sexta-feira, janeiro 21, 2011

Boy ou Girl?

Será Boy ou Girl?

"Será menino ou menina?" era uma pergunta que pairava no ar. Natural para pais grávidos, típica indagação de quem espera um bebê nascer.

Sendo " Pai de Primeira Viagem", tinha minhas expectativas, porém, toda vez que precisava responder a outra pergunta:" você prefere boy ou girl?", eu me deparava com a lição que aprendi com a minha amiga, Mônica Allen: " isso não importa, afinal, eles são todos pura luz!"

Sim, eles eram luz. Eu acreditava nisso também, daí, a minha tranquilidade, durante o exame de ultrasom. A situação era "win-win", fosse moleka ou guri, saíriamos ganhando de qualquer jeito. Contudo, Auri,tinha uma expectativa, todos os seus sentidos diziam: menino! Menino!

- Olha tá bem difícil de descobrir - disse a médica - O bebê não abre as perninhas.

Enquanto a médica usava sua experiência para "bigbrodar" o meu neném; minha consciência voou longe, e se o ultrasom mostrava o corpo que esse serzinho usaria; fiquei imaginando qual era a cor da sua alma, do que era revestido o seu espírito.

Pensando nisso, vi dentro da minha mente, um lugar cheio de flores, com dois arco-íris no céu, as àrvores eram feitas de algodão doce, e corria um rio de chocolate, onde mihares de estrelinhas multicores banhavam e brincavam. Elas não tinham rostos, nem sexo; eram apenas seres brilhantes, irradiando alegria e harmonia.

Percebi por intuição que aquele lugar era o local de onde vinham os bebês, daí uma voz me contou:

- Essa é a Terra dos Erês!

Senti vontade de sair pulando e brincando, pois pouco a pouco, a criança em mim, foi acordando e queria se divertir, mas a Voz me falou:

- Você está aqui só para assistir.

Daí, eu ví, entre um arco-íris e outro, surgir um portal no céu, e dentro dele, eu vi o sol, a lua, as estrelas, e a Terra, brilhando tão bela. Então, observei que uma daquelas criaturas brilhantes, que estava se banhando no rio, começou a gargalhar( e era gargalhada de bebê), pois, ela via lá de dentro do portal, surgir um pássaro gigante; e ele foi descendo, pousando perto desse serzinho, que subiu no dorso do pássaro, e os dois voaram em direção ao portal.

Senti que ia chorar, por testemunhar momento tão lindo.

Continuei observando os dois subindo, e não percebi que um outro desses seres brilhantes estava bem pertinho de mim e gritou no meu ouvido: " PAPAI!"

Levei um susto grande, e ele ao perceber isso, começou a gargalhar. Eu fiz o mesmo!

Então, ele parou de rir, novamente se aproximou, e falou baixinho no meu ouvido:

"Fui eu quem te trouxe aqui. Minha irmã foi primeiro, mas eu sou o próximo. Não se esqueça de MIM!"

Daí, senti, que apertavam a minha mão, e era a Auri me chamando e dizendo:

- É menina! É menina!





2 comentários:

Anônimo disse...

E eu disse que já sabia!!!! Estraguei a Surpresa!rrsrsrrsrsrs
Fazer o que se meu irmão entregou o ouro durante o sono!!!!kakakakak
PARABÉNS!!!!!!Estou muito Feliz por vcs e por mim tbm;rsrsrsr
Bjssss

conscienciaempoesia disse...

Que lindooo!!!! Saboreei cada palavra... e que venha com Luz, na Luz...
Parabéns queridos Frank e Auri!!!
Carinho,
Sophia Christou

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply