quarta-feira, fevereiro 23, 2011

PRATO CHEIO DE REMORSO

Há certas coisas que não podem ser medidas, nem quantificadas; tão pouco descritas ou faladas; pois essas coisas exigem uma certa dose de compreensão que muitos de nós, não querem ter não.

É certo, que nem mesmo o melhor dos poetas consegue descrever o amor, outros tentam dar explicações a compaixão; tentando colocar cada sentimento humano num patamar que se ajuste as suas intelectualizações, quando, no fundo, eles sabem, essas coisas fogem da rede do nosso racíocinio.

O mesmo, pode se dizer, quando tentamos compreender a maldade, as razões que levam um sujeito a cometer um crime bárbaro ou um furto inútil. Porém, mesmo sem conseguir entender o que nos leva a flertar com a escuridão, todos nós, já provamos, vez ou outra, do prato do remorso.

Remorso, prato amargo; quando é servido, sempre vem cheio, e somos obrigados pela "Mãe da Culpa", a comer tudo o que há no prato.

Para engolir a culpa, qualquer religião ou dor ajuda; porém, a digestão...

E a digestão da culpa, resulta sempre numa alimentação dolorosa, onde a nossa consciência recebe as lembranças de cada ato, com certo gosto de arame farpado, e percebemos, já bem tarde, que o remorso tem nos ombros, o peso de dois mundos, e na cabeça, o peso do universo. E com tanto peso carregado, inevitávelmente, nos curvamos, e ajoelhando, percebemos pela primeira vez, que o que fizemos afetou a vida de alguém e repercutiu em todo mundo.

Muitos, diante da dor e do peso do remorso, acabam pedindo para esquecer, e esquecidos, acabam fazendo tudo de novo; outros, porém, aceitam o peso, compreendendo que a dor é necessária, e não querem o remédio do esquecimento, preferindo fazer novamente, todo o percurso, ou sentir no próprio corpo, o que fizeram ao outro. Os primeiros se perdem no ciclo do fazer amanhã o que deviam fazer hoje; e continuam pisando no pé alheio e acreditando equivocadamente que só pedir desculpas resolve; os últimos pagam o preço mais alto, mas a recompensa para esses, é um outro prato servido, prato cheio de trabalho, mas com direito a sobremesa do dever cumprido.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply