terça-feira, março 13, 2012

Ah, Mané de Barro...

Ah...Manoel de Barros

" Eu sei dizer sem pudor
Que o escuro me ilumina."

" Quis pegar entre
meus dedos
a manhã,
peguei vento"

"Nosso conhecimento
não era de estudar em livros,
Era de pegar, de apalpar, de
ouvir e de outros sentidos"

" Eu queria pegar na bunda
do vento.
O Pai disse que o vento
Não tem bunda."

" Explicar afasta as falas da imaginação"

"Certas visões não significam nada,
mas eram passeios verbais"

" Lugar mais bonito de um passarinho ficar:
na palavra!"

" Eu queria mesmo desver o mundo"

" O sonho do silêncio é ser pedra"

" Travessuras de imaginação"

" Nascer peixe para
habitar os rios
E nascer pássaro para
Habitar árvores"

" Livre, livre é
quem não tem rumo"

" EScrever o que não acontece
é tarefa da poesia"

" Para contar é preciso perder o interesse de informar"

" Para o meu gosto, a palavra não precisa significar - só entoar"

" Tenho o privilégio de não saber quase tudo. E isso explica o resto"

"Eu queria pegar na semente da palavra"


Manoel de Barros é um dos principais poetas contemporâneos do Brasil. Para saber mais sobre o poeta:
http://www.releituras.com/manoeldebarros_bio.asp

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply