sexta-feira, fevereiro 08, 2013

Portais e Cantos



Cada chacra é um portal para a Terra Sagrada do meu Pai. Cada bija-mantra é um canto de devoção para a Mãe Divina.

Na ida da força da serpente; ao pingala de cada nádis; abrimos as portas do infinito, adentramos na Casa do Divino que sempre foi a nossa casa.

Por isso nada de canto sem entusiasmo. Tenha respeito e carinho por cada chacra como se cada um deles fosse um templo, onde é preciso entrar descalço por humildade e devoção na vontade.

Ter chacras todos temos, mas trabalhar com eles, poucos sabem.

(((())))

Os Chacras e os Exercícios

Sempre odiei qualquer exercício de relaxamento ou energético que envolvesse visualização.

O problema não era a falta de imaginação, no meu caso era simplesmente uma questão de pura disciplina. A mente simplesmente não obedecia à vontade.

Lembro sem tanto carinho do tempo em que participava de um relaxamento em grupo e o Mediador da meditação conduzia a galera dizendo "isso mesmo, depois de subir a montanha, há esse lago lindo te esperando"; e eu ainda estava lutando para imaginar a montanha.

No final da pratica, enquanto todos contavam como se sentiram rodeados de amor se banhavam no lago; eu permanecia calado no canto, com vergonha de confessar que enquanto eles visualizaram uma cachoeira, o máximo que consegui foi imaginar uma gota d água.

Não havia duvidas que os exercícios funcionassem, o problema era que eu
simplesmente não conseguia ver o que o exercício exigia que eu visse.

Esse impasse durou até a hora em que descobri sobre os mantras e bija
mantras* para trabalho com os chacras. Todos os problemas pareciam ter acabado, bastava imaginar meu Chacra Frontal gritando OMMMMM!!!!! e como
mágica, eu sentiria o efeito.


Decorei cada bija mantra e testei todos, mas minha mente teimosa
continuava a me boicotar e varias vezes trocava o som dos bijas e sentia que os meus chacras já nem sabiam quem eram, nem eu sabia se aquilo me levaria para algum lugar.

Por fim, certo dia meu amigo Lazaro num de seus e-mails históricos na
Voadores, nos ensinou algo sobre os nadanandas**, ou sons sutis que
ativavam os chacras da mesma maneira que a visualização das cores e entoar dos bijas. De acordo com o Lazaro, bastava imaginar o som de um sino tocando repetidas vezes no chacra cardíaco, por exemplo, para a gente sentir o efeito do mesmo.

Foi o que fiz e bomba, pela primeira vez senti que não precisava imaginar
meu peito esgoelando Yam sem parar, nem me matar para visualizar um verde que virava todo instante amarelo.

Alem dos sons sutis, passei a testar a ativação dos chacras por cheiro.

Invés da velha tentativa frustrada de ver verde, no lugar, tentava
lembrar do cheiro da grama e shazam!!!

Se queria visualizar um azul, lembrava do cheiro do mar.

E para cada cor de chacra, eu imaginaria cheiros, sons e coisas mil que garantissem que eu despertaria as hélices dos bichinhos.

Hoje em dia, quando penso no céu, automaticamente surge em minha tela mental azul. Quando penso em fogo, sinto o amarelo que preciso para trabalhar com o umbilical e por ai vai...

Outra técnica que aprendi numa mensagem do Bene foi a ativação dos nadis*** via pranayama. Essa técnica em particular ( peçam ao Bene por ela) funciona com ou sem visualização. Basta alguns minutos e parece que cada chacra se abre para você.

Dia após dias, fui percebendo com essas tentativas malucas que ativar
cada chacra não era uma questão apenas de visualizar e sim de sentir.
Cada pessoa acaba encontrando sua própria forma de trabalhar cada chacra; talvez fosse por isso, que os exercícios de visualização não funcionava comigo a principio e nem funcionem com muita gente.

O que posso aconselhar é que apesar de haver milhares de exercícios
por ai, garanto que algum deles é perfeito pra você, porem muito mais
importante do que encontrar aquele que funcione; é continuar a fazer os exercícios e tentar ao máximo escapar da preguiça mental.

Assim como fazer exercícios com o corpo físico, o desenvolvimento dos
chacras exige continuidade e disciplina, e muito embora a principio
não se veja tão fácil a recompensa por manter um equilíbrio energético, se você pudesse visualizar o quanto esses exercícios ajudam a dissolver as centenas de sementes de doenças e males psíquicos que poderiam se tornar somáticos,
você perceberia que esse conhecimento não caiu por acaso nas suas mãos.

Ainda bem que você, assim como eu, tem sérios problemas com visualização.

Frank

*********************************
Notas tiradas da Enciclopedia Voadores:

*Bija-Mantra (Sânscrito: mantra semente) - Mantra resumido de rápido efeito de ação, normalmente monoou bisilábico e associado diretamente a um chacra, pétala ou divindade. São muito usados por projetores não yogues para
ativar de forma imediata chakras específicos.

**Nadananda - Sons sutis, portadores de bem aventurança, que são ouvidos internamente no despertar de cada chakra. Por processo inverso, é técnica
antiga vibrar o nadananda equivalente ao chakra, mentalmente, para que a repercurssão energética do som o faça despertar.

Nádis ***(Sânscrito) - Sistema circulatório energético, na frequência do duplo etérico. Um verdadeiro para-sistema nervoso, interligando chakras e órgãos.

Os principais nádis (veias, artérias espirituais) são as ligadas ao
despertar da kundalini: Ida e Pingala (para descida do prana) e Sushumna(para subida da energia kundalínica ativada).

********************************************************************
Segue abaixo a relação dos chacras e seus bija mantras

CHACRAS E BIJA-MANTRAS

CORONÁRIO (do sânscrito: "Sahashara": "O lótus da mil pétalas"):
Topo da cabeça; ligado à glândula pineal (epífise);
Bija-mantra: "Brahmarandra" ou o "OM".

FRONTAL (do sânscrito: "Ajnã": "Centro de comando"):
Testa; ligado a glândula hipófise (pituitária);
Bija-mantra: "OM".

LARÍNGEO (do sânscrito: "Vishudda": "O purificador"):
Garganta; ligado à glândula tireóide (e paratireóides);
Bija-mantra: "HAM".

CARDÍACO (do sânscrito: "Anahata": "Invicto"; "Inviolado"):
Coração; ligado à glândula timo;
Bija-mantra: "YAM".

UMBILICAL (do sânscrito: "Manipura": "Cidade das jóias"):
Cerca de dois centímetros acima do umbigo (controla toda a região
do plexo solar); ligado `a glândula pâncreas;
Bija-mantra: "RAM".

SACRO (do sânscrito: "Swadhistana": "Morada do Prazer"):
Região do baixo ventre (pela sua própria localização no corpo,
esse chacra seria melhor denominado como "gênito-urinário");
ligado às gônadas (homem: testículos; mulher: ovários);
Bija-mantra: "VAM".

BÁSICO (do sânscrito: "Muladhara": "Base e fundamento";
"Suporte"):
Base da coluna; ligado às glândulas supra-renais;
Bija-mantra: "LAM".

* * *

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply