sábado, março 19, 2011

Malícia


Não foi por mal, escapuliu, escorregou e quando vi; você já tinha ouvido, e eu já tinha dito esse maldizer, mal dição, má lição, malícia!
O outro não estava lá para se defender, mas comentei assim mesmo. Todo mundo faz, não dá para evitar, quando a gente vê, já falou, na rua ou no elevador:
- Soube de fulano?
Não há nenhum mal em conversar, comentar; afinal, desde o tempo das cavernas, papear foi o que nos fez avançar estágios e criar a nossa sociedade, desde a roda em volta das fogueiras às ondas da internet. A questão de maldade, é a intenção em provocar no outro um mudar de opinião a respeito de um outrem; e quando se viu, o outro já escutou, se convenceu, foi convertido, contagiado por esse veneno que todos nós, conversa e meia, jogamos no outro:
- Ninguém é santo!
Mas não precisa ser demônio!!!

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply