sexta-feira, dezembro 21, 2012

Para Ler Depois do Fim do Mundo

Se o mundo for mesmo acabar no dia 21, que livro você levaria para o outro lado?
É claro, já que estamos tratando do inverossímil, não custa nada especular
sobre qual seria uma boa leitura pôs-apocalíptica. Isso, se tivermos a sorte de
ser resgatados por uma nave estelar e pudermos ter tempo de levar cuecas limpas, a camiseta do " Curintia" e um livro para ler nas horas ociosas da viagem
espacial.

Acredito que há quem levasse a bíblia, outros levariam os gibis da Turma da
Mônica; eu, se pudesse levar um livro, creio que levaria o "O Fator Maia", do artista e escritor americano José Argüelles que começou essa zorra toda quando misturou no livro dele, seus estudos sobre o fim do calendário maia com suas próprias idéias, ligadas à astrologia e ao New Age. Afinal, se ele estiver certo sobre o fim do mundo, deve saber também o que deveríamos fazer no além dele.

A esses que estão preparados para o fim do mundo e serão resgatados, só resta
dizer: boa viagem e boa leitura!

Aos demais que não acreditam e vão ficar por aqui presos dentro de um filme americano de fim de mundo, espero que o escritor tenha viajado na maionese ou
que na pior das hipóteses, tenha mesmo um outro lado, se não houver, foi bom
compartilhar esse mundo com vocês, muito embora isso não queira dizer muita
coisa, afinal, com o mundo acabando, não teremos mais a chance de bater um papo sobre o que nos faz crer em boitatás, mulas-sem-cabeça e profecias distorcidas por escritures oportunistas.

Se isso que você leu pareceu meio irônico ou sarcástico, desculpe o tom, depois
de anos de discernimento sobre as esquisoterices virais, tornei-me um tanto
insensível a esse tipo de bobagem...quero dizer...viagem.

F. O.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply