segunda-feira, novembro 09, 2009

O Encontro Voador e o Owner Negão

Encontro voador é sempre diferente; há sempre uma surpresa, dessa vez, dei de cara com uma versão afro do owner dessa lista, onde escrevo.

Estou correndo o risco de ser expulso e ser moderado, mas tenho um compromisso com a verdade, por isso, vou contar o que aconteceu nesse último encontro.

Quando cheguei por lá, encontrei com a Anik, que deveria estar em algum lugar da antiga Constantinopla. Dizem os boatos voadores, que ela chegou ao lugar num tapete voador, guiado por um Turco Encantando. Ela diz que não, mas sabemos o quanto esses voadores são esotéricos.

Mistérios blumam as razões pela qual Lázaro e Camilla foram para a Bahia. A mídia noticiou muito o fato de um tal casamento numa casa de bruxaria e etc e tal; mas a verdade, segundo alguns espiões voadores que conheço na Bahia, é que o Lázaro, na verdade, foi iniciado no Candomblé, e visto, vestido de baiana nas escadarias da Igreja do Nosso Senhor do Bomfim; e depois de aprender a arte oculta da preparação do Vatapá e do Acarajé, foi agraciado com a cor negra e se tornou o primeiro afromineiro em terras baianas.

Para descobrir a verdade, resolvi fazer um teste de identificação no querido owner, quando ele chegou. E o cumprimentei:

- Colé, meu bródi?

- Ó Pai ó! - disse Lázaro, que olhou para Camilla e falou - Minha rainha, o miserê acha que fala inglês!!!

Era uma vez um mineiro...nada do que vi, lembrava o velho amigo happy e saltitante. O cara estava mais macho (quis me beijar, mas disse que isso ainda era reflexo das iniciações com os Pais de Santos no Pelorinho); tinha um sorriso que lembrava um bruxinho celta; e perto da sua negritude, eu era a Branca de Neve.

Camilla, por outro lado, era a mesma Camilla, apenas muito mais santa; afinal, sua grande missão espiritual nessa vida foi colocar esse nosso Owner de volta ao Caminho dos Homens.

Os voadores começaram a chegar, mas passavam por Lázaro, sem o reconhecer; foi preciso que ele gritasse:

- Oxi, se liga na parada! Sou eu, meu véi, minha véia!

Daí todos olharam e perceberam que aquela voz fina tão Lazarenha era daquele negão ao meu lado. Sentindo uma irradiação mediúnica, o cantor de MPB começou a incorporar o Michael Jackson e cantar :

"To be my baby, doesn´t matter if you black or white"

A festa da Voadores tinha começado...

O Roger e sua querida esposa Ingrid chegaram; Ana Onofri e Ivan Freitas; e começamos a falar mal de todo mundo. Afinal, não existe nada mais voador que fofoca; conspirações; e teorias ocultas reveladas.

Lá pelas dez, começaram a cair Patricias do céu - qual delas é a mais bonita? Lá pelas 10:10, surge Liege e seu namorado, roubando a cena com aquele sorriso gostoso e com aquela "lovely" carisma que deixa todos babando para conversar com ela e perguntar: qual dois livros você está lendo no momento?

Para tornar a festa mais surreal; se brancos ficam negros, carecas se transformam em cabeludos. Naquele momento tive uma inspiração para escrever um romance lispectoriano : "A Paixão segundo C.H".

Lá pelas onze, rufaram alguns tambores, e Michael Jackson saravou Fernando Sepe que acabara de descer de "Aruanda". Junto com ele, veio também, direto do "Nosso Lar", a querida amiga Maísa. Bem a tempo de assistir o despacho da noite: o bolo de aniversário do Láz.

E quando todos acharam que a supresa haviam acabado, eis que Lázaro, na hora do discurso, apenas agradece a todos e sopra a velinha invisível.

Hellooo????

E os discursos de três horas que inspiraram Fidel? O que houve com o Owner dessa lista?

Os tempos realmente estão mudando...

Um comentário:

disse...

Na verdade, acredito que o Lázaro já estava padecendo de sua faringite, por isso economizou palavras... ele foi ao meu consultório hj e eu já mediquei o pobre...rsrs...
Agora falando sério, Frank, quero dizer que foi um prazer tirar vc do mundo virtual para o real! Bjks

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply