quarta-feira, maio 20, 2009

Lágrimas e Sorrisos

Eu vinha a toa na rua,
Quando ví uma moça chorar.

Pensei em parar e lhe oferecer

Um poema que lhe arrancasse um sorriso
Ou ao menos lhe enxugasse as lágrimas,
Mas segui o meu caminho
E o poema ficou calado na minha alma.

Não que me faltasse coragem,

Não que me faltasse papel e caneta;
É que eu aprendi a respeitar as lágrimas alheias
E não sair por ai enxugando toda tristeza que vejo;

Pois sei que ás vezes o silêncio vale mais a pena,

E as lágrimas, muitas vezes, valem mais que um milhão de poemas.

Um comentário:

Anônimo disse...

Se for a mesma moça,assim como este poema que veio duas vezes num mesmo mês,acho que as lágrimas estão a pedir por poemas sim,para que da próxima vez a ser vista não esteja mais só e sim acompanhada de um belo sorriso!Não acha?
As lágrima são desabafo,alívio,limpeza,mas ela continua seu trabalho ainda mais forte acompanhada de um sorriso(ainda que interno),seja ouvindo uma palavra amiga ou um poema de um desconhecido que tem tanta inspiração!

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply