domingo, dezembro 27, 2009

DIA DO MEU CÉU CINTILANTE

Hoje é Dia do meu Céu Cintilante; meu amor faz 34 anos hoje. Nessa linda manhã de domingo, e estamos indo para Trindade, passar dois dias de praia, sol e amor.

Para ela, que é a minha Radha, fica essa canção que fiz, há algum tempo, quando na alegria do momento, descobri nela a minha Gopi.




A Balada de Radha

Bati na porta ao chegar em casa
Quem a abriu? Era Auri ou Radha?
Sândalo, melodia e som de flauta
E ela dizendo: “Bem vindo, Gopala!”

Deixei de ser adulto cansado
Tornei-me um menino azul
Na mesa um belo prato preparado
Era oferenda para mim ou Vishnu?

Auri caminhava, Radha sorria
O amor em pura devoção
Estávamos no Brasil ou na Índia?
Ou era outro lugar? Sei dizer não!

Mas nesse lugar se sente
Que o amor reflete o infinito
Bebe-se o agora e o sempre
Não há lugar mais bonito

E foi assim numa noite qualquer
Que Radha transformou-me em Krishna
Pois há entre todo o homem e mulher
Um quê de Gopi, um quê de Govinda


Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply