sexta-feira, dezembro 04, 2009

MULHERES LINDAS – COM UM SOL DE AMOR NO CORAÇÃO

Eu olhei os seus pés calçados com sandálias simples.

E eles estavam brilhando tanto, garota.

Depois eu olhei em seus olhos, e eles pareciam dois sóis.

Ah, pequena, você já chorou demais!

E, no entanto, o seu coração ainda está cheio de amor.

Você se iludiu: o que buscava fora, na verdade, estava com você mesma.

Sempre esteve dentro de você mesma, em forma de luz secreta.

E isso não se vê com os olhos da carne, e nem depende de aparências.

É ouro! É valor interno, que não se vende e nem se compra.

Então, enxugue suas lágrimas e preste atenção em sua luz.

O amor é o amor, não é uma pessoa. Mas poucos compreendem isso.

E quem não vê o brilho real, cai nas garras das luzes ilusórias do mundo.

Você pode até ter alguém ao seu lado, mas, talvez, o seu coração voe para longe...

Na direção de um Grande Amor, algures, no Coração da Vida Universal.

Ah, amor não machuca! E nem está submetido a mesquinharias e dramas.

Não tem idade e não se presta a manipulações; e não faz chantagens emocionais.

O que é real, transforma a consciência e faz rir e gostar de viver.

Há coisas que transcendem o tempo e o espaço. O amor é uma dessas coisas.

E, mesmo à distância, ele acontece, de coração a coração.

Eu só queria dizer isso, pequena: “VOCÊ ESTÁ CHEIA DE LUZ!”

E, onde quer que você esteja, receba um beijo, de alma para alma.

Que a Mãe Divina a inspire e ilumine mais ainda.


P.S.:

Escrevi essas linhas por influência espiritual de uma entidade espiritual.

Trata-se de uma consciência extrafísica muito querida do meu coração.

Ela trabalha nas vibrações sutis do amor da Mãe Divina.

E me disse: “Escreva algo para uma mulher cansada e resgate-a da dor.”

E eu questionei-a, sobre como escrever algo para alguém que sequer conheço?

E ela me sugeriu: “escute o seu coração e escreva o que ele lhe disser”.

Então, escrevi essas linhas. E sei que ela sabe por onde esses escritos viajarão...

E eu quero aproveitar e dizer que há mulheres lindas demais no mundo, e além...

E elas são lindas por sua luz e seu caráter, não por suas formas ou juventude.

Muitos homens não vêem isso; e, às vezes, muitas mulheres, também não.

E sem luz, as trevas chegam; e sem caráter, sobra o vazio existencial.

Que coisa mais linda é o olhar de uma mulher cheia de amor real!

E isso vem do coração dela, e ilumina o parceiro, os filhos e a própria vida.

E isso não tem preço. E nem se explica. Só se sente...

Não, não e plástica ou a roupa cara que faz uma mulher bonita; é ela mesma.

Com seu brilho e seu caráter; com seu amor e paciência; com algo que só ela tem.

E, aqui e agora, eu honro a todas elas com esses escritos, em espírito e verdade.

E agradeço a Mãe Divina, pela chance e pela honra de escrever essas linhas*.

(Dedicado as mulheres cheias de caráter e luz, lindas, sem as ilusões do mundo.)


Paz e Luz.

- Wagner Borges – Na Luz, como sempre...

São Paulo, 30 de novembro de 2009.


- Notas:

* Enquanto eu digitava essas linhas, rolava aqui no som as belas canções do disco “Betwenn Lines”, da cantora pop americana Janis Ian. As músicas “From Me to You” e “Bright Lights and Promises” (faixas 2 e 3 do disco) são lindas demais.

Obs.: Enquanto eu passava esses escritos a limpo, lembrei-me de um texto da Companhia do Amor sobre as mulheres. Então, deixo o mesmo na sequência, como enriquecimento desses escritos de hoje.

MULHER

Uma mulher não é somente um rostinho bonito. É, antes de tudo, uma pessoa com seu próprio mundo interno, cheio de qualidades, desejos e, também defeitos.

Dizem que a mulher foi feita da costela do Adão. Nada mais falso do que isso. Nunca acreditei nessa balela.

Para ser tão especial, ela só pode ter sido feita da costela do próprio Deus, que, aliás, estava inspiradíssimo no momento em que criou tal jóia.

Inoculou nela o brilho das estrelas, a ternura das flores e a essência do amor verdadeiro. Dotou-a da arte de fazer amor com sentimento e facultou-lhe a sublime maternidade.

Por isso, devem-lhe respeito o filho, o pai, o companheiro e até mesmo o próprio Criador, que deve estar todo orgulhoso de sua criação.

Mulher, mulher, mulher... O que seria da vida sem você?

Provavelmente seria bem mais triste e sem brilho.

É por isso que na Companhia do Amor, todos nós, poetas acima de tudo, reverenciamos o Criador, pois somente o Ser mais sábio de todos poderia ter criado a mais bela de todas as criaturas.

Salve a mulher!

— Companhia do Amor* —

A Turma dos Poetas em Flor.

(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – Texto extraído do livro “Companhia do Amor – A Turma dos Poetas em Flor – Edição Independente – 2003.)**

- Notas:

* A Companhia do Amor é um grupo de cronistas, poetas e escritores brasileiros desencarnados que me passam textos e mensagens espirituais há vários anos. Em sua grande maioria, são poetas e muito bem humorados. Segundo eles, os seus escritos são para mostrar que os espíritos não são nuvenzinhas ou luzinhas piscando em um plano espiritual inefável. Eles querem mostrar que continuam sendo pessoas comuns, apenas vivendo em outros planos, sem carregar o corpo denso. Querem que as pessoas encarnadas saibam que não existe apenas vida após a morte, mas, também, muita alegria e amor.

Os seus textos são simples e diretos, buscando o coração do leitor.

Para mais detalhes sobre o trabalho dessa turma maravilhosa, ver os livros "Companhia do Amor - A Turma dos Poetas em Flor – Volumes 1 e 2" - Edição independente - Wagner Borges, e sua coluna no site do IPPB (que é uma das seções mais visitadas no site): www.ippb.org.br.

** Os livros da Companhia do Amor – Volumes I e II – podem ser adquiridos diretamente no IPPB, ou pedidos por telefone (com entrega pelo correio) – (11) 2063-5381 e (11) 2915-7351 – das 12h às 18h.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply