terça-feira, abril 26, 2011

PRESENTE


Na primeira vez que visitei São Tomé das Letras, conheci pessoas incríveis e outros tantos que até hoje, minha mente quer que eu os esqueça; porém, apesar das estranhezas e encontros surreais, fiz amizade com essa moça carioca, de nome Ana, que no final das nossas caminhadas e conversas, agradeceu-me pela companhia e disse querer me dar um presente, o qual, eu jamais esqueceria. Apesar de naquele momento, pensamentos primitivos terem passado pela minha cabeça ( Ana era bonita, eu solteiro, São Tomé nos envolvia etc); ela deu-me algo que jamais vou esquecer:

- Há presentes que duram para sempre, por essa razão, eles são chamados presentes - disse ela - Esses presentes não são coisas materiais ou algo que possa ser comprado num shopping ou mercado. São coisas que entram em nossas vidas e as modificam para melhor. Eu quero te dar um autor: Richard Bach!

- Richard o quê? - respondi com outra pergunta, sem saber o que ela estava tentando dizer.

- Bach, se pronuncia "Bá", como se fala lá nas terras gaúchas. O nome do livro é "Fernão Capelo Gaivota" - disse ela com um sorriso - Quando você voltar para São Paulo, procure o autor ou o livro e você terá o seu presente.

Muitas crônicas poderiam ser escritas como me frustei com o que ela me "deu" ou como, tempos depois, finalmente compreendi o "presente" e como a obra do Mr. Bach me influenciou para que eu estivesse, hoje aqui, escrevendo os meus devaneios para vocês, caros leitores; contudo, essa crônica é sobre presentes que são dados, que fogem completamente daquilo que é esperado em um aniversário ou em algum momento especial da sua vida.

Esses presentes, a qual me refiro e que Ana me ensinou naquele dia, é algo que carregamos para sempre, e se torna todo dia PRESENTE em nosso mundo e carregamos conosco onde quer que formos.

Pode ser a indicação de um livro ou de um autor; pode ser uma canção ou a recomendação de um músico; pode ser algo que ganhamos que foi feito á mãos ou que foi comprado, com cuidado e carinho, pois esse algo representa o que somos em essência para essa pessoa; ou pode ser apenas a sua presença em um momento especial para mim, para outro, para um pessoa com quem você tem uma relação especial e que se satisfaz completamente, em apenas estar diante de você, compartilhando contigo, algum momento, alguma data, uma festa, uma café ou um cinema, um instante que vale a pena ter você PRESENTE.

Compreendeu agora o PRESENTE da Ana?

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply