sábado, junho 12, 2010

O ESPÍRITO – VIAJOR DO INFINITO...

Tu és um espírito. Sempre foste. E sempre serás...
O teu nome, tua cor de pele e teu sexo são transitórios.
Assim como o teu próprio corpo.
Mas tua consciência é perene.

Tu não nasces nem morres.
Está em ti o princípio imperecível.
Tu és centelha divina brilhando eternamente.
Tu entras e sais dos corpos perecíveis, sempre aprendendo...

Tua forma física pode sofrer danos irreparáveis.
Mas que coisa do mundo poderá te ferir?
Teu envoltório sutil é de luz astral.
Teu berço ou tua tumba, meras ilusões.

Tu pertences ao eterno. Tua casa real é no Céu.
Tua família é todo ser vivo. Tua senda é o infinito.
Não te esqueças disso. E nem negues a ti mesmo.
Tu és bem mais do que o mundo sabe de ti.

Em ti viaja o fogo das estrelas.
Por isso teus olhos brilham.
Em ti viaja o maior Amor de todos.
Por isso teu coração ama e sonha.

Tu és um viajor do infinito...
Mas, momentaneamente, estás num corpo carnal.
E isso é para o teu bem e o teu progresso.
Portanto, torna o teu corpo um pedacinho do Céu.

Teu é esse momento.
Tua existência é um presente.
Tu és muito amado.
Tua jornada não é só tua.

Tu és um espírito. Sempre foste. E sempre serás...

P.S.:
Cresce...
Agradece.
Ama.
Faze valer a pena.

(Texto inspirado por uma Presença Espiritual anônima, serena e amorosa, que abraça o mundo em silêncio e dissolve os nós escuros que apertam os corações.)

- Wagner Borges –
São Paulo, 05 de maio de 2010.


))))((((

FALANDO DAS COISAS DO ESPÍRITO, NA LATA!

Olá, caro amigo das coisas do espírito.
Não se surpreenda com as tolices dos outros (nem com as suas também).
Você sabe: o mundo está cheio de gente complicada.
Muitos querem desenvolver poderes psíquicos ou dominar certas magias.
No entanto, não suportam conviver com a responsabilidade inerente a tal abertura.
Querem os poderes, mas sem maturidade alguma.
Querem a magia, mas, sem profundidade alguma.
Inclusive, muitos são ridículos e se pelam de medo de espíritos.
Querem levantar o véu dos mistérios, mas estão cheios de leviandade.
E não se tocam de um detalhe fundamental: quando levantam o véu, eles vêem o Invisível, mas também ficam visíveis para outros planos.
E, com medo de espíritos, como é que fica essa abertura?
Como essa gente leviana quer lidar com o Invisível, se, ao mesmo tempo, se borra de medo do Além?...
Para entrar e sair do Invisível, de forma segura, é necessário usar um preservativo de luz no corpo espiritual (1) - ou seria mais apropriado chamar isso de “camisinha da alma”?
Ou seja, revestir-se de luz, para vibrar energias salutares na própria aura (2).
E, como a luz de cada um reflete o seu próprio nível de consciência, fica claro que não pode haver medo ou falta de caráter diante do Invisível.
Pensamentos claros e firmes produzem formas mentais (3) limpas e saudáveis.
Sentimentos bons propagam vibrações salutares e dissolvem conjunções negativas.
Ou seja, as energias revelam o padrão de pensamentos e sentimentos de cada um.
Ao levantar o véu dos mistérios, também se expõe a própria consciência ao Invisível.
Portanto, é necessário firmeza nisso! E resolução correta na perspectiva espiritual.
Para segurar a onda e crescer direito, é preciso cercar-se de luz.
Alguns conseguem isso pela ação da prece honesta e verdadeira (feita de coração, e não por mera repetição ou por algum tipo de condicionamento religioso).
Outros ativam os chacras (4) e movimentam suas energias.
E outros mais visualizam um fogo purificador circulando em sua aura.
Há muitas maneiras de fazer isso, mas todas elas demandam algum tipo de concentração e esforço para sua realização.
O fato é esse: é preciso revestir-se de luz, com caráter e consciência.
Tentar acessar o Invisível sem a proteção da luz é incorrer em graves perigos psíquicos. Porque poder sem sabedoria corrompe os melhores propósitos e leva a sérios riscos e entraves espirituais.
Sem amor, o bicho pega! E, sem discernimento, a queda é certa.
Revestido de luz, pode-se entrar e sair com segurança do Invisível.
Porém, sem esse revestimento, e ainda cheios de leviandade e medo, muita gente se submete ao Invisível, que entra e sai delas, à sua revelia.

- Companhia do Amor (5) –
A Turma dos Poetas em Flor.
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – Curitiba, 01 de maio de 2010.)

- Nota de Wagner Borges: As capacidades psíquicas fazem parte da natureza humana. Não são boas ou ruins.
A maneira como lidamos com elas é que revela o nível de cada um.
Muitos lidam bem com isso, na luz e na fé.
Outros lidam mal, seja por ignorância ou leviandade.
E alguns, são simplesmente arrogantes no trato com isso.
Diante do Invisível, é preciso uma boa imunização psíquica, com doses cavalares de discernimento, amor e luz. Mas isso dá trabalho e exige caráter forte.
E é por isso que muita gente se afunda nessa área: falta caráter firme, e sobram leviandade, superstição, arrogância e ignorância.

- Notas do Texto:
1. Corpo espiritual - Cristianismo - Cor. I, cap. 15, vers. 44.
Sinonímias: Corpo astral - do latim, astrum - estrelado - expressão usada pelo grande iniciado alquimista Paracelso, no séc. 16, na Europa, e por diversos ocultistas e teosofistas posteriormente.
Perispírito - Espiritismo - Allan Kardec, séc. 19, na França.
Corpo de luz – Ocultismo.
Psicossoma - do grego, psique - alma; e soma, corpo. Significa literalmente "corpo da alma" - Expressão usada inicialmente pelo espírito André Luiz nas obras psicografadas por Francisco Cândido Xavier e por Waldo Vieira, nas décadas de 1950-1960, que atualmente é mais usada pelos estudantes de Projeciologia.
2. Aura – do latim, aura - sopro de ar – halo luminoso de distintas cores que envolve o corpo físico e que reflete, energeticamente, o que o indivíduo pensa, sente e vivencia no seu mundo íntimo; psicosfera; campo energético.
3. Formas-pensamento- Formações mentais modeladas e organizadas pelo pensamento e a imaginação.
4. Chacras - do sânscrito - são os centros de força situados no corpo energético e que têm como função principal a absorção de energia - prana, chi - do meio ambiente para o interior do campo energético e do corpo físico. Além disso, servem de ponte energética entre o corpo espiritual e o corpo físico.
Os principais chacras são sete – que estão conectados com as sete glândulas que compõem o sistema endócrino: coronário, frontal, laríngeo, cardíaco, umbilical, sexual e básico.
5. A Companhia do Amor é um grupo de cronistas, poetas e escritores brasileiros desencarnados que me passam textos e mensagens espirituais há vários anos. Em sua grande maioria, são poetas e muito bem humorados. Segundo eles, os seus escritos são para mostrar que os espíritos não são nuvenzinhas ou luzinhas piscando em um plano espiritual inefável. Eles querem mostrar que continuam sendo pessoas comuns, apenas vivendo em outros planos, sem carregar o corpo denso. Querem que as pessoas encarnadas saibam que não existe apenas vida após a morte, mas, também, muita alegria e amor.
Os seus textos são simples e diretos, buscando o coração do leitor.
Para mais detalhes sobre o trabalho dessa turma maravilhosa, ver os livros "Companhia do Amor - A Turma dos Poetas em Flor – Volumes 1 e 2" - Edição independente - Wagner Borges, e sua coluna no site do IPPB (que é uma das seções mais visitadas no site): http://www.ippb.org.br/

Um comentário:

juanmarkus777 disse...

Concordo plenamente com todas as palavras aqui colocadas, pois fazem parte há tempos da minha intuição. Busco desde pequeno caminhos de compreensão, estados onde eu possa encontrar cada vez mais os caminhos que levem o meu ser ao celeste, ao invisível, ao profundo do meu inconsciente, que é a fonte de todas as lembranças, daqui nesse momento de vida, até os mais remotos e longinquos tempos.Da minha criação, sei que não poderei me lembrar, contudo, das experiências após essa distante criação, recordarei-me um dia,quando o véu da limitação dessa dimensão se dissolver. Por isso, eu me cuido, me dedido muito à mente, que posso chamar de alma, principalmente o inconsciente, sede de todas as emoções e profundo conhecedor de todos os fatos.Realmente, olhando-me bem, sei que desde que me entendo, sigo em direção à mente, ao espírito, aos pensamentos que por muitas vezes trazem-me uma espécie de solidão, justamente por não poder compartilhá-lhos com outras pessoas, visto a própria falta de vontade por parte delas de pensar e refletir sobre coisas mais profundas, ultrapassando a visão periférica da matéria e apreendendo o invisível com os olhos da mente. É uma espécie de desastre o nível tão baixo em que está mergulhada a humanidade nos dias de hoje, principalmente levando-se em conta tantos avanços tecnológicos e científicos. Contudo sei que o avanço moral, espiritual não anda de mãos dadas com esses mesmos avanços. Infelizmente. Sigo em frente, procurando conhecer-me melhor a cada dia, a cada noite(adoro a noite!).Justamete adoro a noite, pois no silêncio das multidões a minha alma realiza muito mais, e quando vou dormir, sei que vou me desligar e penetrar no invisível, que foi citado aqui,e nesse invisível sei que estarei bem acompanhado, pois é sempre o que peço: Luz,Ensinamentos,Conhecimento,Paz.Sei que faço parte de Deus, como Deus faz parte de mim, e Dele jamais quero desviar a minha atenção. Que a Inteligência Infinita, a Sabedoria Infinita nos guie e nos proteja sempre!

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply