sexta-feira, julho 31, 2009

V. A MISSÃO COLETIVA

... Preste atenção: se for amor, não existirá apego - disse o Anjo - Se for outra coisa, revestida de amor, cobrará sempre um preço do outro.




V. A MISSÃO COLETIVA

O Auto da Piedade Parte III
Sete Atos de Reencenar



- O que ocorrerá comigo?

- Você provavelmente esquecerá essa nossa conversa e tudo o que já lembrou, pois terá que entrar na “Era do Silêncio” e ser revestido de esquecimento. Será exatamente igual a todos os demais, sem privilégios; a não ser essa sua força em despertar aqui, que é mais útil que mil memórias. Esse seu despertar, essa sua habilidade desenvolvida em ficar lúcido será a semente que florescerá em intuição, para depois ser a sua bússola.

Mesmo sem saber o porquê, você vai procurar pelo amor, terá curiosidade sobre a origem do mundo, da sua alma e o destino de tudo. Será mais um peregrino de Deus, e perceberá que mesmo sem a menor certeza de que Ele é real; você não conseguirá calar a busca; a vontade de encontrá-Lo. Sofrerá muito por isso, pois a sua lucidez buscará a lógica da Terra e perceberá que nela, tudo aquilo que se passa em sua alma é negado, o que é natural, na dualidade da tua missão.

- Não há mesmo como perceber Deus ou vocês quando eu estiver por lá?

- Sim, em oração ou meditação, você poderá sentir os laços que unem o seu espírito aos dois planos e poderá até mesmo nos ouvir, mas como você estará na Terra usando a linguagem de lá, com os órgãos de comunicação básicos do plano denso; não escutará palavras, pois como você sabe, não usamos a linguagem da Terra aqui e sim símbolos, imagens, formas geométricas, tudo o que a sua mente puder decodificar em significado para você reter no plano físico.

- E de olhos abertos? Quero dizer, tudo o que eu disser aos outros sobre o que vi em sonhos ou em experiências místicas pode ser considerado uma “viagem minha”. No entanto, se eu pudesse provar que há algo a mais, no meu dia a dia, seria diferente, não?

- Provar para quem?

- Para a minha família, amigos, sei lá. Não quero ser internado de novo.

- Essa é uma missão coletiva, mas cada um deve fazer a sua parte, o que significa que cada um deve lembrar do seu próprio jeito e aprender a amar por conta própria. O desejo de poder e o atraso dessa missão nasceram da vontade de controlar o caminho dos outros ou querer que o outro pule etapas, caminhando no SEU caminho. Por favor, não faça mais isso, caminhe por você.

Não se preocupe com a estrada do seu próximo. Ele também é um Ser Divino em sua busca por amor. Não o atrapalhe com as suas “provas” e nem forneça a ele as suas crenças. Parte do plano da dualidade é o fato que todos desacreditarão daquilo que é pura certeza para você, pois cada pessoa terá a sua forma única de se religar. Isso vai causar muita confusão, dúvida, pois mesmo se duas pessoas estiverem juntas num voo noturno, quando acordarem, não se lembrarão da mesma coisa.

Se temos sempre pontos de vista diferentes sobre tudo em Beta, por que seria diferente em Alfa ou em outros estágios de consciência?
Que cada um encontre as suas certezas. Cada vez que você tentar convencer o outro sobre o que experimentou, mais fraca ficará a certeza do que foi experimentado.

- Compreendi, mas será que ainda conseguirei ver claramente as pistas que indicam que estou no caminho certo?

- Sim, mas para isso, você terá que deixar todos os conceitos da realidade da dualidade de lado e ENTENDER, ao invés de COMPREENDER que as outras realidades possuem parâmetros diferentes de manifestação; assim como cada cultura na Terra possui idioma, crença e cultura diferenciada mesmo estando a uma ponte de distância.

Levando isso em consideração, olhe para o sol e para a lua com outro olhar, não como estrela e satélite, mas como símbolos do masculino e feminino, do Pai e da Mãe Divina, Ying and Yang, que se uniram para que você se manifestasse na Terra, formando junto com eles uma trindade.

Se você mantiver essa seta mental brilhando, se lembrará que a noite e o dia, o homem e a mulher, tudo mais em seu plano que representa as polaridades são setas fortalecendo a sua crença sobre a sua origem divinal e o seu destino de amor. Daí, não precisará dos templos dos homens para se recordar, nem fechar os olhos em oração, pois bastará apenas perceber esses símbolos da natureza terrena que representam o Plano Divino para se lembrar da sua missão.

Se você não for persuadido pela lógica terrena que diz que só o que é real é aquilo que pode ser visto, ouvido, sentido ou percebido pelo homem e por seus instrumentos ainda muito rudimentares, você não só encontrará o amor que deve experimentar, como também O assimilará, tornando-O parte do seu ser de tal forma, que não precisará desencarnar para se tornar um Ser Espiritual novamente na Terra.


...continua.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply