sábado, maio 08, 2010

CONVERSANDO SOBRE RENOVAÇÃO CONSCIENCIAL

(Resposta a Carta de uma Amiga no Limbo de Si Mesma)

Querida, você se perdeu e dançou com as sombras...
E agora está confusa e no limbo de si mesma.
Contudo, eu lhe digo que nada está perdido.
No reconhecimento de onde errou está sua renovação.
No centro de sua queda estão as sementes de sua subida.
É hora de você ascender novamente, para o seu melhor.
Porque, apesar das trevas em torno, a Luz continua em seu coração.
E, se você focar no seu melhor, vencerá a si mesma e às influências negativas.
É claro que isso não é tarefa fácil! Mas, agora, você só pode subir...
Então, concentre-se no que lhe faz bem. Inspire-se em alguma coisa positiva.
Não dê trelas para comentários de pessoas negativas. E não se lamente...
Tire experiência dos erros. Aprenda a se reciclar... E não traia a si mesma.
Recupere o seu sorriso, porque cara amarrada não resolve nada e a deixa feia.
Escute música. Sim, você se lembra de como era bom curtir um som legal?
Leia bons livros. Esclareça-se, mas sem confundir o conhecimento com a sabedoria.
Aprenda a meditar, mas sem fugir do mundo e nem deixar de viver.
E jamais diga que você não está preparada para crescer e que não é a hora.
E nem pense que não merece ser feliz. Porque você faz parte do Todo!*
Sim, você é uma centelha da Luz Maior em forma humana... Sempre foi.
Mas precisa reconhecer isso em você mesma, para se afirmar na jornada.
Não se engane mais. E não dê mole para o seu ego. Pare de fugir da Luz.
Sua luta não é com ninguém, a não ser com você mesma. E essa é a grande batalha!
Então, vença a si mesma. E, por favor, permita-se ser feliz, sem culpa ou dramas.
Se quiser, reze, mas com coragem e coração. E sem medo de dogma algum.
E não se iluda: a vida não é só o que nós percebemos com os cinco sentidos físicos.
Há muito em jogo. Bem mais do que supomos. E, com certeza, a vida é uma dádiva.
Felicidade é um estado de consciência. E tem mais a ver com a sabedoria dos anos...
Só o Todo conhece você profundamente. Porque Ele lê o que está em seu coração.
E é a Ele que você deve se dirigir, sempre. E que seja em espírito e verdade.
Você me escreveu e pediu alguns toques conscienciais para o seu esclarecimento.
E a minha dica é: “Vá escutar música, menina! E se permita ser feliz, aqui e agora.
Ah, recupere o seu sorriso, porque já tem muita gente de cara feia no mundo.
A senda da Luz lhe espera, sem julgamento algum. Então, retorne, e abrace-a.

P.S.:
O Todo está em tudo! E isso é a maravilha das maravilhas.
Vale a pena viver. Principalmente quando há Luz na jornada.
Não parece, mas estamos dentro da Consciência Cósmica.
Mas isso não é coisa para a mente entender ou especular.
Não, é coisa para o coração compreender e realizar.
Porque isso não se explica, só se sente...
Assim como esses escritos.
Que senti e fiz, por intuição.
Com o coração.
Para você.
Pela Luz.
É isso.
Axé**.

Paz e Luz.

- Wagner Borges – mestre de nada e discípulo de coisa alguma***.
São Paulo, 20 de abril de 2010.

- Notas:
* O Todo - expressão hermética para designar o Poder Absoluto que está em tudo. O Supremo, O Grande Arquiteto Do Universo, Deus, O Amor Maior Que Gera a Vida. Na verdade, O Supremo não é homem ou mulher, mas pura consciência além de toda forma. Por isso, tanto faz chamá-lo de Pai Celestial ou de Mãe Divina. Ele é Pai-Mãe de todos.
** Axé - expressão afro-brasileira significando a força vital; energia; alto astral.
*** Estou disponibilizando esses escritos em aberto porque sua leitura poderá ser útil para reflexões de outras pessoas na mesma situação de minha amiga tristonha. E aí, talvez elas voltem a pensar na Luz, e a escutar música também... Oxalá isso aconteça!
Obs.: Enquanto eu escrevia essas linhas, rolava aqui no som o CD. “About Time” – do compositor e multi-instrumentista inglês Steve Winwood (que foi o vocalista do Traffic e do Blind Faith, duas grandes bandas de pop/rock das décadas de 1960/1970). As músicas “Horizon” e “Silvia - Who is She?” (respectivamente, faixas 9 e 11 do CD), são maravilhosas, bem viajantes mesmo.



AOS PÉS DO AMOR MAIS LINDO DE TODOS
(Uma Mão no Mundo, e a Outra Mão no Céu; e o Coração em Tudo)

Amigo, com uma mão, toca o mundo.
Mas não te esqueças de, com a outra mão,
Tocar os Pés do Senhor da Vida.

Tolos são os que se deixam engolfar pelo mundo.
São arrastados pelas correntes dos desejos...
Até que desembocam nas perigosas corredeiras das ilusões e da dor.
Ao tentar segurar as coisas do mundo com as duas mãos, perdem tudo.

Por isso, segura nos Pés d’Ele.
É o teu refúgio e tua segurança.
E Ele conhece o teu coração.

Então, entrega o teu espírito a Ele.
Para que Ele guie tua jornada.
Porque Ele é a respiração de tudo que respira.

É d’Ele que vem o Sopro Vital do Eterno.
E o Amor que tu sentes, também é Ele em ti.
Ele é o Sol dos sóis; a Luz das luzes.
O teu labor e tua vida estão no Poder d’Ele.

Tua senda é iluminada por Ele.
É Ele que olha pelos teus olhos e ri contigo.
E é Ele que brilha lá em cima, no zimbório celeste.
Assim como em teu coração.

Com uma mão, toca o mundo.
Com a outra, toca os Pés d’Ele.
E não te esqueças, jamais, que, sem Ele, tu não és nada!

Amigo, Ele está em ti, e em todos os seres.
E também está na Terra, e no Espaço Infinito...
Mas Ele é simples, como a vida, e ri contigo.
E o amor d’Ele é a coisa mais linda de todas.

Não te esqueças d’Ele por causa das coisas do teu ego.
Nem por causa das seduções do mundo e da loucura dos homens.
Sem Ele, a jornada fica triste e amarga.
E, mesmo com todo sucesso do mundo, teu espírito sentirá um vazio.

Porque o Poder que acende as estrelas, é o mesmo que acende teu Ser.
E de que adianta rir sem Ele? Ou viver sem luz na jornada?
Não, amigo. É Ele que brilha em teus olhos; sempre foi...

Mesmo que tu não te lembres, porque teu ego não deixa, É Ele que te dá a vida.
E quando tu te moves, esquecido d’Ele, teus movimentos ficam sombrios.
Então, curva a tua cabeça e toca os Pés d’Ele.
Para que tua jornada no mundo seja auspiciosa, com Ele em ti.

E não te esqueças: Ele ri contigo.
E criou o Amor mais lindo de todos.
Amigo, Ele é tua felicidade.

Toca os Pés d’Ele...

Com gratidão.
Paz e Luz*.

- Wagner Borges –
São Paulo, 01 de dezembro de 2009.

- Nota:
* Enquanto eu passava a limpo esses escritos, lembrei-me de um texto inspirado de Sry Aurobindo que, penso eu, tem forte correspondência com esses escritos de hoje. Segue-se o mesmo logo abaixo.


A LEI DO CAMINHO

- Por Sry Aurobindo -

Primeiro esteja certo do chamado e da resposta de tua alma. Se o chamado não for verdadeiro, não for o toque dos poderes de Deus, ou a voz de seus mensageiros, mas a ilusão de teu ego, o fim de teus esforços será um pobre fiasco espiritual ou até mesmo um desastre mais profundo.
E se não for o fervor da alma, mas apenas o consentimento ou o interesse da mente que responde às intimações divinas, ou somente o desejo da vida inferior que se agarra a algum aspecto da atração dos frutos do Poder do Yoga (ou do prazer do Yoga), ou apenas uma emoção transitória, que salta como uma chama insegura, movida pela intensidade da Voz ou sua doçura ou grandeza, então, também, pode haver pouca certeza para ti no difícil caminho do Yoga.
Os instrumentos exteriores do homem mortal não têm força para levá-lo através dos ardores severos desta jornada espiritual e da titânica batalha interior, ou para enfrentar suas provações terríveis e obstinadas, ou encorajá-lo a vencer seus perigos sutis e tremendos. Somente a vontade firme e venerável do espírito e o fogo insaciável do ardor invencível de tua alma é que são suficientes para esta transformação difícil e este empreendimento elevado e improvável.
Não imagines que o caminho seja fácil; a senda é longa, árdua, perigosa e difícil. A cada passo existe uma emboscada, em cada curva uma cilada. Milhares de inimigos, vistos e não vistos, lançar-se-ão contra ti, terríveis em sua sutileza contra tua ignorância, tremendos no poder contra tua fraqueza. E quando com dor conseguires destruí-los, outros milhares lançar-se-ão para tomar seu lugar. O Inferno vomitará suas hordas para opor e cercear e ferir e ameaçar; os Céus enfrentar-te-ão com seus testes impiedosos e suas negações luminosas e frias.
Encontrar-te-ás sozinho em tua angústia, os demônios furiosos em teu caminho, os Deuses relutantes acima de ti. Antigos e poderosos, cruéis, inconquistáveis e próximos e inumeráveis são os Poderes terríveis e escuros que lucram com o reino da Noite e da Ignorância, que não querem mudança e são hostis. Longínquos, lentos em chegar, distantes e poucos e breves em suas visitas, são os Luminosos que querem e são permitidos dar socorro.
Cada passo para frente é uma batalha. Há descidas precipitadas, há ascensões infindáveis e sempre picos e picos mais elevados para conquistar. Cada planalto escalado é apenas um estágio no caminho e revela, além, alturas sem fim. Em cada vitória que tu pensas ser a última luta triunfante, evidencia-se somente o prelúdio de batalhas perigosas e centenas de vezes mais ferozes.
Mas tu não disseste que a mão de Deus estará comigo e a Divina Mãe perto com seu gracioso sorriso de socorro? E não sabes tu que a Graça de Deus é mais difícil de ter e de conservar que o néctar dos Imortais ou os tesouros inestimáveis de Kuvera?
Pergunta a teus escolhidos e eles dir-te-ão quantas vezes o Eterno escondeu deles Sua face, quão frequentemente Ele se retirou para trás de seu véu misterioso e eles se encontraram sozinhos nas garras do Inferno, solitários no horror da escuridão, expostos e sem defesa na agonia da batalha.
E se sua presença for sentida por trás do véu, todavia é como o sol de inverno por trás das nuvens e não salva da chuva e da neve e da tempestade calamitosa e do vento áspero e do frio cortante e da atmosfera de um cinzento doloroso e da monotonia parda e enfadonha. Sem dúvida o auxílio existe, mesmo quando parece ter se retirado, mas ainda há a aparência da noite total, sem um sol para chegar, e sem a estrela da esperança para dar prazer na escuridão.
Bela é a face da Divina Mãe, mas ela também pode ser dura e terrível. Mas é, então, a imortalidade um brinquedo para ser dado levianamente a uma criança, ou a vida divina um prêmio sem esforço ou a coroa para um fraco? Esforça-te corretamente e conseguirás; confia e tua confiança acabará justificada; mas a Lei terrível do Caminho existe e ninguém pode derrogá-la.

(Texto extraído do livro “Sabedoria de Sry Aurobindo” – Editora Shakti.)

- Nota:
* Sry Aurobindo - Aurobindo Ghose - Índia, 1872-1950 - foi um dos maiores mestres da Índia. O seu trabalho tornou-se conhecido como “O Yoga Integral”, porque, como ele dizia, “Toda vida é Yoga!” - Para mais detalhes sobre os seus escritos inspirados, ver o excelente livro “Sabedoria de Sry Aurobindo” – Editora Shakti, e o site da Casa Aurobindo no Brasil: http://br.geocities.com/casa_sri_aurobindo/


Para saber mais sobre o Professor Wagner Borges e o IPPB, acesse:
www.ippb.org.br
Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply