terça-feira, maio 31, 2011

Aprendendo a aprender: a persistência supera o talento



Não tenha medo de errar, mas erre diferente!

O núcleo de todo processo de aprendizado é a transformação de ações ineficazes em ações eficazes.


Dessa definição deriva um ponto de partida no processo de aprendizado: a pessoa precisa identificar uma área de incompetência, de incapacidade que a impede de chegar ao resultado desejado. Aprender é incorporar novas habilidades que possibilitem alcançar objetivos.

A relação entre o não-saber e o aprendizado tem mão dupla. Para aprender, é preciso identificar uma situação insatisfatória. Ou seja: é imprescindível reconhecer que o desconforto é também uma oportunidade de aprendizado. Todos temos certo grau de “cegueira” em diversas atividade e conceitos, e quando tomamos consciência “que não se sabe” ocorre uma transformação de cego para ignorante.

São quatro os passos que podem ajudá-lo a aprender a aprender:

1. Assumir a responsabilidade de aumentar a sua competência.

O ignorante assume o papel de principiante e se vê como responsável pelo seu desenvolvimento. O aprendizado não é algo que “os outros lhe dão”, ou seja, você deve ser o protagonista desse processo. Lembre-se: você é que tem que tomar a iniciativa de querer aprender!

2. Reconhecer-se como principiante e permitir-se cometer erros.

O autêntico principiante se permite errar sem se recriminar, pois sabe que a única maneira de aprender é tentar fazer coisas que ampliem sua área de competência. Lembre-se: só fique atento em sempre errar diferente!

3. Busque ajuda de um mestre, de um coach e/ou do seu líder e dê-lhe permissão e autoridade para ajudá-lo.

Um bom desenvolvedor de pessoas respeita a integridade do principiante e está disposto a ajudá-lo a desenvolver suas competências. Lembre-se: é necessário que o coach ajuste-se a forma de aprender do principiante, e não o contrário!

4. Dedique tempo e recursos para a prática.

O aprendizado não é uma atividade teórica. Em alguns casos serão necessárias várias horas para garantir uma evolução da competência. Lembre-se: a persistência supera o talento!

E aqui vai uma Dicaduka: os verdadeiros mestres, ao contrário dos experts, mantêm sempre o espírito de principiante, abertos e atentos a novas possibilidades criativas e inovadoras. Os melhores mestres e principiantes compartilham sempre da humildade!

Mochila nas costas e até a próxima trilha!

Paulo Campos / 2011.05.16

@pvcampos10 ou pvcampos@terra.com.br

Fonte: http://vocesa.abril.com.br/blog/mochileiro-corporativo/2011/05/16/aprendendo-a-aprender-a-persistencia-supera-o-talento/

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply