segunda-feira, abril 23, 2012

A Mirra e a Birra

Jureminha começou os seus ataques de birra.

Demorou, falei - Auri concordou.

Filha da Senhora da Ventania, minha filha nunca foi um bebê muito calminho; desde o momento em que ela nasceu até agora, ela sempre demonstrou que...well... Vamos ter problemas se tentarmos segurá-la.

Tudo bem! Pais impõem limites, controle só a vida.

A birra, de acordo com as mil revistas e livros que li, é uma espécie de comunicação; assim como o choro, a birra é uma tentativa de afirmação de identidade do bebê - um ensaio para o ego que precisa lutar para conseguir o que quer; daí, nada mais natural que os pais serem os primeiros adversários - os grandes inimigos - cujo pequeno herói trava sua batalha do " mamãe, eu quero!".

Como enfrentar a birra? Atuando! Sim, fingindo que temos algum controle sobre ela e firmemente deixando claro e ensinando que há limites que precisam ser respeitados.

Se essa lição for bem aprendida, Jureminha vai crescer lutando por seus objetivos, mas compreendendo que nem sempre ganhará o que quer; dai quem sabe ela aprenda desde jovem a filtrar da birra, aquilo que ela realmente precisa, afinal lidar com os amargos da trilha é uma lição que devemos aprender para extrair o perfume da vida.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply