quinta-feira, março 29, 2012

Mãos Cruzadas ( Uma Crônica sobre a Vida)

Vovó não deixava eu cruzar as mãos quando eu dormia, dizia que fazia mal, que só quem dormia de papo pra cima com mãos cruzadas era gente que desistira da vida.

Fiquei com medo de cruzar as mãos enquanto dormia e acordar desistido da vida. Só não desisti do dormir de papo pra riba porque o Wagner Borges me disse que isso me ajudaria a sair e ver gente que havia desistido da vida.

Faz um ano que minha vó desistiu da vida. Acho que no caso da Vó Geralda, a vida desistiu dela, pois a velhinha lutou bastante para ter tempo de ver minha filha nascer. Toda vez que ela via a minha mulher grávida da Jureminha, ela olhava pra mim e dizia: " essa menina vai ser danada!"

Um mês antes da Jureminha nascer, minha vó se esqueceu de não cruzar as mãos e foi para o outro lado. Apesar de sempre dormir de papo pro ar, nunca vi minha vó, mas desconfio que lá de onde está, ela já viu a "danadez"da bisneta dela e sabe que nessa semana de cantos para a morte, a vida continua fluindo na Terra e além dela e ninguém desiste mesmo da vida, por isso cantamos que ela é bonita, é bonita, é bonita.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply