quinta-feira, novembro 03, 2011

Diferença Entre Centro Espírita e Centro de Umbanda


Havia dois espíritos no astral que precisavam passar para outras dimensões mais sutis e para si, aceitaram a missão da assistência ao " povo esquecido" da dimensão da ilusão. Para isso, precisariam incorporar em médiuns - esses cavaleiros dos dois mundos- afim de concluir a sua missão. Porém, quis a Providência que eles trabalhassem em doutrinas diferentes na Terra. Um deles aceitou fazer parte da egregóra de um centro espírita e o outro de incorporar um médium em um centro de Umbanda. Em ambos os lugares, eles passaram por um processo de doutrinação, para operar bem as energias de cada linha.

A maioria dos que aqui estão na terra do " Povo Esquecido" não compreende o que um espírito já devidamente sutilizado precisa passar para se fazer voz e mãos nessa dimensão, muito menos das diferenças de vibração que essas duas linhas operam. No centro espírita, o trabalho é mais mental, de doutrinação - disciplina e persuasão- para que certas falanges de espíritos possam aceitar ajuda ( UTI de um hospital). No centro de Umbanda é atuar no baixo astral, em camadas dessa dimensão onde a magia ruim é praticada por seres dominadores da arte de manipulação e escuridão ( Emergência de um Hospital Público).

Por operar em níveis mais " sutis" o médium do centro espírita trabalha muito mais animicamente junto com o espírito em ascensão que ficou responsável em ajudar o seu grupo; cabendo aos médiuns da Umbanda, um trabalho mais denso e mais com os pés no chão para conseguir lidar com as demandas mais pesadas provindas de espíritos cruéis que dominam as forças do baixo astral.

Por isso, há uma diferença significativa na maneira de trabalhar o desenvolvimento dos médiuns nessas duas linhas. Como citei antes, se essas linhas trabalhassem no mesmo hospital, a Umbanda seria a " Emergência" e o centro espírita, uma UTI, ou seja, ambas linhas trabalhando para auxiliar e curar quem quer que seja.

Vejo muito por aí, um preconceito bem aparente sobre a Umbanda, até mesmo em médiuns de terreiro que prefere falar que é " espírita" , como se assim, a sua crença espiritual fosse ser mais respeitada. O que falta ao conhecimento dos médiuns dessas duas doutrinas é que não há diferença entre os espíritos que trabalham nas duas. O mesmo Doutor Bezerra que fascina os Kardecistas, pode bem vir como Pai Joaquim num terreiro. Ou seja, para o bom " curador", não importa em que ala do hospital se trabalha, e sim, curar e ajudar quem necessita.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply