domingo, abril 24, 2011

Sai Baba: O Mestre da Cadeira Vazia

Morre Sai Baba, o santo hindu, o mestre polêmico das massas, ou seja qual for a definição, Sai Baba foi ( e é), sem dúvida, um homem especial que deixou um trabalho maravilhoso de caridade.

Muito pode ser dito sobre Sai Baba. Uma rápida pesquisa no google e qualquer leitor poderá ter acesso a tudo o que foi escrito positivamente ou negativamente sobre ele.

Conheci, em minhas caminhadas pelo mundo, muitos devotos desse santo hindú, e outros tantos buscadores, que como eu, eram estudantes da espiritualidade em geral e que acabaram encotrando em seus estudos, esse guru indiano, um dos mais famosos e influentes líderes religiosos do país. Considerado por seus fiéis a verdadeira encarnação de Deus, os ensinamentos de Baba, arrebanharam milhões de seguidores em todo o mundo, incluindo importantes líderes políticos, magnatas, artistas e esportistas.

Entre os espiritualistas, havia uma crença que se sonhassemos com o Sai Baba, esse sonho poderia ser considerado um chamado, para que fossemos até a Índia, para ser o seu devoto.

Acabei indo a Índia, mesmo sem nunca ter sonhado com o homem, porém, enquanto viajava por lá, sonhei com ele, ou mais ou menos...


*****


O Mestre da Cadeira Vazia

Certa vez pedi um mestre
Que me ensinasse as coisas da vida,
E através de um sonho, alguém quis que eu soubesse,
Que o meu grande mestre estava sentado atrás de uma
cortina.

Curioso me aproximei
Com todas as perguntas que eu tinha,
E surpreso o que encontrei,
Foi apenas uma cadeira vazia.

Quando acordei tentei entender
O que a cadeira vazia significava;
E por mais que pensasse, continuei sem saber,
Onde é que o meu mestre estava.

Então na noite seguinte sonhei novamente
Com a mesma cadeira vazia;
Mais dessa vez havia comigo mais gente,
Ao redor da cadeira do mestre que ninguém via.

E uma onda de lucidez e amor foi tocando a gente
Enquanto uma voz ia sendo ouvida;
Explicando para todos que por mais que se tente
O único mestre que vamos encontrar é a própria vida.

Por isso a cadeira estava vazia,
E embora os mais sábios e tolos tentem ocupá-la;
Cedo ou tarde, estará bem a vista,
Que seguir outros passos não encurtará a nossa jornada.


28 de Agosto de 2003
Calcutá, Índia
Frank


*********
Quando acordei do sonho, escrevi esses versos acima, mas o interessante disso tudo, é que minha esposa, que viajava comigo, também teve o mesmo sonho.

Compreendi que a mensagem fora dada pelo próprio Sai Baba, sem mostrar o seu rosto. Porém, senti por todo o tempo e até quando acordei, uma intuição que acabara de ter uma experiência com ele, e que nem todo mundo precisava ser devoto dele, para receber os seus ensinamentos.

Durante aquela viagem, minha esposa e eu, decidimos que não precisávamos ir até Puttaparthi, onde ficava o seu templo, uma vez, que já havíamos recebido a sua graça.

Seguimos a nossa viagem e Sai Baba sempre continuou a ser, um símbolo muito importante da nossa espiritualidade.

E fica aqui, essa crônica e homenagem, a esse homem e a seus ensinamentos, que vão continuar a ser propagados por toda a humanidade.


((()))

Para saber mais sobre a morte/passagem do Sai Baba, leia abaixo:
http://noticias.uol.com.br/bbc/2011/04/24/morre-aos-84-anos-o-guru-indiano-sathya-sai-baba.jhtm

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply