segunda-feira, agosto 23, 2010

SOBRE TIRIRICAS

Em uma lanchonete na Barra Funda:

- Eu comprei o Cd dele e gostei muito - disse o Zé, servindo uma coca-cola gelada ao Seu Kleber.

- Isso é razão, Zé, para voltar nesse traste? - pergunta o Seu Kleber com a voz firme, bem articulada.

- Pelo menos eu sei em quem eu vou votar - explica Zé - A maioria desses candidatos a deputado é gente esquisita que fala coisa que não entendo.

- Zé, usa o seu discernimento e sua consciência. Perceba que esse sujeito, apenas por ser famoso, não possui condições de representar você e os seus lá em Brasília. Isso é uma grande piada, assim como é a música que esse palhaço faz.

- Você já ouvi um CD dele?

- Nunca!

- Como sabe que o CD é ruim?

- Zé, meu querido, você acha que eu me prestaria a esse papel. Olha para mim, Zé, sou eu quem estou sendo servido, não sou quem esta servindo. Fui criado ouvindo Glen Miller e Ella Fitzgerald, desde o berço até os meus primeiros passos - diz Seu Kleber com orgulho, Zé observa calado - Cresci ouvindo Cole Porter, namorei ao som de Jobin e Miles Davis e você tem a coragem de me perguntar se eu já ouvi Tiririca?

- Você votaria nesse tal de Maiôs Deivis?

- Claro que não, Zé! Miles Davis nunca se canditaria a política, ele era um artista, não participaria desse circo que virou Brasília. Você perceba, Zé, a diferença entre pessoas como eu e você: eu estudei! E se vocês, povão, tivessem um pouco de discernimento, não seguiriam feito gados, sendo manipulados pela mídia e por esses políticos de mentira. Eu tenho nojo desses "Tiriricas" e das pessoas que o escutam e querem votar nele.

- O senhor tem nojo de mim, Senhor Kleber?

- Você não, Zé! Você, ao menos, eu conheço.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply