sexta-feira, janeiro 29, 2010

MATANDO OBSESSORES PELA MADRUGADA

Acordo, são duas da madrugada. Estou cansado, andei matando obsessores pelas quebradas do meu inconsciente.

Estava meio que doente, com tanto assédio; agora me sinto vazio. Havia um rio de gente querendo controlar a minha vida; expulsei todos da casa; e para a minha surpresa, todos eles eram apenas formas-mentais; pseudo-eus que criei por algum motivo; e não saquei, mas durante um bom tempo, eram eles que estavam dirigindo o meu veículo.

Depois de tanta gente aqui dentro, fica até difícil lidar com o silêncio. Daí, o sono que não vem; e, essa idéia de prática, escrever dentro da madrugada, que boa parte dos obsessores que nos aterrorizam, não passam de criações mentais, que já nos foram úteis algum dia.
Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply