terça-feira, julho 26, 2011

O Choro da Vitória.


Ela chora no meio da madrugada, acordo zumbizando, vou ao berço, a pego nos braços, desejando que ela se acalme; quero voltar a dormir, tenho que trabalhar bem cedo, ela não para!

Pode ser fome, pode ser cólica, pode ser dengo, pode ser nada.

Penso no sono, nas terras dos sonhos e no devido descanso. Ela continua a chorar...

Daí, eu lembro do dia em que ela nasceu, há dois meses, sem conseguir respirar; ela não chorava, vai direto para o tubo de oxigênio; peço a Deus, aos Orixás, a todos os santos, ao capeta, qualquer um que possa ajudar. Daria minha vida para ver ela bem, daria tudo para ver ela chorando...


Ela chora no meio da madrugada... estou ainda zumbizando, mas sorrio; ela chora mais um pouco, dou atenção e amor, ela sorri de volta.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply