quinta-feira, junho 21, 2012

A Importância de Agradecer


Tudo nessa vida tem preço, menos amor; por isso não damos o devido valor a quem esta do nosso lado, a quem tanto nos ajuda a cruzar essa ponte da existência na terra.

Quando algo custa caro e não vem de graça, temos a tendência de supervalorizar, de exaltar e dedicar todo o nosso tempo a isso. Porém, quando algo nos é dado de bandeja, normalmente cuspimos no prato e reclamamos que o que foi nos servido não estava bem passado.

Por que somos tão ingratos?

A questão torra minha mente, atormenta meu cérebro.

 Não sei quanto a vocês, mas sou assim, aprendi a ser assim e venho tentando desesperadamente mudar esse “ser assim”.

Sei que soa clichê, mas assim como boa parte de vocês, só dou o devido valor a algo quando não o tenho mais. Vai ver Freud explica, Jung exemplifica, mas a verdade é que mil livros e milhões de teorias não vão conseguir mudar essa ingratidão. Essa mudança depende de mim, do que aprendi e do quanto estou disposto a pra frente ir.

Quero poder aproveitar melhor as oportunidades que caem como gotas de chuva na minha frente, mas percebo quanto mais oportunidades tenho, pior escolho. É quase como se eu estivesse pedindo pra Deus que as oportunidades desapareçam para que eu possa dar valor a única que me seja oferecida. A pergunta fica no ar: é preciso perder tudo o que temos, para podermos aprender seu devido valor?

 Acredito que não e esse valor independe de pagar algo em retorno, não vai me custar nada, além da cabeça do meu ego, misturado com um pouquinho de humildade e a pronúncia correta do verbo agradecer, mas agradecer de verdade.
 
Pensando nisso e profundamente inspirado por uma palestra que tive ontem, decidi treinar esse “agradecer” e queria começar agradecendo você por existir. Sim, você mesmo, leitor, que é a razão pela qual escrevo essas linhas tortas. Sim, você mesmo, meu Professor, que me ensinou a ler, a escrever, a discernir, a me projetar. Sim, você mesmo, Mãe, por me dar a vida e ter me ajudado a ser o homem que me tornei. Sim, você mesmo, minha esposa, por ter me ensinado a amar alguém alem de mim. Sim, você mesmo, meu inimigo íntimo, por brincar de ser oposto comigo e ter me ensinado muito mais que eu havia pedido. Sim, o Senhor mesmo, Meu Deus, por tudo que me tem oferecido e juro que vou parar de só pedir, assim que aprender a ser agradecido.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply