sexta-feira, setembro 30, 2011

Secretariando o Futuro ou o Agora?


Estou sempre entrando e saindo de empresas para dar aulas de inglês, e independentemente do seguimento da empresa, tenho sempre contato com as secretárias. Conversa vai e conversa vem, e ouço sempre a mesma reclamação que elas são registradas como "assistente administrativo", e isso além de representar uma perda significativa de salário, também representa uma tremenda fala de respeito com essa profissional que é responsável pelo sucesso de cada uma dessas empresas.

- Por que você não conversa com o seu chefe e diz que isso não está certo - disse a uma delas, esse dias, uma profissional fantástica que trabalha 24/7 pelo sucesso da empresa, e completei - Converse com ele, afinal, é o seu direito!

- Eu sei disso, mas tenho que manter o meu emprego, Frank - elas dizem - Lá fora tem uma centena de pessoas que querem o meu lugar e não vão reclamar com o nome que lhes dão.

- Mas nenhuma delas é você! - respondo.

Pode parecer exagero, mas conheço bem essas profissionais, não só porque dou aulas para elas, mais principalmente porque minha esposa foi secretária de uma das maiores empresas de auditoria fiscal nesse país - e uma das " melhores" empresas para trabalhar ( segundo a revista Exame), mas que nunca teve respeito suficiente para registrar suas profissionais como secretárias.

Se isso ocorre com empresas grandes, imagina com as pequenas.

Já faz alguns anos que assisti a esse filme americano " Uma Secretária de Futuro" ( Working Girl- era o título original), e jamais esqueci uma das cenas em que a secretária interpretada pela atriz Melanie Griffith toma o lugar da sua chefe ( Sigourney Weaver - uma executiva durona e cruel) e fecha um negócio milionário numa negociação que nem mesmo a sua diretora, com anos e anos de experiência, conseguiria. Roteiros mirabolantes à parte ( e título português com tradução pobre também à parte); todo profissional de secretariado não só é " de futuro", como representa, no presente - aqui e agora - uma das principais forças motoras que movimenta qualquer negócio.

Esses profissionais não são apenas recepcionistas ou alguém para servir o cafézinho em reuniões; assim como a secretária do filme, elas assumem e tomam de conta de qualquer função, incluindo tomar de conta da agenda do escritório e dos negócios, tanto se o chefe está fora da empresa quanto se ele estiver presente.

Nesse Dia do Secretariado, muito poderia ser dito sobre esses profissionais, porém, precisamos, acima de tudo, lembrar e relembrar a importância de criarmos, principalmente, na mente de quem está no mercado que é preciso exigir respeito pela sua categoria, começando pelo registro correto da sua profissão, e mesmo embora haja a necessidade de se manter o emprego, pois afinal, a economia não está tão bem assim, se aceitamos tudo o que nos é oferecido, a nossa carreira sempre será do futuro e nunca do agora.




Feliz Dia da Consciência do Secretariado!!!

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply