segunda-feira, setembro 26, 2011

Quebrante


Ah, eu que pedi todo o pacote, e bebê vem com tudo, momentos bonitos e preocupantes, momento sorriso e momento coff! coff!

De onde veio a tosse? Quem espirrou perto dela? Foi o vento ou foi aquela prima maluca beijoqueira que deixou além de um beijo, um vírus na testa? Como proteger meu bebê desse povo tossindo? Não chega perto, xará! Mina, cai fora.

E esse estranhamento? Meu bebê não é assim! O que está acontecendo?

Não dá! Não há nada que possamos fazer para proteger o nenén para sempre, o bebê tem que viver com gente por perto, e por mais que os pais não queiram, eles ficam doentes, haverá tosse, espirro e febre, haverá dente nascendo, vai ter dedo na tomada, topada, queda, vai até ter, para quem acredita, quebrante...Será que foi quebrante?

Quebrante é coisa séria que se pega de gente doente. Doente de alma, que olha o alheio e quer não apenas também, mais o que não é dela!!!

Porém, se não há nada que eu possa fazer para pular esse momento de bebê chorando doente, eu posso, ao menos, tentar aprender a não facilitar - água benta, alfazema, arruda e sai pra lá - sei reza brava, posso até ser pequenino, mas tenho no meu peito, um preto véio a velar - por isso, se estiver frio, vou manter o olho extra aberto na janela; se surgir gente gripada não passa da cancela; e se aparecer alguém, de novo, de coração magro e olho gordo, vou logo avisando:mantenha distância! Pois se eu perceber que você está olhando para o meu bebê assim desse jeito tosco, te arranco esse olho invejoso e você vai ver que esse neguinho pacífico, para defender o seu ninho, é capar até de brigar.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply