quarta-feira, outubro 13, 2010

Morar em condomínio


Publicado em Leitura Diária.com.br


Morar em condomínio

Também tem suas desvantagens, ah se tem!

Primeiramente, cabe ressaltar a definição e condomínio:

Condomínio
s. m.,
domínio comum;
autoridade igual e simultânea exercida por poderes diferentes;
conjunto das partes comuns de um edifício, pela manutenção das quais os condôminos pagam uma determinada quantia.

É justamente na DEFINIÇÃO de Condomínio que começa TODO o problema!
Senão, vejamos:

Domínio comum = Terra de ninguém.

Autoridade Igual e Simultânea exercida por poderes diferentes = Baderna

Conjunto das partes comuns de um edifício, pela manutenção das quais os condôminos pagam uma determinada quantia = Fica com a conta aí.

Pode parecer brincadeira, mas é a realidade. Você paga por um apartamento, casa, escritório a sua vida inteira, e é dono só no papel. A taxa condominial sempre aumenta e, cada vez que aumenta, resulta em inadimplência.

Some-se a inadimplência ao seu vizinho chato e multiplique pelo síndico e sua mania de se achar o DONO do condomínio.

Mas isso não é nada, se comparado à sua vizinha do andar e baixo, que, no final de semana, resolve fazer uma RAVE entre sexta/sábado/domingo. Ah, não esqueça da sua vizinha de porta, que tem a terrível mania de acordar às 7 da manhã pra lavar roupas, esqueça a máquina de lavar roupas dela, não parece um tanque de guerra dando tiros de canhão.

As crianças, coitadas, não tem uma quadra para brincar, jogam bola dentro do apartamento mesmo, e você não pode reclamar, afinal, o Estatuto do condomínio díz que: “silêncio após às 22:00 horas”.

O elevador. Relaxe, ele NUNCA dá problema (quando, diga-se de passagem, você não está dentro dele).

Seus vizinhos também possuem como animais de estimação cachorros? Que insistem em andar no Elevador, no colo do seu vizinho, baforando na tua cara, latindo na tua orelha?

Primeiramente, esqueça. Aquilo não é um cachorro, é o filho(a) do(a) vizinho(a), e não se espante se chamarem o pobre animal, digo, filho(a) dele(a) pelo teu nome, afinal, aquele pobre animal é tratado como gente.

Relato de um morador de condomínio(“EU“).

((((()))

Esse texto foi publicado em: http://leituradiaria.com.br

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply