quinta-feira, maio 21, 2015

Ô Buroquê - Saluba, Mamãe

Abuelita, daí-me o barro para eu vestir
Nanazita, daí-me o barro para eu surgir
Para eu surgir uma vez mais nessa Terra
Com sua benção, Ó Vovó dos Orixás

Ô Buroquê Ô Buroque Ô BUroque
Ò Vovózinha faz a roupa pra eu nascer
Ô Buroquê Ô Buroque Ô BUroque
Ô Pacha Mama, Kali, Nanâ Buroquê

Trico Trico Trico Trico Tricotá
Tece Tece Voózinha meu cantar
Que meu cantar tenha força para evocar
O seu carinho, Ó Vovó dos Orixás

Ô Buroquê Ô Buroque Ô BUroque
Ò Vovózinha faz a roupa pra eu nascer
Ô Buroquê Ô Buroque Ô BUroque
Ô Pacha Mama, Kali, Nanâ Buroquê

Saluba, Mamãe 
Que teceu o meu pano de existir 
Obrigado, Nanã
Por esse veículo sadio
Que me leva no ir e vir


Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply