quinta-feira, novembro 10, 2011

SENHORA DA CACHOEIRA


Dentro da cachoeira há uma gruta, dentro da gruta há uma Senhora, dentro dos olhos dessa Senhora, ví Mamãe.

Para entrar na cachoeira, tirei os sapatos do ego, removi as roupas das minhas certezas e feito bebê e confiei, entregando-me a Força Maior que assumia a forma de Mamãe.

Para chegar a cachoeira, mergulhei nas águas do mistério profundo da nossa existência e nadei pela matéria, sabendo que ela era fluída, como a água, e se eu fosse flexível e não lutasse contra ela, o rio da matéria me levaria a reencontrar Mamãe.

Cheguei em frente a queda d'água e pedi licença para molhar a minha cabeça e assim que as águas de Mamãe molhou meus olhos, eu pude ver a Senhora das Águas.

Ela me mostrou que dos seus olhos correm rios de prosperidade, basta saber receber. Que da sua boca, sai os cantos dos pássaros que nos encantam, e pulam, também, os peixinhos dourados que carregam esperança aos homens. E de suas mãos, corre a compaixão que precisamos sentir na Terra, para percebemos que a nossa alma é eterna e esse é o maior tesouro de Mamãe.


- Mamãe, como posso voltar aqui para te visitar? - perguntei, querendo ficar, mas já sabendo que teria que partir e voltar.

Ela sorriu e falou:

- Lembra do som da cachoeira e você estará comigo mesmo durante a ilusão da matéria.

Então, o som da cachoeira foi aumentando e eu já não conseguia ouvir minha Mamãe falando, pois eu apenas ouvia o som das águas caindo: ooooxxxxxuummmmmm!!!!! Oooooooooooxxxxummmm!!!!!

Dentro da cachoeira mora Oxum, uma Senhora que tem muitos nomes e muitas faces, mas eu prefiro chamá-la apenas de Mamãe.

Um comentário:

Anônimo disse...

Salve nossa mamãe Oxum e seus lindos . bj Auri

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply