terça-feira, julho 27, 2010

EUNATE

No Caminho de Santiago...

Era um casal de alemãs e Luiz conhecia um deles. O senhor franzino e falante, fizera o Caminho com Luiz anteriormente. Fui apresentado e falamos em inglês, expliquei quem eu era e de onde vinha, e os dois sorriram. Hans já tinha estado no Brasil há muito tempo atrás e tinha uma enorme carinho pelo povo brasileiro. Luiz e Hans se conheciam desde o ano passado, quando se encontraram em um albergue em Santo Domingo de la Calzada , e caminharam alguns dias juntos.

Enquanto os dois conversavam sobre as coincidências do Caminho, bati um papo com sua mulher, seu nome era Joan, e ela revelou-me porque razão seu marido voltava ao Caminho e dessa vez junto com ela.

“Hans estava com câncer e procuramos os melhores médicos da Alemanha para encontra-mos um cura, mas só ouvíamos que não havia nada mais a fazer. Ele tinha um Tumor em uma região do cérebro que tornava impossível a remoção. Eu não tinha tanta fé assim para orar e pedir por cura, mas meu marido tinha fé pela família inteira e enquanto eu chorava, ele nutria esperança que havia uma chance de cura. E mesmo doente, contra tudo e contra todos, Hans veio para a Espanha e decidiu fazer o Caminho de Santiago. Eu fui a primeira a condenar a sua decisão, achando que essa viagem o mataria, mas nada poderia fazê-lo mudar de idéia.

Ele fez o Caminho e voltou para Colônia, transformado. Não sentia mais dores e estava mais saúdavel do que antes. Fomos ao médico e fizemos novos exames, pois Hans afirmava que não tinha mais o tumor. E para a nossa surpresa, um milagre aconteceu, pois não havia mais sinal algum do tumor. Refizemos os exames, trocamos de médicos e o diagnóstico era o mesmo. A fé em Deus e a certesa que ficaria curado salvou o meu marido da morte.

E aqui estamos caminhando juntos. Estou aqui por Hans, por seu amor e pela minha fé que renasceu através desse milagre. Não sei o que houve com o Hans por aqui, mas seja o que for, curou o meu marido.”

Foi com as palavras de Joan na cabeça, que saímos de Eunate e os deixamos para trás, com a certeza de que mais uma vez o Caminho mostrava o seu poder. Seguimos em direção a Puente la Reina, onde todas as rotas do Caminho se encontram e se tornam uma única trilha. Existe diversas rotas para chegar a Santiago, e essas rotas podem começar em qualquer lugar; para Joan, o Caminho começara quando o seu marido lhe provou que valia a pena acreditar no Universo e na magia de cura que a fé em Deus pode trazer à vida de qualquer um que decide acreditar.



Trecho do livro "O Peregrino", de Frank Oliveira, sobre o Caminho de Santiago.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply