segunda-feira, março 01, 2010

O Guardião de Livros

Dedicado a José MindlinA biblioteca amanheceu vazia,
Os livros estão orfãos;
As estantes choram,
O Guardião de Livros foi embora;

Num mundo sem livro,
Ele não queria viver;
Por isso sonhava com um país
De leitores,
E se foi, sem esse país conhecer;

Seu legado: árvores, filhos
E mais do que um livro,
Deixou um "Templo do Saber";

E a esperança
Que o símbolo da sua biblioteca,
A mais rara do Brasil,
Um dia faça esse país pensar
E se transformar
Numa nação mais consciente.



Notas do Autor:
O Adeus ao Bibliófilo José Mindlin

Aos 95 anos, ele tinha em sua casa, em São Paulo, a maior coleção de livros particular do país, que havia sido doada à USP. José Ephim Mindlin ergueu um império literário em sua própria casa. Ele dedicou sua vida à busca por obras raras em viagens pelo Brasil e Exterior. A procura incansável acabou ontem, quando o bibliófilo e empresário morreu em São Paulo, aos 95 anos.

Membro da Academia Brasileira de Letras (ABL), Mindlin estava internado havia aproximadamente um mês no Hospital Albert Einstein para tratar uma pneumonia. O enterro ocorreu no Cemitério Israelita da Vila Mariana, zona sul da cidade. Casado por 68 anos com Guita Mindlin, já falecida, teve quatro filhos: a antropologa Betty, a designer Diana, o engenheiro Sérgio e a socióloga Sônia...

Veja o resto do artigo em: http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default2.jsp?uf=1&local=1&source=a2823972.xml&template=3898.dwt&edition=14204§ion=1003

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply