segunda-feira, agosto 20, 2012

Jureminha e a Tampa da Laranja

 Vocês pensavam que uma laranja é simplesmente uma laranja! Não é não. Laranjas do mesmo pé podem ser nobres ou plebéias. Depende do jeito como são comidas. A família de minha mãe chupava laranja de gomo, a família do meu pai chupava laranja de tampa. Você pode imaginar uma senhora da alta sociedade chupando laranja de tampa num jantar? Jamais! Chupar laranja de tampa é coisa de plebeus: a laranja enfiada entre os beiços e os dentes, comprimida pelas mãos para lhe extrair o caldo, as sementes enchendo a boca para serem cuspidas para o lado..." 
Rubem Alves


De acordo com Rubem Alves, minha princesinha Jureminha é uma plébeia, afinal, ela não consegue chupar laranja em gomos; para a Jureminha, laranja se chupa enfiando os beiços e os dentes na tampa.

Aliás, os modos vão por água à baixo com as crianças. 

Qualquer tentativa de ensinar as crianças a se comportarem ou a manter uma certa fineza acaba numa sensação de que estamos ensinando algo ridículo para os pequenos e se pensarmos mesmo a fundo, compreenderemos que toda essa norma culta de termos certos comportamento à mesa ou na sociedade é um tanto quando patética.

Agora, é claro que essa crônica não é um levante à revolução dos "plebeus" contra a conduta dos "nobres", uma vez que qualquer forma de expressão e cultura é válida, mas escrevo apenas como reflexão sobre  a maneira natural que as crianças reagem em relação ao mundo que estão descobrindo e em como, nós, os que chegaram antes, tentam ( muitas vezes, em vão - ainda bem) transformarem elas em clones dos nossos comportamentos.

" Laranjeira carregada de laranja boa,
assim é alguma pessoa"
Mestre Irineu

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply