quarta-feira, fevereiro 09, 2011

O QUE É SEU

Incomoda saber que não estamos ainda fazendo algo que nos faça descobrir o que viemos fazer aqui nessa vida. É um desconforto, um incômodo que nos leva a perder o foco e a reclamar ao Todo sobre tudo e sobre todos. E nessa desorientação, acabamos acreditando que somos escravos dos empregos tortos que não nos trazem satisfação, apesar de louros, e tesouros financeiros que amortecem a nossa mente, com uma segurança ilusória que enquanto as contas estiverem pagas, tudo esta bem no nosso mundo. Não está!

Não está nada bem, pois podemos fazer mais, e esse a mais é o poder que cada um de nós possuí, poder em fazer algo único, o Trabalho dos trabalhos; aquela atividade que vai mostrar que apesar de sermos parte dos bilhões de seres humanos que caminham nessa terra, cada um de nós, possui a sua própria criatividade, e pode manifestá-la por meio de um trabalho que tenha esse olhar único que nos diferencia e aproxima dos outros.

E todo trabalho que envolve os outros deveria ser uma contribuição verdadeira, e não uma atividade feita de qualquer maneira. Por isso, é preciso ter liberdade para enxergar que não somos escravos desses trabalhos passageiros, mas se precisamos fazê-lo, por enquanto, que façamos não apenas bem, mas muito bem, até que possamos dele, nos libertar.

O problema é que para ser livre é preciso enxergar um pouco mais. Enxergar que não somos marionetes dos outros, afinal, somos nós mesmos que puxamos as cordas dos nossos movimentos, somos nós mesmos que escolhemos os caminhos por onde queremos trilhar a nossa jornada.

E se liberdade é estar atento, se aprisiona quem se distrai com a opinião do outro, especialmente se essa opinião julga a nossa capacidade e o nosso potencial criativo.

Esse potencial, para quem está atento, não precisa ser aprendido, pois ele se revela sozinho naquele trabalho que você se imagina fazendo, e só em pensar nisso, já nasce um sorriso no seu corpo inteiro.

Uma das grandes lições que aprendi com a minha espiritualidade é a grande verdade que cada um possui o seu lugar. Não precisamos brigar por cargos, nem trapacear ou maldizer a carreira de alguém; e se sentimos isso em relação ao nosso emprego, a nossa empresa ou no nosso trabalho, é porque certamente aquele não é o nosso lugar, ou seja, esse lugar é apenas temporário.

O seu lugar, o seu trabalho, aquela atividade que você vai fazer com toda a sua criatividade já está garantido, já é seu; ele só está esperando que você tenha maturidade para enxergar que esse trabalho que você quer tanto, sempre aguardou por você, por isso, as coisas não dão certo onde você está, e não há satisfação, nem bem pensar.

E se não há bem pensar, algo errado está; por isso, se você não pode ainda sair desse emprego que você sabe, serve apenas como ponte, para o trabalho que vai te realizar; respira, sacode a poeira e olha por cima. A sua realização profissional espera por você, e para alcançá-la, basta apenas trabalhar para ver.

Para ver que tudo que é seu, demora mesmo para chegar; não porque você não mereça, mas porque o que é seu, precisa da sua atenção e do seu coração atento e pleno para isso manter. Daí, a beleza da sabedoria popular quando diz: “difícil não é conseguir..."

3 comentários:

Déa Prado disse...

Nossa Fran, muito sábio e lindo.
Obrigada por colocar legendas nos vários sentimentos que tenho.
Beijos

Pietro Enrico disse...

Muito legal Frank, obrigado pelo belo texto!

Anônimo disse...

Adorei! Muito inspirador...

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply