terça-feira, julho 20, 2010

O AMIGO DA ONÇA E O AMIGO PASSARINHO

Ah, que nesse dia dos amigos, cá estou repleto deles, dos mais belos, dos mais unidos, e olha que eu nem queria isso; pois já levei tanto tapa nos ombros e faca nos ouvidos; eu que já confiei tanto, nem teria motivos para acreditar novamente, mas sou metido a gente que nunca se esquece, que embora por aí, tenha muito amigo da onça, também tem amigo passarinho, que ajuda a gente a voar, avoar, avuá e quando a gente pensa que não, já estamos os dois, além do chão, na alegria de ter alguém ao nosso lado para chamar de amigo, irmão, xará, meu chapa, minha alegria, minha contra-copa.

Não tenho um milhão de amigos, nem quero, pois não sou político, nem astro de futebol; porém, todos os amigos que tenho, apesar de eu contá-los numa palma de mão, valem por mil, e se isso é clichê, clichê é também cronicar e dizer que esse amigo é você, pois como sou escritor, a minha mão é gigante, e não conto os amigos pelos dedos, conto por aperto de mão que dou e recebo, conto por abraço gostoso de quem não quer se largar mais e conto por aqueles telefonemas e e-mails, de gente distante de espaço ou gente distante de tempo, mas que está sempre presente e se importa, ao menos, em entrar em contato com a gente, só para perguntar:

"oxente, como vai você? Bem? Quem bom! Agora estou bem também!!!"

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply