sexta-feira, dezembro 21, 2012

A Projeção da Conjução




Noite passada quando fui fechar a janela do quarto, tomei um susto. No lugar das nuvens poluídas e do céu cinza de São Paulo, vi um mar de estrelas e notei que enxergava também todos os planetas do nosso sistema solar.

Diante da visão dos anéis de Saturno e do tamanho de Júpiter, não tive dúvidas que estava sonhando, daí desconfiado que se desse uma de esperto, eu poderia acordar daquele lindo devaneio onírico, fingi que era normal ver Marte e Urano antes de dormir e fechei a janela.

O Senhor dos Sonhos deve ter engolido a minha trapaça, pois continuei no mesmo sonho e podia jurar que se continuasse quetinho, dali a pouquinho, poderia abrir a janela novamente e enxergar, quem sabe, até o depressivo e rebaixado Plutão. Porém, quando abri a janela de novo, tudo o que vi foi o sol nascendo e acabei me contentando em saber que seja acordado ou dormindo, o sol sempre me lembrará que da mágica que é viver consciente que somos parte de algo maior que se manifesta tanto em galáxias e planetas quanto nas estrelas que brilham dentro de cada olhar que observa daqui da Terra.

Frank Oliveira

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply