segunda-feira, janeiro 11, 2010

Se Preencher de Você Mesmo

Dedicado a Danielle Salibian


Vou ao cinema, compro pipoca, refri e chocolate. Assisto o filme, rio e choro; saio de lá emocionado; estou feliz comigo mesmo.

Passo na banca de jornal, gasto uma fortuna em revistas que sempre quis ler, mas nunca quis gastar para conhecer; vou a loja de CD, compro um albúm importado e ajudo um artista nacional a ganhar algum trocado, mesmo sabendo que faria o download do seu trabalho bem facinho na rede; deixo uns trocados com o artista mambembe que me faz rir no semáforo; estou feliz comigo mesmo.

Chego em casa, desligo o celular, ignoro o computador; ligo o som e começo a dançar mesmo sem saber me mover direito; deixo a loucura de se entregar envolver-me por inteiro; sou uno com tudo e fiel ao meu eu-interior e percebo, claramente, pela primeira vez em minha vida; estou feliz comigo mesmo.

Como a hora que quero; durmo a hora que sinto vontade; desobedeço todos os relógios e me rebelo do coletivo. É Domingo, alguém bem longe, assite o Fantástico, amaldiçando a segunda; eu medito na felicidade de estar comigo mesmo; daqui a pouco, a jornada se reinicia e estou apenas no começo!!!
Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply