sábado, janeiro 24, 2009

PIA

Quando a chuva divina caiu
Tirou a rolha da minha cabeça
Que feito uma pia
Foi se enchendo de amor

O rio da compaixão foi descendo
de porta em porta,
Fazendo brilhar a minha casa
Tocando os sinos do meu templo

Era muito amor para o meu caminhão
Até pensei em dizer que não queria não
Então lembrei, que eu era um canal
E fui conduzindo esse presente Divinal

Para toda pessoa que eu conseguia lembrar
Até para aquelas que eu jurava não ligar
E quando achei que já tinha acabado
A chuva voltou a cair cada vez mais

Depois desse contato com o Divino
Fico aqui pensando: se já recebo tudo isso
E sou tão pequenininho
Imagina quanta luz carregavam os Avatares do Amor?

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply