segunda-feira, novembro 07, 2011

PAPINHA



Você saboreia o que come? Presta atenção no gosto, na maneira como você come e se relaciona com o seu paladar? Como a sua língua sente os sabores de cada coisa? Você tem tempo para comer direito?




Vitória começou a provar outros alimentos além do leite materno. Para cada novo alimento, uma careta; sua boca mexe, parte dela aceita aquilo pois tem fome, parte dela vai experimentando aquele mundo novo que entra boca à dentro. É uma diversão. Depois da primeira colherada, a segunda voa fácil, ela ensaia um sorriso, parece que gostou; daí, cospe tudo em cima da gente...

Observar minha filha provando a sua primeira papinha, fez com que eu tentasse lembrar a primeira vez que eu provei as minhas comidas favoritas. Não lembro! Parece que já nasci com as minhas preferências. Também, fez com que eu me desse conta da riqueza de sabores e a variedade de alimentos que podemos produzir...e o quanto desperdiçamos também.

Desperdiçar não é apenas jogar comida no lixo, mais se alimentar de forma inadequada; é comer sem prestar atenção, engolindo a comida por estarmos atrasados ou por ser mais importante mantermos uma conversa do que nos alimentarmos adequadamente.

A hora da refeição deveria ser um momento sagrado do dia, dedicado exclusivamente para a contemplação dos alimentos que ingerimos. Deveria ser um momento de pura degustação e apreciação dos sabores da comida tão necessária para a nossa vida. Deveria...

Pelo menos, ainda é assim para os bebês. Quando eles estão se alimentando, não há pressa dos pais que dê jeito, eles vão comer no tempo deles. E ensinar os nossos bebês a se alimentarem é um exercício dos mais bonitos que exige não apenas que tenhamos paciência com eles, mas paciência, acima de tudo, com a gente e com a nossa pressa de que eles comam de tudo o mais rápido possível.

Um comentário:

Amanda disse...

A maior riqueza está nesse sorriso tão puro e tão contagiante, linda titia ama você!

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply