sexta-feira, agosto 24, 2012

Conhecimento, Dinheiro e Valor

Era uma vez um homem que vendia conhecimento. Tarefa árdua, num mercado de produtos caros, onde tudo tinha um custo, mas ele acreditava em seu produto, por isso atribuiu um valor ao seu estudo e concluiu que os anos de pesquisa e cursos, os custos de tantos livros comprados, revistas e jornais, que o levaram a se tornar um profissional especialista daquele assunto, mereciam ser oferecidas por um preço justo, e pôs seu conhecimento no mercado.

Foi difícil! Foi duro!

Quem comprava no mercado dizia que aquele tal de conhecimento, não valia o preço ofertado. Três moedas valiam um tomate, outras cinco um par de botões, mil compravam um carro; mas ora só, conhecimento deveria ser de graça e se recusavam a pagar por algo, que de acordo com eles, deveria ser livre de custos.

O que elas não sabiam era que o homem que vendia conhecimento até tentou trabalhar por caridade, mas tal atitude saiu muito caro, por ser livre de custo, ninguém dava ao conhecimento, o devido valor, e por acharem que tinham direito ao que recebiam, poucos se esforçavam para aprender e muitos deles, acabaram se afastando dos estudos.

Surpresa: bastou ele começar a cobrar uma moeda por lição, e quem não dava valor a educação que recebia sem pagar, passou a prestar atenção nas aulas, e o homem do conhecimento, então, compreendeu que o seu ensino tinha valor e precisava ser pago pelo aluno interessado, para que ele reconheça o esforço do professor para aprender a ensinar.

Foi difícil, e ainda é duro vender conhecimento naquele mercado de produtos caros, onde tudo tem um custo, e não deveria ser diferente com o conhecimento, que dos produtos, é o que tem mais valor.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply