quarta-feira, setembro 15, 2010

Fases (Ensaio sobre a noite escura)

By Fernando Golfar

Notei que você andava cheia,
Talvez por tudo que estamos vivendo
Talvez por tudo que você tem visto
Mas a humanidade é assim mesmo...

Daí do seu pedestal, onde te encontras
Deve ser complicado observar tudo o
Que se passa, sem poder fazer nada
Você está cheia de que? De mim?
Do mundo? Do que vê? Do que sente?

Eu te olho e questiono. Você sequer responde.
Pelo contrário,você some, desaparece.
Algo que fiz? Do que não gostou?
Posso dizer que quando você se foi,
Minhas noites ficaram mais escuras.

Depois do seu sumiço, você foi aos poucos aparecendo
Tímida, como se não quisesse ser notada.
Refletiu sobre tudo que aconteceu?
Notou que sou imperfeito? Nunca disse ser perfeito.
Isso talvez foi você quem imaginou.
Aliás, raros são da sua visão os perfeitos.

E hoje você chega sorrindo,
Como se nada tivesse acontecido
Eu te olho, e você sorri. Sorriso largo e brilhante.
Será que o desapontamento passou?
Será que você esqueceu de tudo e perdoou?

Só sei que a cada novo encontro
Você parece cada vez mais forte,
Mais senhora de si, sem rancor...segura.

E o sorriso vai te transformando totalmente
O que era minguante, hoje é crescente
E novamente te encontro nova, brilhante,
Numa nova fase de existência,
Compartilhando tudo isso aqui, comigo,
Noite após noite, dia após dia.

Hoje, cheia de si, novamente ilumina meus caminhos
Cheia de mim? Cheia de todos?
Não ! Cheia de vida !
Fonte interminável de inspiração

Hoje minha noite brilha mais
E meus caminhos estão mais luminosos
Graças ao reflexo da luz que comigo compartilha
Só você, Lua, poderá um dia dizer o porque
Pois aí de cima, atenta a tudo
Registra o que se passa no coração daqueles que,
Como eu, te admiram e amam sob a sua imagem.

Fernando Golfar – 01/09/2010

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply