terça-feira, novembro 17, 2009

Crônica Destrutiva

Queria despertar a histeria coletiva;
Soltar a faísca
Que faz de um;
Milhão,
Com essa crônica.

Queria a multidão gritando
Ensadecida;
Massa comprimida;
Bomba atômica
De gente;
Feito manada humana-bicho
Marchando por um único objetivo:
A leitura desses escritos.

Queria a loucura
Do sorriso
No rosto coletivo;
Formado por todos vocês
Que leem isto;
Será que eu consigo?

Não! Não é possível!
Preciso de algo mais forte;
Quem sabe um vestido curto;
Um decote?
Que sabe a balada de um assassino
Ou uma catástrofe?

Melhor, não!
Deve haver algo errado
Com um mundo que só gira
Com a queda da Bastilha,
Com muro derrubado;
E eu, escritor em busca da sagrada arte,
Prefiro a catarse
De um leitor de coração;
Que mil de mente!
Melhor morrer autor desconhecido
Que Anônimo Inconsciente!

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply