segunda-feira, janeiro 17, 2011

VIAGEM FORA DO CORPO É EXPLICADA

"Sonhos lúcidos explicam experiência de quase morte - segundo o Dr. Kevin Nelson, professor da Universidade de Kentucky, EUA - Já sabemos que ao " desligar" a região temporoparietal do cerébro, ligada à percepção espacial, podemos tirar a pessoa do corpo. Essa è a mesma área do cérebro que é " desligada" durante o REM(rapid eye moviment)" *

Todas as sensações de espiritualidade que sentimos ocorrem na mente. Os cientistas já provaram esse fato, e afirmam que isso tudo não passa de reações químicas, falta de oxigênio ou qualquer outro distúrbio mental que provoca alucinações, sensações de expansão da consciência, e outras variedades dos chamados " fenômenos espirituais; sendo assim, a viagem para fora do corpo poderia ser explicada como um fenômeno mental....também!

Tudo só existe na mente, porque é com ela que percebemos o mundo; experimentando através dos nossos sentidos, o externo, o que há fora, o exotérico; e graças ao nosso cérebro, magnifíco instrumento, podemos analisar, arquivar, deletar, explicar ou sejá lá o que quisermos fazer com as nossas experiências.

Tudo tem uma explicação...que bom! Podemos compreender, assim, como ocorre o processo de captação dessas experiências e como podemos ativar esses processos novamente, se quisermos. Sim, ciência e religião, lado a lado, essa deveria ser o projeto dessa tal "Nova Era". União! O coração sente, a mente explica; sempre foi assim, sempre será; processos distintos com uma única ligação: o nosso raciocínio em acompanhar e vivenciar essas experiências e lhe dar nomes, tentar explicar; discutir e levar a idéia que há outras coisas por ai, além daquilo que imaginamos, e que também toda explicação tem um período de validade. Mudamos sempre, e nesse evoluir, também mudam as nossas explicações!

A ciência não derruba as nossas convicções espirituais, pelo contrário, só amplia, é claro, sabe disso quem as teve de verdade.

Não precisamos mais separar esses dois caminhos. Isso é o que já está sendo discutido nos meios científicos.

Sim, todo estudante de espiritualidade precisa ler e descubrir o que esta sendo discutido sobre o que ele vivencia no mundo cientifíco, e não! Os cientista continuam mais céticos que nunca; aceitar as experiências espirituais como algo além das reações do corpo, never! Nada mais longe disso! Porém, eles sabem que o que se estuda é como o cérebro reage a essas experiência e não se elas são apenas e puramente reações cerebrais. Baseado nisso, todas essas experiências (viagens para fora do corpo, experiências-de-quase-morte, etc) nunca foram tão estudadas, debatidas e quanto mais teorias, quanto mais descobertas; mas ganha quem estuda, quem se aprofunda; e quem faz isso, sabe que essas descobertas não possuem o poder de abalar a sua fé ou fazê-lo esquecer o que foi sentido; pelo contrário, é bom saber que não estamos sozinhos e outras tantas pessoas no mundo, passam pelas mesmas experiências que tivemos; e a cada nova descoberta sobre o cérebro, mais percebemos o quanto maravilhoso é esse instrumento que recebemos.

Já ouvi muitos espiritualistas dizendo que preferem fugir da leitura dessas reportagens, pois acham isso tudo uma grande bobagem; mas o que eles não admitem, é que na verdade, morrem de medo de mudar de opinião sobre o que juram ter sentido.

Ora, quem já experimentou uma saída do corpo, ou teve uma experiência espiritual genuína, sabe que não há dúvida sobre o que ocorreu e nada nesse mundo é capaz de lhe colocar dúvidas sobre a existência desse "algo" que só é possível sentir dentro da alma e nunca poderá ser provado cientifícamente, justamente, por ser muito óbvio que essas experiências não podem ser reproduzidas em laboratório sob o prisma da nossa vontade.

Como diria a Neurocientista, Dra. Jill Bolte Taylor, autora do livro " A Cientista que Curou o Seu Próprio Cérebro": " Não existe um cérebro igual ao outro no mundo. As experiências espirituais são de quem as tem, e só quem as viveu, sabe se elas foram reais ou não." E ela conclui dizendo: " Posso não ter o controle total do que ocorre em minha vida, mas certamente estou no comando de como escolho perceber minha experiência de vida"


((((()))))

*Sonhos lúcidos explicam experiência de quase morte
GUILHERME GENESTRETI - Folha/Uol


Túneis iluminados, espíritos e a sensação de que o corpo está levitando. As experiências de quem ficou entre a vida e a morte são o material de trabalho do neurologista Kevin Nelson. Para entender melhor o fenômeno, Nelson fez um estudo com 55 pessoas que relataram essas experiências e descobriu que, nelas, os limites entre os estágios da consciência são mais tênues. É o que ele relata em "The Spiritual Doorway in the Brain", livro lançado em dezembro nos EUA. O médico concedeu entrevista à Folha, por telefone.

Kevin Nelson, professor de neurologia na Universidade de Kentucky e autor da obra "The Spiritual Doorway in the Brain"

Folha - Qual a explicação para o fenômeno da quase morte?


Kevin Nelson - Há no cérebro uma espécie de "interruptor" que alterna entre os estágios da consciência. Ao dormir, passamos pelos estágios de vigília, sono não REM e sono REM. Em algumas pessoas, a fronteira entre esses estágios não é tão marcada e, em momentos de crise, o estágio REM invade a vigília e causa os efeitos descritos nas experiências de quase morte.

Quais são esses momentos de crise?

Uma parada cardíaca, por exemplo. O "interruptor" que modula entre a vigília e o REM é uma parte essencial do sistema de reflexos do sistema nervoso. Quando o fluxo sanguíneo diminui no cérebro, acionamos esses reflexos, localizados numa área bastante primitiva do cérebro. É quando ocorrem as experiências de quase morte e nos movemos em direção às fronteiras entre a vigília e o REM. Em algumas pessoas, isso pode ficar misturado.

Essas experiência só ocorrem em situações extremas?

Sabemos que desmaios também podem desencadear a experiência de quase morte, pelos mesmos mecanismos: as pessoas se sentem em perigo e ocorre alteração da pressão sanguínea na cabeça. O fato fascinante é que um terço das pessoas desmaia em algum momento da vida, o que pode fazer dessas experiências algo mais comum do que se pensa.

Há algo diferente no cérebro das pessoas que têm essas sensações?

Em 2005, comecei a estudar pessoas com um histórico de quase morte. Depois de comparar 55 pacientes nessa situação com 55 outras pessoas que nunca passaram por isso, descobrimos que o primeiro grupo era mais suscetível a ter essa intromissão do sono REM na vigília.

Pessoas relatam luzes e a sensação de levitar. Por quê?

Se o fluxo sanguíneo está diminuindo na região da cabeça, diminui também nos olhos, deixando a visão borrada nas bordas e criando a impressão de que há um túnel com luzes. Já quanto às experiências extracorpóreas, sabe-se que ao "desligar" a região temporoparietal do cérebro, ligada à percepção espacial, podemos tirar a pessoa do seu corpo. Essa é a mesma área do cérebro que é "desligada" durante o REM.

E as alucinações?

Quando entramos no estágio REM, o cérebro ativa o mesmo mecanismo que produz os sonhos. Mas as alucinações da quase morte não são sonhos propriamente ditos, parecem mais sonhos lúcidos, porque ocorrem enquanto estamos conscientes.

Você já recebeu críticas por estudar cientificamente o que alguns julgam ser uma experiência espiritual?

Não estou interessado em saber por que o cérebro age de alguma forma ou por que esse "momento espiritual" ocorre, mas em como o cérebro trabalha. Se separamos o "por que" do "como", muito do conflito entre ciência e religião desaparece.

THE SPIRITUAL DOORWAY INTHE BRAIN
Kevin Nelson
EDITORA Dutton
QUANTO US$ 16,77 (R$ 28,31), na Amazon (336 págs.)

Um comentário:

Otávio Aquino disse...

Ola nao e nova a teoria do sonho lucido como explicacao para a quase morte. o fisiologista, especialista em sonhos lucidos a propos em seu livor Sonhos Lucidos nos naos 80 No blog sonhos lucidos blogspot tenho um artigo sobre o tema sonhos lucidos e experiencia da quaase morte, onde explror detalhadamente os sonhos lucidos e as EQMs, chego as mesmas conclusoes, esta disponivel nos blogs onirocrtica sonhos lcuidos e sonhoslucidos blogspot. Escrevi um livro sobre essa terma com o mesmo nome mas ainda nao tive a oportunidade de publicar Se eu puder ser util em alguma coisa e so ir ao blog e acessar o artigo e deixar um comentario

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply