quinta-feira, dezembro 13, 2012

As Profecias Tupi





A maioria das pessoas esqueceu a língua dos Deuses, o que restou no lugar foi a língua vulgar que se perde em si mesma e se embeleza em seu eco, afastando os homens do conhecimento do principio dos tempos. 

Haverá um tempo, onde os poucos, os ousados, se calarão e perceberão que na harmonia do silêncio, a lembrança de certos símbolos emergirá e dirá uma língua esquecida que fará mover os lábios, transformando o ar em um som poderoso que evocará os Deuses de novo!

Diante dos Deuses, essas palavras de poder se transformarão em palavras formosas que saudarão essas presenças sagradas. E esse único e novo idioma  formado por palavras de poder e palavras formosas unificará os opostos e expandirá a nossa consciência de tal forma que a lembrança de quem somos permanecerá acesa e nos
lembrará, mesmo falando a língua vulgar, dos perigos das armadilhas da matéria e das falsas profecias que fazem os homens se perderem em datas que só ameaçam aqueles que já estão mergulhados no esquecimento.


Frank Oliveira

Notas: a grande profecia Tupi se resume a " Agradeça por você ser". Esse texto acima foi baseado nos textos de Kaká Jecupé.

Kaká Werá Jecupé é índio de origem tapuia, escritor e ambientalista. Segundo ele,  há uma profecia Tupi segundo a qual quando o espaço abraçar o circulo do novo tempo, Tupã renascerá no coração dos estrangeiros e os ensinamentos sagrados serão revelados. Esse conhecimento é chamado de " palavras formosas" que oferecem mais do que a narrativa do Universo de maneira poética; elas podem, como dizem os antigos, abrir caminho para quem deseja tornar-se Pajé, ou seja, aquele  que conversa com os ventos, o fogo, a terra, as águas. Mas, se elas servirem pelo menos para o homem buscar não somente a consciência do cérebro, mas também a do coração, a tarefa dos últimos Werás, mensageiros de TupãTenondé, não terá sido em vão. 


Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply