quinta-feira, janeiro 06, 2011

NOTURNOS

Por Octávio Paz

Sou homem: duro pouco...
e é enorme a noite.
Mas olho para cima:
as estrelas escrevem.
Sem entender compreendo:
Também sou escritura
e neste mesmo instante
alguém me soletra.

Octávio Paz nasceu na Cidade do México em 1914. Em 1990 obteve o prêmio Nobel de Literatura. Morre na Cidade do México, em abril de 1998.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply