domingo, agosto 16, 2009

ELVIS E EU

Elvis e eu caminhamos juntos faz muito tempo. Pouca gente sabe sobre a razão das minhas costeletas, do ainda topete e se hoje sou fascinado por música em geral, aprendi a gostar com o eterno Rei do Rock, mas nem sempre a nossa relação foi assim.

Morto há 32 anos ou desaparecido, como alucinam alguns; a sua música percorreu as novas gerações e ainda fascina muita gente. Comecei a ouvir Elvis por causa da minha tia e como ela só tinha um álbum e tocava sempre a mesma música; digamos que eu simplesmente odiava o topetudo; e estamos em 1977.

Morávamos em Brasília, meu irmão mais novo, Billy, tinha apenas alguns meses de vida, quando as TV´s do mundo inteiro anunciavam todos os detalhes sobre a morte do Rei. Algo parecido, ocorreu com o Michael Jackson esses dias, tentem imaginar, ao invés de "Billie Jean" e "Triller", as rádios tocando sem parar "Jailhouse Rock", "Love me Tender" e "Can´t help falling in love", mas a minha tia só tinha ouvidos para "Kiss me quick".

"
Kiss me quick, while we still have this feeling
Hold me close and never let me go
'Cause tomorrows can be so uncertain
Love can fly and leave just hurting
Kiss me quick because I love you so
"



Ela ouvia a canção sem parar, dia e noite, eu era muito pequeno, apenas 3 anos, mas aquela música ecoava até em meus sonhos e à medida que fui crescendo e experimentando outros mundos musicais, uma coisa eu tinha certeza: eu odiava Elvis Presley!

Gostei primeiro do Michael, daí para o Rock Nacional, fui até fã do Raul antes dos dez; aos doze, eu conhecia muito sobre a música americana e brasileira, aos 17 ganhei um CD do Elvis e por coincidência, era o mesmo álbum de 1977, o álbum que incluia "Kiss me quick".

Ignorei o CD o máximo que pude, até o dia em que arrisquei ouvi-lo e para a minha surpresa, eu simplesmente amei.

Era o som que faltava em meu vocabulário musical.

Havia no álbum, canções como:

Don't Be Cruel
All Shook up
Teddy Bear
Suspicious Minds
The Wonder Of You
An American Trilogy


De Elvis, comecei uma bu
sca pelo som do RocknRoll dos anos 50 e 60. Quanto mais ouvia, mais gostava. Era como se Elvis liderasse um batalhão do Rock que tinha Jerry Lee Lews, Buddy Holly, Rick Nelson, Everly Brolthers, Little Richard; Chucky Berry e outros tantos grupos, female singers e comecei uma coleção dos Goldies, sempre de olho no repertório do Rei que se alastrou pelo mundo todo. O que seria de Roberto Carlos sem a influência do Rei? Lulu Santos? Do Rock Nacional? Rock do mundo? Os Beatles foram influenciados totalmente por Elvis e Buddy Holly...

Hoje, depois de pequeno de tamanho e grande musicalmente, Elvis é basicamente presente em toda lista de música de meus mp3 e iPod. Não consigo me afastar muito tempo das suas canções e até consigo ouvir "Kiss me Quick", por isso termino essa homenagem com um obrigado a minha tia.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply