo o que é falação, não é o mestre não.

terça-feira, abril 07, 2009

O PODER DO NARIZ DO PALHAÇO

Qual a moral da estória?

Que moral?

Quem é que pode falar de moral nesse mundo tão imoral?

Qual a graça da estória?

A graça é que tudo tem graça, tudo tem riso, tudo tem um significado.

Agora sim!!!

Agora estamos falando algo que faz sentido nesse mundo que só aparenta não ter sentido.

Somos todos aprendizes, mas não se ensina com a palmatória, com o moral da estória; pois se aprende muito mais com o nariz do palhaço.

Você não entendeu?

Então não riu por último da piada contada, não percebeu que todo problema só é solucionado quando vira motivo de risada.

" Ainda riremos de tudo isso" disse você aquele dia,lembra?

Não?

Então você ainda não entendeu a piada, nem muito menos a lição!

segunda-feira, abril 06, 2009

Os Deuses Estão Dormindo

Psiuuu!!!

Fala baixo.

Os Deuses estão dormindo.

Nós não queremos acordar os Deuses, não é?

Não sei se você sabe, mas os Deuses estão dormindo e sonhando que são a gente.

Que coisa mais louca – nós somos os Deuses dormindo

sábado, abril 04, 2009

Uma Conversa e Dois Sorrisos

Seus olhos pareciam saltar e querer voar, e tocar tudo o que havia para olhar.

O café esfriava na mesa, o pão de queijo soltava fumaça, mas ela só era olhos para o horizonte, para o céu aberto com os prédios cobertos pelo dourado do fim da tarde, para a Paulista lá embaixo, banhada de pôr-do-sol.

Falamos sobre a vida, sobre rumos, fortunas e infortúnios; sorrimos e choramos, enquanto a tarde caia no horizonte paulista.

O dia morria quando no topo do mundo, dois pássaros irmãos compartilhavam uma conversa e dois sorrisos.

Os dois meninos da Graça em um desses momentos "cults" que duram para sempre.

Míope do Senhor

Aprendi a meditar para perceber o que há.

Usei mantras e até entrei nas aulas de yoga para o Divino encontrar.

Fiz ásanas e pranayamas para sentir a união com tudo o que eu achava haver.

E quando o Divino se manifestou, percebi a luz, senti o amor; e em meio a tanta beleza, a criança atrevida em mim perguntou:

- Deus meu, por que não consigo Te perceber tão claramente no dia-a-dia?

E o Criador respondeu:

- Estou em toda parte, falta usar a lente certa para Me enxergar no que há.

Foi então, que eu reclamei:

- Oh Pai do Céu, que horror! O que eu fiz para nascer míope do Senhor?

sexta-feira, abril 03, 2009

O Nirvana de Cada um

Certo dia, Buda despertou do seu sonho de Nirvana e percebeu que os Deuses estavam sonhando e sonhavam seres lindos que eles chamaram de humanidade e de sua boca, naturalmente, começaram a sair versos de um poema infinito que lembrava o sonho Divino e falava sobre o Universo sendo criado por um suspiro e se expandindo virando galáxias, explodindo em estrelas, formando planetas, explodindo em natureza e na luz dos Deuses sonhando que eram homens.

A poesia fluía e no inicio só quem o ouvia eram os animais e os seres elementais, pois os homens estavam muito ocupados para entender que a poesia é a maneira dos Deuses dizerem que estão na terra em cada pessoa; porém, logo apareceu o primeiro homem atraído pelo brilho de Buda, que parou a sua jornada pelas terras bharatas da vida e o passou a escutar aquele homem magro, quase esquelético, mas cujo brilho saia de cada poro.

Buda não percebeu o homem, nem os pássaros ou os elementais vestidos de mato; ele continuava enxergando além do mundo desse sonho, vendo a formação dos mais diversos planos e decodificando o que percebia em palavras; o homem que a tudo escutava, foi escrevendo o que ouvia, mas embora nem tudo entendesse, foi colocando o que não entendia, e mesclando com as suas próprias palavras e dizendo que eram as palavras de Buda.

Buda fluía palavras e contava, e dizia, o que ouvia da sintonia que tinha com os mais altos planos celestiais e o homem chamou outros homens e disse que ele era intermediário, discípulo, aprendiz daquele homem santo e se o povo que começava a se juntar seguisse o que ele e o homem santo diziam e mandavam, eles também seriam escolhidos e Buda se tornariam.

Buda que tornou-se o Iluminado sozinho não estava preocupado em fundar mais um “ismo”; nem se os homens compreenderiam isso ou aquilo, ele apenas recitou a poesia da alma, que não passava de um sonho divino, mas era um sonho dos mais bonitos.

quinta-feira, abril 02, 2009

QUANDO DIZER ADEUS

Ela olhou para a alma dele e perguntou:

- Seja sincero: você quer mesmo ficar comigo?

Ele olhou para a alma dela, viu as infinitas possibilidades, diversas realidades sendo criadas, destruídas, transformadas, viu choro, viu riso, sentiu isso ou aquilo, mas percebeu que a sua resposta poderia aprisioná-la ou libertá-la de uma vez por todas.

Em uma resposta, a liberdade de uma alma ou a prisão de uma mente... e ele respondeu:

- Obrigado por você existir e ter estado comigo, mas agora é hora de partir!

Ela entendeu e partiu.

Ele sorriu, pois a Lua continuaria a brilhar...

quarta-feira, abril 01, 2009

VERDADE????

Na semana passada, decidi ficar uma semana sem mentir.

Era um teste para checar a minha resistência, para saber se era possível manter a verdade em qualquer situação, com qualquer pessoa.

No primeiro dia resisti bravamente.

No segundo dia, consegui fugir pela ausência de não dizer coisa alguma.

No terceiro dia comecei a suar frio.

No quarto, feito um viciado, comecei a tremer.

No quinto, depois de quase ter um colapso, gritei: CHEGA!!!!

Descobri que não consigo falar somente a verdade, as pequenas mentiras são totalmente necessárias a minha vida.

E as grandes mentiras são mais necessárias ainda, especialmente por não termos coragem de pagar o preço da verdade.

Estamos condenados a dizer sim, quando na verdade, queremos dizer não.

Estamos acorrentados num casamento sem amor, onde não conseguimos dizer: preciso partir, meu ex-amor!

Estamos endividados, corpo e alma, com o nosso trabalho que nada tem a ver com aquilo que temos prazer em fazer.

Estamos presos nas amarras da sociedade, que exigem sempre a compra das mesmas verdades.
Comemoramos hoje o dia da mentira, mas todo mundo mente o ano inteiro.

Sim, mentir dá um desgaste danado e manter a mentira é mais difícil ainda, mas que a verdade seja dita: ninguém resiste a mentira!
Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply