quinta-feira, janeiro 28, 2010

OS DERVIXES DO ASTRAL

Chegam girando os Dervixes do Astral. Caboclos saudando o povo desse congá com as bençãos dos Orixás.

São lindos, esses caboclos e caboclas, que chegam cantando, dançando e iluminando todo o lugar.

Trazem firmeza. Trazem certeza que há algo além do que pensamos que há.

Já habitaram em épocas remotas diversas partes desse planeta, vestindo manifestações, que embora aparentemente primitivas, fluiam grande sabedoria.

Certa vez perguntei a um caboclo o seu lugar de origem na Terra, e ele respondeu:

"Fui Asteca, fui Maia, fui Inca;
Fui Tupi, fui Guarani, fui da Sibéria;
Fui Celta, fui Egípcio, fui Indiano;
Fui primitivo, fui urbano;
Mas agora sou apenas um dançarino do astral,
Dervixe de Alá, que trabalha na Falange de Oxalá,
Pois no astral, todas as tribos são apenas uma.
Uma banda, uma família,
Tabalhando nas mais diversas vibrações espirituais
Por um único objetivo: o amor!"

Salve os caboclos de Aruanda.
Salve a linda Umbanda,
Presente para a Terra do nosso Pai Oxalá.
Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply